O que a Gaia, a Inteligência Artificial da Gupy, avalia e NÃO avalia?


5 minutos de leitura

Quando você cadastra seu currículo na nossa plataforma para se candidatar a uma vaga, inicialmente a nossa IA faz a primeira leitura daquelas informações, com o objetivo de ordenar para o recrutador ou recrutadora os cadastros que tem mais afinidade com a vaga e o perfil da empresa. 

As pessoas recrutadoras recebem muitos currículos por vaga, é possível notar isso pela alta concorrência das vagas. Então, essa tecnologia ajuda a dar o foco para aquelas pessoas que realmente têm a ver com o cargo. Apesar disso, todos os currículos são disponibilizados para a pessoa recrutadora analisar. 

Você sabe o que é analisado pela nossa inteligência artificial, Gaia, quando você se cadastra na nossa plataforma?  

Para te responder isso, neste artigo vamos te contar um pouco mais sobre o que a Gaia faz e quais informações são levadas em consideração depois que você preenche o seu currículo na plataforma. 

Vamos lá? 

O que a Gaia avalia? 

Tem alguns fatores que a nossa IA, Inteligência Artificial, analisa para fazer o encaixe entre você e a vaga, são informações essenciais para identificar se o seu perfil é compatível com a oportunidade.

A nossa inteligência artificial, Gaia, tem o objetivo de ordenar os currículos daquele que possui mais afinidade com a vaga para o que possui menos. Ela faz isso muito mais rápido do que uma pessoa. 

Você concorda que as empresas recebem diversos currículos todos os dias? Talvez o seu currículo nunca chegasse a ser analisado se somente pessoas tivessem acesso a esses documentos.

O maior objetivo da Gaia é diminuir esse tempo, para que todas as pessoas candidatas tenham a oportunidade de terem seus currículos analisados. 

Mas antes de listarmos os fatores que ela analisa, vale ressaltar que a nossa IA faz uma análise inicial para entender a sua afinidade com a oportunidade, mas isso não significa que uma pessoa recrutadora não possa ter acesso ao seu currículo. 

Se existir alguma informação que não foi analisada pela pessoa recrutadora e possa ser relevante para o processo seletivo, o recrutador ou recrutadora pode optar por acessar o documento e analisar essas outras informações. 

Além disso, a Gaia não aprova ou reprova ninguém, a pessoa recrutadora que é a responsável pela aprovação de quem está participando dos processos seletivos.

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre a nossa inteligência artificial, veja a seguir o que ela avalia em seu currículo: 

1. Experiências 

As informações que você preenche no campo “Sua Experiência” no momento de fazer o seu cadastro na Gupy é um dos pontos avaliados pela nossa Inteligência Artificial.

Ou seja, os dados de formação, experiências, habilidades e conquistas são cruzados com as informações do campo “Responsabilidade e Requisitos” da descrição da vaga criada pelo recrutador para medir a compatibilidade entre você e o cargo. 

2. Testes objetivos

A Gaia também avalia os seus testes objetivos, que são os testes de múltipla escolha, como português, matemática, raciocínio lógico, entre outros nessa mesma modalidade.

A nossa Inteligência Artificial analisa a sua nota final e compara essa nota com as notas de outras pessoas para entender quem possui o perfil mais adequado para a vaga. 

3. Outros fatores em casos de vagas concorridas 

As experiências e testes são os dois campos mais importantes que são avaliados pela nossa IA, porém, em casos de vagas muito concorridas e muitas pessoas com currículos parecidos, outros fatores são levados em consideração. São eles: 

  • Distância da sua casa até a empresa

Em primeiro lugar, vale destacar que a Gaia não sabe onde você mora, mas sim qual é a distância em linha reta do seu endereço até o local de trabalho

Outro ponto importante é que essa informação só é analisada em casos de vagas presenciais, para vagas remotas isso não é levado em consideração.

Além disso, essa informação só é relevante se a empresa assim determinar, então varia de acordo com cada organização. 

  • Indicação ou pessoas candidatas internas

O outro fator levado em consideração é se você foi indicado por alguém da empresa ou se já trabalha na organização e é uma pessoa candidata interna. 

A indicação ajuda a pessoa recrutadora a ter mais informações sobre você, mas ela não é necessária para você conseguir uma vaga. Ela é apenas mais um recurso para te conhecer melhor

Ela também é importante porque te ajuda a ter uma validação de alguém de confiança dentro da empresa. Mas, lembrando mais uma vez, a indicação não é um pré-requisito para conseguir uma vaga, você pode conseguir passar em processos seletivos sem uma indicação.

Além disso, para uma pessoa indicar a outra, ela precisa justificar, ou seja, falar os motivos que te fazem se encaixar naquela empresa. Então, uma indicação sem isso não agrega informações para o processo seletivo e não é algo tão relevante para uma pessoa conseguir uma vaga. 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o que a Gaia avalia, continue a leitura para saber o que ela NÃO avalia! 

Nova call to action

O que a Gaia NÃO avalia? 

A seguir listamos o que a nossa Inteligência Artificial NÃO avalia: 

1. Dados pessoais 

Informações como nome, endereço e idade não são levadas em consideração no momento de avaliar o seu currículo.

2. Dados de diversidade 

As informações de diversidade, como gênero, cor e raça, orientação sexual e local de origem também não são analisadas pela IA. 

As perguntas de diversidade têm o objetivo de aumentar a inclusão e diminuir a desigualdade no mercado de trabalho, usamos esses dados separadamente para garantir que a Gaia está sendo justa com todas as pessoas independentemente de suas características.

Então, quem tem acesso a esses dados são as pessoas que trabalham fazendo a auditoria da Gaia — para garantir que ela está sendo justa com todas as pessoas independentemente desses recortes de diversidade — e as empresas que possuem as soluções de diversidade, para fazer processos mais inclusivos e com ações afirmativas. 

3. Provas abertas 

Provas abertas, ou seja, aquelas que não têm alternativas para selecionar e você precisa escrever um texto, também não são olhadas pela nossa IA. 

4. Testes de perfil ou integridade 

As empresas podem adicionar o teste de perfil e/ou de integridade no seu processo seletivo, mas como são análises complementares e não essenciais para o processo seletivo, a Gaia também não avalia esses dados. 

5. Perguntas eliminatórias

Geralmente as perguntas eliminatórias são de critérios essenciais para que você exerça a sua profissão. Por exemplo, uma pessoa que é motorista precisa ter uma carteira de habilitação (CNH), caso contrário, ela não conseguirá exercer sua função. 

Muito cuidado com essas perguntas, pois elas podem te tirar automaticamente do processo seletivo.

A imagem abaixo exemplifica como essas perguntas podem aparecer nos processos seletivos: 

Print da pergunta de pré-requisito dentro da plataforma

Mas lembre-se de sempre ter sinceridade nesse momento, porque a pergunta é sempre sobre um requisito indispensável no seu trabalho, logo, se você não dizer a verdade sobre isso, em algum momento pode trazer problemas para você posteriormente na empresa, como um desligamento. 

Esperamos que você tenha entendido um pouco mais sobre o que a Gaia, a Inteligência Artificial da Gupy, avalia no seu currículo. Conte com a gente 💙

Nos siga no instagram @gupy.empregos para mais conteúdos como este.

Banner de divulgação do Portal de Vagas da Gupy

Encontre a sua vaga de emprego

As oportunidades das empresas que mais crescem e contratam no Brasil estão na Gupy. Encontre vagas de emprego na nossa plataforma e comece a participar de processos seletivos ainda hoje!