Protagonismo no trabalho: saiba o que é e 4 dicas para desenvolver


3 minutos de leitura

Você já deve ter ouvido falar ou lido sobre a palavra “protagonismo” ou “protagonista”, mas provavelmente conhece ela de filmes e séries. Sabia que esse conceito também pode ser aplicado no mercado de trabalho? 

Não só pode ser utilizado, como é uma característica muito importante para o seu desenvolvimento profissional

Para saber como desenvolver essa habilidade no trabalho, continue a leitura! 

O que é protagonismo no trabalho? 

A palavra “protagonismo” está relacionada à “protagonista” e é mais provável que você conheça a segunda, não é mesmo? Como já abordado anteriormente, você já deve ter lido ou ouvido falar sobre o termo “protagonista” dos filmes, séries e livros. 

O protagonista geralmente é o personagem principal de uma história, é aquela pessoa que se destaca, é inquieta, proativa e toma atitudes para mudar as coisas. 

Uma pessoa protagonista no mercado de trabalho não é tão diferente dos filmes, a ideia é a mesma. Protagonismo no trabalho nada mais é do que se responsabilizar por sua carreira e tomar atitudes por conta própria para atingir seus objetivos profissionais. 

Muitas empresas oferecem treinamentos, planos de desenvolvimento, incentivos à educação, entre diversos outros recursos para que os funcionários se desenvolvam. Mas para que essas medidas funcionem, é necessário que os funcionários também se dediquem e se responsabilizem por esse desenvolvimento profissional. 

O protagonismo não significa tirar a responsabilidade da empresa, mas compartilhar a responsabilidade do seu desenvolvimento entre você e a organização

Continue lendo o nosso artigo para entender como desenvolver essa habilidade! 

Nova call to action

Como ser protagonista da sua carreira no trabalho? 

Agora que você já entendeu o que é protagonismo, iremos te mostrar os 4 passos para se tornar protagonista no trabalho: 

1. Iniciativa

Protagonismo tem tudo a ver com iniciativa, uma pessoa protagonista no trabalho é proativa e está sempre em busca de melhoria e mudança, ela identifica os problemas, entende a melhor forma de resolvê-los e procura meios para alcançar seus objetivos. 

Então, para começar a ser mais protagonista de sua carreira, comece a identificar o que não está tão legal em seus processos e na forma como você trabalha, e busque soluções para esse problema ou peça ajuda para solucioná-los. 

Além do dia a dia, também pense na sua função e em como você pode melhorar como profissional, identifique quais são seus pontos fortes e fracos e aproveite os recursos da empresa para desenvolver seus pontos fracos. 

O passo principal aqui é não ser um profissional passivo, que espera alguém apontar o que precisa ser feito, mas sim alguém que identifica os problemas e busca soluções antes de qualquer outra pessoa mencioná-los. 

2. Autoconhecimento 

O autoconhecimento é outro ponto importantíssimo para ser a principal pessoa responsável pela própria carreira, porque só você sabe quais são seus objetivos e desejos. 

Seus colegas de trabalho e liderança podem ajudar a identificar pontos fortes e pontos a melhorar, mas só você sabe o que deve ser desenvolvido para alcançar os objetivos que você almeja. 

Por exemplo, imagine que sua liderança identifica que você precisa desenvolver uma habilidade técnica específica para evoluir em seu cargo, mas você não tem o objetivo de crescer na carreira atual, mas sim o de fazer uma mudança de carreira

Se você assumir um papel passivo em sua carreira e somente aceitar o que a sua liderança e pares sugerirem, essa transição de carreira pode não acontecer. 

Quando você assume a responsabilidade por sua carreira, você identifica aonde quer chegar e pode conversar com a sua liderança para fazer um plano de desenvolvimento individual (PDI) específico para esse objetivo. 

Com o seu autoconhecimento, você poderá usufruir muito mais dos recursos que a empresa oferece e delimitar um plano específico para atender aos seus objetivos e alcançá-los mais rápido. 

3. Capacitação 

Outro ponto essencial é a capacitação. Se você não está comprometido com o aprendizado, talvez não absorva os conteúdos que consumir ou sequer consuma os treinamentos e meios de aprendizagem oferecidos pela organização.

Quando você se compromete com a sua carreira, você entende a importância dos treinamentos e se dedica a eles. Além disso, também consegue entender quais capacitações são mais importantes para o seu momento profissional e pessoal. 

A capacitação é um meio indispensável para não estagnar na carreira e ter mais oportunidades e crescimento profissional. 

4. Saber para quem pedir ajuda 

Saber pedir ajuda pode não parecer protagonismo, mas é. Identificar o que você precisa melhorar e as ações que precisa tomar para atingir seus objetivos e, principalmente, entender quem pode te ajudar nesse caminho, é essencial para facilitar esse processo.

Converse com a sua liderança, pois a pessoa líder pode te orientar tanto em processos do dia a dia quanto no seu desenvolvimento profissional. Também pode ser interessante encontrar uma pessoa mentora ou conversar com profissionais renomados na área para pegar dicas, conselhos e direcionamentos. 

Espero que o conteúdo tenha contribuído para sua carreira.

Banner de divulgação do Portal de Vagas da Gupy

Encontre a sua vaga de emprego

As oportunidades das empresas que mais crescem e contratam no Brasil estão na Gupy. Encontre vagas de emprego na nossa plataforma e comece a participar de processos seletivos ainda hoje!