Você sabe para que serve o teste de integridade? Aprenda aqui!

Honestidade, dignidade e integridade. Essas são três características fortes e que, basicamente, todas as empresas procuram nos profissionais na hora do processo de seleção para vagas de emprego.

Atualmente, é comum observar durante as entrevistas um maior preparo dos candidatos para as questões levantadas pelos entrevistadores, tendo em alguns momentos, inclusive, respostas parecendo automáticas e prontas. Além disso, dados presentes nos currículos sofrem alterações para parecerem algo que não são.

Algumas ações podem ser abordadas para tentar minimizar os riscos relacionados aos desvios de caráter, melhorando a eficácia das contratações e aumentando a produtividade e o funcionamento das empresas. Dentre elas, está o teste de integridade, sobre o qual vamos falar neste artigo. Continue a leitura!

O que é o teste de integridade?

O teste de integridade é realizado com o objetivo de minimizar fraudes e comportamentos duvidosos dentro de uma organização, fortalecendo sua cultura ética e construindo um comportamento moral nos funcionários.

Por meio da análise, identificação, compreensão e prevenção de atitudes que possam ser consideradas inadequadas ou antiéticas, ele educa os funcionários e ensina-os a agir em casos de situações duvidosas ou que possam causar conflitos éticos. É importante aplicar o teste quando o candidato ainda está no processo de seleção, para evitar dores de cabeças futuras.

Em uma pesquisa realizada pela Robert Half, empresa especializada em recrutamento, foi constatado que 42% dos currículos possuem informações que não são verdadeiras. Dos dados mais comuns de serem maquiados estão a formação superior e o histórico profissional.

Durante o processo seletivo são usadas diversas ferramentas e técnicas para identificar as competências, habilidades e os traços de personalidade dos candidatos, buscando, assim, o pareamento ideal para a vaga disponível. Porém, identificar o caráter ético dos profissionais antes da contratação é ainda um desafio, que pode ser minimizado com a realização desse tipo de teste.

Como funciona o teste de integridade?

Como tudo na vida, no teste de integridade não existe preto no branco. Por isso, não há como classificá-lo como binário, ou seja, em respostas certas e erradas. Lembre-se de que estamos falando da moral de uma pessoa, sua consciência, o que não é coisa simples ou de fácil entendimento. Vários fatores podem influenciar no momento da decisão.

Durante o teste, um dos principais elementos para entender o ponto de vista do candidato é compreender o seu nível de resiliência perante um conflito ético. Ela vai medir a sua capacidade de se impor frente a um obstáculo, mesmo quando a situação for desfavorável.

Que tipos de perguntas devem ser feitas?

Durante a realização do teste não são feitas perguntas binárias, pois, dessa forma, os candidatos sempre responderão de uma maneira só. Por exemplo: ao perguntar: “você aceitaria suborno?”, todos os candidatos responderiam que não.

Mas, se a pergunta for: “por que você não aceitaria suborno?”, você abre espaço para explicações e argumentos mais significativos para o teste. Só assim você poderá compreender, pelo menos parcialmente, as razões que levaram o candidato àquela resposta.

Com as respostas é possível saber se os pontos de vista do candidato batem com o que a empresa espera dele, além de permitir que os líderes já tenham uma ideia se aquela pessoa irá se adequar a cultura organizacional já estabelecida da empresa. Ao final, é possível separar os candidatos que não apresentam riscos para a empresa e que devem seguir no processo de seleção, reduzindo os ricos de problemas de ética para a organização.

É importante lembrar, também, que todo candidato tem direito a privacidade. Por isso, para a realização dos testes de integridade as empresas necessitam do consentimento dos participantes.

Agora que você já sabe o que é e para que serve o teste de integridade, não deixe de compartilhar este post nas redes sociais para que seus amigos também fiquem por dentro do assunto.

New Call-to-action

Inscreva-se na nossa Newsletter

Ebook: Como escolher as melhores perguntas para entrevistas de Candidatos
Painel de Indicadores de Recrutamento e Seleção Planilha Custo do Recrutamento e Seleção
Mauricio Carneiro | GUPY

Mauricio Carneiro | GUPY

Atua como Especialista de Marketing e Growth na Gupy. Depois de ter passado pelas áreas de computação e negócios, está se formando em Publicidade e Propaganda pela ECA USP. Se apaixonou pelo RH, enquanto atuava na área dentro da universidade, e pelo empreendedorismo, quando participou e liderou o Núcleo de Empreendedorismo da USP, por isso sabia que a Gupy era o lugar para ele.