Trilha de aprendizagem: o que é, modelos, vantagens e como criar

Entenda o que é trilha de aprendizagem e como este modelo de ensino revoluciona a absorção do conhecimento. Aprenda tudo para montar trilhas que engajam para impulsionar seus treinamentos corporativos.

A trilha de aprendizagem é capaz de otimizar os resultados da organização ao entregar dois modelos de ensino aos colaboradores, dando autonomia e garantindo o desenvolvimento de cada talento de maneira genuína.

Já é de conhecimento que o aprendizado não se consolida da mesma forma para todas as pessoas. Cada uma tem suas próprias limitações, individualidades e lacunas de ensino.

Assim surgem as trilhas, capazes de entregar autonomia aos participantes, estimular o engajamento e a motivação no conhecimento e desenvolvê-los de modo natural e eficiente.

Porém, o que é trilha de aprendizagem, quais são suas vantagens e como é possível implementá-las com sucesso na sua organização? É o que veremos neste conteúdo, acompanhe:

O que é trilha de aprendizagem?

Trilha de aprendizagem é o conjunto sistemático e contínuo de atividades que desenvolvem competências técnicas e comportamentais por meio da flexibilidade, experiência e diversidade de estímulos.

O método abrange diversas abordagens de ensino, e o talento pode escolher a que melhor se adapta às suas preferências, e combinar conteúdos teóricos e práticos para um melhor desempenho.

Alguns exemplos de abordagens diferenciadas para trilhas incluem gamificação, aulas expositivas, podcasts, vídeos, testes, quiz, infográficos e outras opções que fomentam o ensino.

Qual sua importância na educação corporativa?

A aplicação de trilhas de aprendizagem na educação corporativa representa uma grande vantagem ao negócio.

Ao mesmo tempo que atendem as necessidades da empresa, também suprem as lacunas de conhecimento e coloca os colaboradores como protagonistas do ensino. Porém, como é possível alcançar ambas as vantagens simultaneamente?

O fato é que neste método de aprendizagem, os participantes elaboram suas próprias trilhas de conhecimento a partir de suas expectativas e carências de ensino.

Então, enquanto a empresa é beneficiada com o desenvolvimento das competências técnicas e comportamentais de seus colaboradores, cada talento também se beneficia com a dinâmica. Assim, simplificando seu caminho a uma carreira de sucesso.

Ainda há outros benefícios que a trilha de aprendizagem agrega para ambos, conheça quais são abaixo:

  • Aumento da visão do participante em relação às competências requeridas;
  • Nivelamento de conhecimento e incentivo ao seu compartilhamento;
  • Estímulo à autonomia e autodesenvolvimento integral do indivíduo;
  • Promoção da cultura de aprendizagem contínua;
  • Potencialização do processo de aprendizado;
  • Desburocratização de capacitação e meios alternativos de aprimoramento;
  • Maior percepção das possibilidades de carreira na área de interesse.

Como resultado, o engajamento individual é estimulado, o investimento no capital humano se torna recorrente e os resultados do negócio aumentam.

As 5 vantagens das trilhas de aprendizado e exemplos

Agora que você sabe o que é trilha de aprendizagem e sua importância na educação corporativa, conheça quais são suas cinco vantagens e exemplos a seguir.

1. O aprendizado é inclusivo

As trilhas de aprendizado combinam uma variedade de abordagens de ensino para transmitir o conhecimento. O engajamento da equipe é um dos principais benefícios de implementar essa prática.

Dessa maneira, os participantes ganham a chance de optarem pelos quais melhor se encaixam em suas preferências pessoais e necessidades individuais, como já citado aqui.

Se um perfil tem maior facilidade em absorver o conteúdo em vídeo, por exemplo, e outro via leitura, ambos têm a mesma possibilidade de reter conhecimento porque as trilhas dispõem esses formatos.

2. Promove a autonomia do participante

Também como já citado aqui, mas nos aprofundando melhor nesta vantagem, cada participante opta pelo melhor caminho para seu próprio desenvolvimento. Assim, pode-se afirmar que a promoção da autonomia acontece.

Por exemplo, o participante escolhe quais são os módulos que acredita fazer diferença para o desenvolvimento e aperfeiçoamento de suas habilidades técnicas e comportamentais.

Com isso, ele alcança uma postura mais ativa no ensino.

3. Incentiva o ensino por competências

Se opondo ao treinamento tradicional, o ensino por competências conecta diferentes áreas do saber e combina conhecimentos, recursos, estímulos, entre outros, para um desenvolvimento eficiente.

Um bom exemplo é a possibilidade dos participantes aprenderem ao combinar ferramentas que completam o aprendizado, envolvendo habilidades práticas, técnicas, cognitivas e socioemocionais.

4. Aumenta a taxa retenção de talentos

Com as transformações do mercado nos últimos anos, é comum nos depararmos com um cenário competitivo e com falta de pessoas realmente capacitadas para atuar nas empresas.

Porém, quando há investimento na qualificação é profissional e os talentos reconhecem que são valorizados pela companhia, é possível reduzir a rotatividade e aumentar a retenção de colaboradores.

Sendo assim, além das trilhas atribuírem grandes vantagens para o desenvolvimento dos participantes, também é um grande diferencial estimular a equipe a dar o seu melhor no mercado.

Veja o seguinte exemplo: o talento tende a buscar novas oportunidades quando não está evoluindo na empresa.

Mas se ele sente que é parte do time e do negócio, desempenhando um papel crucial na organização e tendo a chance de se desenvolver ainda mais, é neste ambiente de trabalho que busca permanecer.

Assim, as empresas também conseguem se colocar em nível competitivo em um mercado que está exigindo cada vez mais dos profissionais.

5. Auxilia no nivelamento de conhecimento

A trilha da aprendizagem também é uma excelente maneira de nivelar o conhecimento dos talentos ao fazer com que estejam no mesmo grau de experiência em relação ao conteúdo.

Por exemplo, não há atrasos e desigualdades muito discrepantes entre os participantes, além de fazê-los se sentir mais motivados porque caminham em conjunto.

Como resultado, a qualidade do ensino é otimizada.

Planilha de avaliação de treinamento

Modelo de trilha de aprendizagem:  estratégia para desenvolver competências

Você sabia que as trilhas de aprendizagem por competências aplicadas como estratégia para desenvolvimento dos colaboradores são divididas em dois modelos de ensino? Confira:

  1. Modelo Linear: a aquisição de um novo aprendizado depende do anterior, sendo organizado em módulos sequenciais lineares. Inclusive, o criador da trilha é o responsável por direcionar o caminho do participante.

Um bom exemplo deste modelo é o estudo do Código Penal porque, para que haja compreensão da parte especial do Código, é preciso estudar a parte geral — regras ao aprendizado integral — antes.

2. Modelo Agrupado: a organização da trilha não apresenta uma ordem predeterminada como o modelo anterior. Aqui, se entrega autonomia ao participante para organizar o aprendizado da maneira que melhor se encaixa para si.

Por exemplo, os melhores assuntos para serem encaixados neste modelo são aqueles que apresentam um grande número de ramificações, mas que não necessitam de conhecimento prévio.

Por meio do modelo de trilha de aprendizagem, os talentos têm a possibilidade de vivenciarem o aprendizado por competências que estimulam o engajamento e desenvolvem habilidades técnicas e comportamentais.

Mas quais seriam as competências favorecidas? 

Elas vão desde as mais simples até as mais complexas, entregando tanto conhecimento em processos, metodologias e ferramentas quanto em habilidades do futuro e competências estratégicas, como:

  • Raciocínio abstrato: elaboração de hipóteses ao pensar de maneira ampla e relacionar conceitos e o oferecimento de soluções inovadoras para questões empresariais difíceis de serem resolvidas;
  • Visão sistêmica: compreender o todo a partir da análise das partes, assim como entender como se inter-relacionam e funcionam de maneira integrada;
  • Visão estratégica: capacidade de pensar no futuro, identificar e determinar as prioridades da empresa, perceber oportunidades estratégicas e elaborar ações no presente para atingir as metas propostas.

Inclusive, um grande exemplo de trilhas são as disponibilizadas no portal institucional da Secretaria Municipal da Educação da Cidade de São Paulo, para conhecê-la, clique aqui.

Como montar uma trilha de aprendizagem?

Existem alguns passos a considerar para acertar na hora de montar uma trilha de aprendizagem, além de permitir que os colaboradores participem da criação conforme suas expectativas e carências de ensino.

Acompanhe a lista de dicas a seguir:

  • Conhecer os talentos e suas lacunas de conhecimento;
  • Estruturar a trilha de aprendizagem em níveis de dificuldade;
  • Proporcionar abordagens de ensino variadas;
  • Elaborar um storytelling que engaje os participantes;
  • Realizar o acompanhamento das métricas de desempenho individualmente;
  • Contratar uma especialista em treinamentos corporativos personalizados.

Agora, se você busca se aprofundar nas dicas citadas acima, saiba mais em nosso conteúdo → Plataforma de aprendizagem corporativa: o que você precisa saber?

Buscando uma especialista em treinamentos corporativos para dar suporte e orientação para sua empresa estruturar as trilhas? Conheça todas as soluções de treinamento e desenvolvimento da Niduu.

Compartilhe

Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →

Receba conteúdos de RH e DP

Compartilhe

Link Copiado! :)