Inovação em RH: aprenda como promover na sua equipe

AEVO

Por AEVO


6 minutos de leitura

A visão do RH como um departamento burocrático, onde pouca coisa interessante acontece, já faz parte do passado em muitas organizações que utilizam a inovação em RH como estratégia para equilibrar um ganho de produtividade e eficiência, com a satisfação pessoal dos colaboradores.

Neste artigo você encontra um guia sobre inovação em RH, com os conceitos que sustentam essa prática, seus benefícios, e ideias para que seu departamento possa implementar as estratégias de RH mais inovadoras da atualidade.

A importância do departamento de RH

O RH, hoje, deve ser um departamento estratégico para as organizações que desejam evoluir e se manter alinhadas às transformações nos mercados de consumo e de trabalho.

Seu papel, nas empresas modernas, é fundamental para estabelecer uma cultura de inovação que permita ao colaborador dar o seu melhor, sem perder de vista as demandas por equilíbrio com a vida pessoal, apontado por grande número de profissionais como um indicativo de êxito na carreira.

Nesse sentido, o RH inovador deve fomentar o intraempreendedorismo, transformando cada membro da equipe num defensor da organização, que não apenas trabalha por seu salário, como também deseja ter participação no sucesso coletivo.

O que é inovação e porque investir na Inovação em RH?

A implementação de ideias capazes de melhorar algum aspecto do negócio e gerar valor para ele é o que chamamos de inovação. A velocidade com que diversas tecnologias se desenvolveram a partir dos anos 90 tornou esse processo um pilar das grandes empresas na atualidade.

A inovação organizacional não apenas foi responsável pelo surgimento das gigantes nas comunicações, como também possibilitou crescimento sólido em mercados mais tradicionais, a exemplo de petrolíferas, montadoras e farmacêuticas.

Uma característica inerente à inovação é a abertura de portas.

Profissionais capacitados, hoje, podem trabalhar com uma multinacional chinesa, um “unicórnio” no Vale do Silício, uma startup na Índia, ou até mesmo fundar o próprio negócio, com menos barreiras do que encontrariam há alguns anos.

A inovação em RH possibilita uma resposta das organizações para esse movimento, permitindo captar e reter talentos oferecendo condições desejadas por eles; como espaço para criar, equilíbrio com a vida pessoal e equipes autônomas; sem abrir mão dos resultados que a empresa busca obter.

Falando em resultados, é importante destacar que a inovação em RH traz múltiplos benefícios para as organizações:

Aumentar a produtividade, graças aos colaboradores ativamente engajados em suas atividades, trabalhando por paixão e não apenas por necessidade;

Propagar a inovação, aproveitando as ideias que estes profissionais oferecem para melhorar as áreas onde atuam;

Fortalecer as equipes, que trabalham como verdadeiros times em busca de um resultado coletivo, com o qual se identificam pessoalmente.

Garantir a competitividade da organização, que terá melhorias constantes em seus processos, ferramentas, produtos, comunicação com o público, etc.

24 softwares e aplicativos para RH

RH tradicional x RH inovador

O papel tradicional do RH, ligado a trabalhos burocráticos, é responsável por fazer a empresa atuar como uma máquina bem regulada, garantindo que cada colaborador esteja cumprindo a sua função e sendo recompensado por isso.

É um trabalho importante, que a inovação em RH não pode descartar; mas este deve ser apenas o ponto de partida para uma atuação que se aprofunda nas pessoas e na cultura da organização, equilibrando a satisfação dos colaboradores e os resultados esperados pela direção.

Se o objetivo da inovação em RH pudesse ser descrito em uma palavra, ela seria: engajamento.

Pense no público engajado com uma marca nas redes sociais. Eles atuam para fazer com que ela cresça e tenha sucesso. O papel de um RH inovador é replicar essa relação no interior da empresa, implementando ações que transformam os colaboradores em fãs da organização.

A inovação em RH deve considerar uma abordagem multidisciplinar para atingir esse objetivo.

Conceitos de psicologia, marketing, gestão e liderança serão usados em ações como grupos nas redes sociais, celebração de datas importantes ou bons resultados, acompanhamento das necessidades dos colaboradores, eventos, treinamentos adequados, etc.

5 estratégias para promover a inovação em RH

A inovação em RH deve ser um processo em constante atualização, e não existe fórmula capaz de ser aplicada com sucesso em todas as empresas, mas as 5 estratégias abaixo podem ser usadas como linhas gerais, adaptadas à realidade da sua organização.

Recrutamento online

O processo de recrutamento é o primeiro contato formal dos profissionais com a empresa, e a inovação em RH pode garantir, desde o momento inicial, uma relação positiva e duradoura entre as duas partes.

Seleções virtuais permitem que o RH tenha agilidade para contactar e interagir com os candidatos, abre espaço para mais participantes e reduz a necessidade de deslocamento, criando uma comodidade para os profissionais.

É possível utilizar os portais de emprego para publicar vagas, e ferramentas como a Gupy para gerenciar todos os momentos do processo, atraindo mais talentos, agendando entrevistas e outras etapas ou criando testes e tarefas de seleção, tudo em uma única plataforma.

Programa de Ideias

Fundamental para expandir a inovação como um todo, o Programa de Ideias é uma ação coletiva que pode ser estimulada pelo RH, implementando treinamentos e dinâmicas baseados em metodologias como o Six Sigma.

A inovação em RH deve ter em mente que a relação entre colaboradores, gerentes e direção não deve ser completamente vertical, permitindo que o pessoal na linha de frente, como operadores, atendentes e programadores, possa sugerir maneiras de aprimorar os processos pelos quais são diretamente responsáveis.

Treinamentos virtuais

Organizações com um RH inovador devem construir e oferecer uma biblioteca de treinamentos virtuais aos seus colaboradores, mesclando cursos de grandes instituições, produções internas e até mesmo materiais de qualidade disponibilizados gratuitamente na internet.

Também é interessante oferecer alguns treinamentos em equipe, fortalecendo o vínculo entre seus membros, e permitir que os colaboradores tenham algum tempo em seu horário de trabalho — algo como 30 minutos por dia ou 2 horas por semana — para dedicar aos estudos.

Essa prática favorece a rápida integração dos novatos, que não precisam lutar para descobrir como as coisas são feitas, e a constante atualização do pessoal com mais tempo de serviço, para que eles acompanhem as rápidas mudanças do mercado.

Digitalização de processos

Escritórios virtuais permitem uma redução no custo e tempo necessários para a realização dos processos cotidianos, gerando um ganho de eficiência que se espalha por toda a organização.

Uma rápida pesquisa sobre softwares de inovação em RH trará diversas opções para que o seu departamento possa transformar as inacabáveis fichas e planilhas de controle em recursos visuais simples de gerenciar.

Transferindo os dados para a nuvem, o RH ainda poderá acessar as informações em qualquer computador ou smartphone da organização, evitando os constantes (e totalmente improdutivos) deslocamentos de pessoal para levar documentos até salas e departamentos distantes.

Gamificação

Pessoas são facilmente atraídas por jogos; não é um acaso que o mercado de games para celular, por exemplo, saltou de U$ 12,7 bilhões para U$ 94,5 bilhões em receita nos últimos oito anos; e você pode usar essa dinâmica para aumentar o engajamento do pessoal através da gamificação.

Entre as muitas iniciativas viáveis, é possível premiar colaboradores pela conclusão de um treinamento ou avanços em um projeto, realizar sessões de jogos internos para favorecer os relacionamentos ou criar um sistema de pontuação com recompensas para cada nível alcançado.

Um exemplo de como essa prática pode favorecer a inovação é o hackathon, evento no qual diversos times ou colaboradores competem para chegar o mais rápido possível na solução de um problema, e o vencedor é recompensado por seu desempenho.

Conclusão

A inovação em RH deve ser pensada como uma mudança estratégica, e não apenas uma mudança pontual. Suas iniciativas precisam estar alinhadas aos objetivos gerais da organização, ao mesmo tempo em que envolvem cada colaborador individualmente.

Satisfazer a demanda por inovação é fundamental para o sucesso do departamento e da empresa. Para isso, a criação de projetos colaborativos, o relacionamento com o ecossistema inovador, o bom gerenciamento de equipes são aliados, e tudo isso pode ser realizado através de plataformas on-line, como o AEVO Innovate.

Nova call to action
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →