Gestão de pessoas: O manual completo para o seu RH

O que há por trás da estratégia de uma excelente gestão de pessoas ?

Afinal, investir em gente tem o potencial de fazer com que profissionais trabalhem mais satisfeitos e engajados, produzindo melhores resultados para a companhia.

Isso não significa que estamos falando de meras ações como fornecer snacks, salas de descanso e de jogos para as equipes e sim de ir além de apenas algumas mudanças no ambiente de trabalho.

Por isso, neste artigo queremos compartilhar com você a importância da gestão de capital humano e seus pilares para que ela realmente faça a diferença na sua empresa.

Ao terminar a leitura, você terá descoberto:

  • a relevância de uma gestão de pessoas eficiente;
  • quais devem ser os pilares da gestão;
  • como garantir uma gestão de pessoas estratégica.

Vamos lá?

Qual a relevância de uma gestão de pessoas eficiente?

O que uma organização tem de maior valor? Se você acha que são as pessoas que fazem parte dela, está no caminho certo para uma gestão diferenciada.

O capital humano de uma empresa é tão fundamental que está ligado diretamente à saúde de um negócio. Afinal, de nada vale um time de CEOs capacitados e diversas tecnologias inteligentes se os times de profissionais não estiverem alinhados com os objetivos da organização.

Por isso, uma gestão de pessoas eficiente tem o potencial de:

  • Engajar pessoas;
  • Dar senso de propósito;
  • Atrair talentos e garantir a retenção dos mesmos;
  • Fomentar a inovação e a criatividade;
  • Promover satisfação;
  • Aumentar a produtividade no trabalho.

Quais devem ser os pilares da gestão?

Se você atua na gestão de pessoas e está lendo este texto, com certeza já percebeu como é fundamental investir na valorização do capital humano. Sua atuação pode ser ainda mais estratégica e eficaz se você embasar seu trabalho nos pilares a seguir.

Liderança

Bons líderes são a base de uma equipe de alta performance. Isso porque o time de talentos vai trabalhar mais motivado e engajado se for liderado por alguém em que possam se espelhar.

Por isso, é papel do RH desenvolver os líderes da empresa, de forma que eles estejam aptos a serem referência para os colaboradores.

A capacitação de um líder vai muito além das habilidades técnicas. Valoriza-se também as soft skills, como boa comunicação, relacionamento interpessoal e, sobretudo, um olhar humanizado sobre a equipe.

Motivação

Buscar a realização de ações de motivação é mais um dos pilares da gestão de pessoas. Funcionários  têm ficado desmotivados por diversos motivos, entre eles, falta de propósito no trabalho, posturas da gerência, cultura organizacional desagradável e ferramentas ineficientes.

Combater esses fatores que matam a motivação é fundamental, assim como identificar se o sentimento é coletivo ou individual em algum profissional.

Para casos isolados, é importante descobrir o que está levando à desmotivação o quanto antes, principalmente porque um funcionário desmotivado pode influenciar toda a equipe.

A motivação está atrelada ao engajamento e por isso esse conceito tem sido tão repercutido. Engajar os colaboradores tornou-se uma necessidade para que a empresa produza resultados e não perca seus talentos para o absenteísmo ou seus concorrentes.

Comunicação

Ter uma comunicação clara infelizmente ainda é uma deficiência em algumas empresas. Mas esse é um pilar essencial para a organização e, por isso, deve ser uma meta para a gestão de pessoas.

Profissionais querem ser ouvidos por seus gestores e, quando eles se sentem sem voz, tendem a também ficar desmotivados.

É preciso que o RH trabalhe para quebrar as barreiras comunicacionais e diminuir os ruídos que envolvem o ambiente corporativo. Uma forma de fazer isso é trabalhar uma comunicação mais horizontal e propositiva.

Diversas metodologias e ferramentas tecnológicas já estão disponíveis para que a gestão proporcione mais interação, troca de conhecimento e sugestões entre todos os níveis do organograma.

Cooperação

A cooperação é uma palavra de ordem nas empresas que se destacam no mercado. É preciso evitar ter uma visão focada apenas na competição, a fim de criar um ambiente mais colaborativo, o que é mais saudável para o clima organizacional.

O team building é um conceito importante para a gestão de pessoas, que proporciona a integração e a parceria para que os objetivos sejam alcançados. Nesse modelo, todos os profissionais são desenvolvidos juntos e colaboram mutuamente para o crescimento pessoal e empresarial.

Incentivar a cooperação é também uma forma de potencializar a confiança entre os talentos e para com seus líderes. Os profissionais se sentem mais livres para dar opiniões e ideias, e isso impacta diretamente na inovação e capacitação.

Capacitação

Por fim, a gestão de pessoas precisa investir na capacitação dos profissionais da empresa. Esse é um aspecto que tem sido cada vez mais exigido ao RH, afinal, é uma forma clara de valorização do capital humano.

Garantir o desenvolvimento dos talentos é uma das formas de garantir que eles continuem na empresa. Mas os benefícios vão além! Profissionais mais capacitados produzirão resultados ainda mais satisfatórios, serão mais inovadores e serão mais felizes na empresa.

Assim como no desenvolvimento de líderes, a capacitação de equipes precisa ir além de treinamentos esporádicos e apenas relacionados às habilidades técnicas.

Atualmente, é possível implementar diversas metodologias de aprendizado constante para que os colaboradores estejam em constante crescimento profissional.

Como garantir uma gestão de pessoas estratégica?

Já passou o tempo em que as áreas de Recursos Humanos e departamento pessoal só se preocupavam com papeladas e processos burocráticos.

Agora, esses departamentos devem ser estratégicos e alinhados à alta gestão. O RH atual deve atuar desenvolvendo pessoas, sugerindo melhorias e garantindo que as melhores ferramentas tecnológicas sejam usadas para o crescimento da empresa.

É preciso priorizar a valorização do capital humano, colocando os profissionais da empresa à frente dos lucros. Essa é a maneira de se destacar em um mercado onde os talentos buscam, cada vez mais, organizações que ofereçam uma employee experience satisfatória.

Por isso, para garantir uma gestão de pessoas que seja estratégica e contribua efetivamente com o processo decisional da corporação, invista nos pilares que citamos aqui! Busque as melhores formas de engajar, motivar e desenvolver equipes, prezando pela comunicação e cooperação.

Quer potencializar sua gestão de pessoas? Então dê o primeiro passo com nosso curso intensivo de recrutamento e seleção para encontrar os talentos que sua empresa precisa- é grátis e ele vem com um certificado exclusivo!

New Call-to-action

Inscreva-se na nossa Newsletter

New call-to-action
New call-to-action
Diagnóstico de recrutamento e seleção: Descubra e melhores a maturidade dos seus processos
Bruna Guimarães | GUPY

Bruna Guimarães | GUPY

Formada em Administração de Empresas pela UFRRJ e com MBA executivo pela Coppead UFRJ, é COO & Co-founder da GUPY. Bruna é especialista em recrutamento e seleção e entende com profundidade as dores dessa área. Construiu sua carreira em uma grande multinacional onde era responsável pelo recrutamento de toda a organização através da sua paixão por RH, pessoas e foco em resultado.