Confira 4 dicas para um bom planejamento de treinamento

Buscar o desenvolvimento e o aprimoramento é obrigatório para quem deseja continuar crescendo, especialmente no mercado cada vez mais competitivo em que as empresas se encontram atualmente. Neste contexto, o planejamento de treinamento torna-se uma ferramenta ainda mais fundamental para o dia a dia das organizações.

Afinal, é por meio do treinamento corporativo que você pode desenvolver habilidades específicas nos seus colaboradores e, assim, implementar novos processos, investir em inovações tecnológicas e aumentar a competitividade da sua empresa frente a concorrência, entre tantas outras mudanças importantes para ter mais sucesso.

Além disso, os treinamentos aumentam a produtividade dos colaboradores. Isso acontece não apenas porque eles serão melhor capacitados, mas também porque se sentirão mais motivados e perceberão um clima organizacional que incentiva a inovação.

Mas como garantir que seus treinamentos corporativos sejam um sucesso? Para tanto, é imprescindível acertar no planejamento de treinamento. Continue a leitura e saiba como!

1. Diagnostique as necessidades da equipe

O treinamento corporativo trabalha uma habilidade específica e, portanto, você deve saber exatamente do que a sua equipe está precisando antes de colocar a mão na massa e planejar um treinamento.

Essas necessidades dos colaboradores guiarão não apenas o tema do treinamento, mas também o formato, o tempo de duração e quem será o responsável por dar esse treinamento.

Talvez sua empresa esteja se preparando para uma expansão ou para a implementação de um novo software, que mudará os processos cotidianos da equipe. Essas são as chamadas necessidades futuras.

Há também as necessidades passadas, originadas de reclamações dos clientes, do desperdício de recursos e materiais da organização, falhas na comunicação ou baixa produtividade, por exemplo. Em quais desses casos sua equipe se encaixa?

2. Faça um levantamento do problema

Agora que você já sabe qual é o problema (passado ou futuro) da sua equipe, é hora de entendê-lo mais a fundo para assim poder pensar na melhor estratégia para solucioná-lo via treinamento corporativo. Dessa forma, você garante que o treinamento realmente será efetivo.

A baixa produtividade, por exemplo, é resultado da baixa motivação, de problemas de eficiência dos colaboradores ou por causa de um mau uso dos equipamentos e materiais disponíveis? Cada resposta levará a um treinamento bem diferente.

O problema pode ter diversas ramificações, mas você deve encontrar o seu cerne, a pergunta central que guiará todo o planejamento de treinamento.

3. Elabore o treinamento

O próximo passo é a elaboração do treinamento. Aqui, você vai definir os conteúdos necessários para solucionar o problema, entender quem é o seu público-alvo, selecionar as melhores metodologias, a linguagem mais adequada e listar os benefícios do evento.

Dessa maneira, além de proporcionar um treinamento efetivo para a sua equipe, você também poderá verificar com precisão se ele foi bem-sucedido.

Esse também é o momento de decidir como o treinamento corporativo vai acontecer — será virtual ou pessoalmente? Quais recursos multimídia serão usados? Um gestor da própria empresa irá fornecê-lo ou você chamará um profissional externo? Quantas horas, ou até mesmo dias, esse treinamento vai durar?

Finalmente, há uma série de formatos que você pode utilizar para o treinamento. Ele pode acontecer por meio de uma dinâmica de grupo, por exemplo, conferência, workshop, palestra ou estudo de caso.

4. Execute o planejamento de treinamento

Chegou a hora de colocar as estratégias anteriores em prática e executar o planejamento de treinamento corporativo. Todas as pessoas envolvidas na realização do treinamento devem estar alinhadas quanto aos objetivos e materiais a serem utilizados. Portanto, converse cuidadosamente com elas.

Não deixe também de separar com antecedência todo o material e equipamento necessários. O mesmo vale para a reserva do espaço em que o encontro acontecerá.

É importante, ainda, caprichar na divulgação do treinamento, para que todos os colaboradores participantes possam se programar — isso também fará com que a produtividade da empresa não sofra com a falta desses funcionários.

Com o fim do treinamento, avalie por meio de um questionário como a equipe recebeu as informações, se acharam o conteúdo relevante e se gostaram da experiência.

Viu só? Quando você acerta no planejamento de treinamento, a empresa e a equipe conquistam grandes benefícios. Quer ficar por dentro de mais conteúdo para continuar crescendo? Então, curta a nossa página no Facebook!

New Call-to-action

Inscreva-se na nossa Newsletter

Ebook: Como escolher as melhores perguntas para entrevistas de Candidatos
Painel de Indicadores de Recrutamento e Seleção Planilha Custo do Recrutamento e Seleção
Dedila Costa | GUPY

Dedila Costa | GUPY

Sua formação é composta pelo curso de Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Piauí e extensão pelo Mackenzie. Atuou em grandes projeto de expansão de marca empregadora de empresas brasileiras e multinacionais entre jovens como consultora especialista em Employer Branding. Hoje é responsável por garantir otimização nos indicadores de R&S de seus clientes.