15 habilidades do profissional do futuro: veja como desenvolvê-las


4 minutos de leitura

Transformações no mundo e no mercado de trabalho estão acontecendo de maneira cada vez mais acelerada e pode ser difícil acompanhar tudo isso. Então, para que você não fique para trás e se prepare para o futuro do mercado de trabalho, é necessário desenvolver algumas competências essenciais. 

Hoje te mostraremos as habilidades mais importantes para o profissional do futuro, de acordo com uma pesquisa sobre o futuro do trabalho, feita em 2020 pelo Fórum Econômico Mundial.

Então, se você quer saber quais serão as habilidades do futuro e o que você pode fazer para desenvolvê-las, continue lendo este artigo! 

Quais são as 15 habilidades do profissional do futuro? 

Você já parou para pensar no quanto o mercado de trabalho e o mundo mudaram nos últimos 10 anos? E nos últimos 5? Quanto mais o tempo passa, mais rápidas essas transformações estão acontecendo. 

Provavelmente os seus pais e os seus avós tiveram uma carreira estável, sempre trabalharam na mesma empresa e na mesma função, sem ter que enfrentar grandes mudanças no mercado de trabalho. Porém, atualmente, o cenário é completamente diferente, em menos de um ano já é preciso reinventar a forma de trabalhar para se manter empregado. 

A pandemia acelerou ainda mais esse processo de transformação digital, e o que possivelmente aconteceria daqui há alguns anos foi antecipado e já faz parte da nossa realidade, como o trabalho remoto.

A automação e inteligência artificial também são elementos-chave para isso e serão fundamentais para mudar a forma como trabalhamos. Muitos empregos serão substituídos por eles, por outro lado, outras diversas profissões surgirão. 

Diante disso, algumas habilidades serão essenciais para que os profissionais do futuro consigam acompanhar esse cenário instável.

As 15 principais habilidades do futuro, segundo o Fórum Econômico Mundial, são:

1. Aprendizagem ativa e estratégias de aprendizado
2. Pensamento analítico e inovação
3. Criatividade, originalidade e iniciativa 
4. Liderança 
5. Inteligência Emocional
6. Pensamento crítico 
7. Resolução de problemas complexos 
8. Resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade 
9. Programação 
10. Ser orientado aos serviços para o cliente 
11. Raciocínio lógico
12. Experiência do usuário 
13. Uso, monitoramento e controle de tecnologias 
14. Análise e avaliação de sistemas 
15. Persuasão e negociação 

São muitas habilidades, não é mesmo? Apesar de muitas, podemos agrupá-las em grandes áreas, sugerimos o seguinte agrupamento: 

  1. 1. Estratégias de aprendizagem 
  2. 2. Tecnologia
  3. 3. Competências interpessoais e intrapessoais 
  4. 4. Pensamento crítico guiado para resolução de problemas

Dessa forma, fica um pouco mais fácil visualizar quais são os grandes focos que você deve ter para o seu desenvolvimento pessoal e profissional. 

<https://www.gupy.io/cs/c/?cta_guid=fae54143-7231-4c4d-9cf9-ae9c439d5774&signature=AAH58kFEMIegS7b7NK1B24v8trlGg-Xlug&placement_guid=06de39d0-8fe8-45f1-ab9c-2b72c6e59ea6&click=7b7a37f4-732d-412c-b990-edc5ec938134&hsutk=93bc115f4f4cbd5a7be080b2ed015d5b&canon=https%3A%2F%2Fwww.gupy.io%2Fblog-clientes%2F-temporary-slug-337cf7a6-277f-4161-b008-c2fdd805f8f3&utm_referrer=https%3A%2F%2Fwww.google.com%2F&portal_id=3299491&redirect_url=APefjpECIYJfiT3Hf4b5ugOU9ofWRCiTgEPOzrYeEXPEaVbKHmHR13pMC7izubsrPx21w2>

Como desenvolver as competências do futuro? 

Para acompanhar toda essa transformação mundial constante e acelerada, é preciso manter-se atualizado. Sabendo disso, um termo relacionado à aprendizagem, que foi mencionado na pesquisa do Fórum Econômico Mundial e é indispensável para entender o futuro do trabalho, é: reskilling

Como já foi dito anteriormente, alguns trabalhos deixarão de existir, enquanto outros surgirão. Sendo assim, os profissionais devem estar preparados para mudar de cargo ou, pelo menos, adaptar processos e formas de trabalhar, e talvez isso precisará ser feito diversas vezes ao longo da carreira. Ou seja, reskilling nada mais é do que essa “requalificação” para ocupar novos postos de trabalho

Outro ponto relevante é que, além da aprendizagem contínua, a digitalização também migrou a educação para o mundo virtual. Então, também é interessante familiarizar-se com a aprendizagem online e se acostumar com esse modelo de educação. 

As tecnologias também ganharão cada vez mais relevância e farão parte das rotinas de trabalho. Aprender a utilizá-las será imprescindível para permanecer atuando no mercado de trabalho.

Além de tudo o que já foi citado, habilidades comportamentais serão muito valorizadas, pois já que muitas atividades operacionais serão substituídas pela tecnologia, o que resta aos humanos são competências comportamentais e de relacionamento com o outro. Isso dificilmente será substituído no médio-longo prazo.

Por isso, no futuro, entender as próprias emoções e conseguir administrá-las e, ao mesmo tempo, conseguir lidar com os sentimentos do outro e saber tomar as melhores decisões diante de cada caso fará com que você se destaque dos demais profissionais e provavelmente aumentará a sua empregabilidade. 

Ainda sobre soft skills — que é a forma como o profissional lida consigo mesmo e com o outro —, a flexibilidade e tolerância ao estresse também são essenciais para lidar com todas as mudanças constantes no mundo e no trabalho. O profissional do futuro terá que ser altamente adaptável, pois a estabilidade possivelmente não fará parte do futuro, teremos um cenário de mudança constante. 

Banner de divulgação do Portal de Vagas da Gupy

E, por último, no futuro serão apresentados problemas complicados e de difícil solução. Em vista disso, a criatividade, inovação e resolução de problemas complexos, com base em muita pesquisa e pensamento crítico, serão igualmente importantes para lidar com esse cenário. 

Os trabalhadores que apresentarem todas essas habilidades conseguirão se adaptar a qualquer situação que lhes for apresentada e, mesmo que as posições que irão ocupar ainda não existam, eles estarão preparados para lidar com essa transformação. 

Depois de tudo isso você pode estar se perguntando como desenvolvê-las e a resposta não é simples, porque para desenvolvê-las você pode percorrer diferentes caminhos.

Para habilidades comportamentais, possivelmente um acompanhamento psicológico pode ser a melhor saída, pois com a assistência de uma pessoa que trabalha com psicologia, você conseguirá ter mais autoconhecimento e, aos poucos, descobrirá formas de lidar com os próprios sentimentos e com as pessoas à sua volta. 

Para o desenvolvimento das outras habilidades, você pode optar por cursos online, especializações, leituras de livros renomados na área, mentorias, entre outros recursos. O importante é não parar de estudar e manter-se sempre à disposição para novos aprendizados. 

E aí, gostou do nosso conteúdo? Para ver mais dicas sobre mercado de trabalho e carreira nos siga no @gupy.empregos.

Nova call to action

Encontre a sua vaga de emprego

As oportunidades das empresas que mais crescem e contratam no Brasil estão na Gupy. Encontre vagas de emprego na nossa plataforma e comece a participar de processos seletivos ainda hoje!