Entenda de vez a estratégia de candidate persona 

0 minutos de leitura

Imagine a cena: você vai iniciar um novo processo de seleção e recrutamento na empresa, muitas coisas para serem preparadas, muitas decisões a serem tomadas e uma tonelada de preocupações já esperadas.

Como sempre, o objetivo é encontrar o candidato ideal. Para isso, você busca as novidades que podem ser inseridas no processo de seleção, sempre com um olho no turnover, que precisa ser combatido.

Nas suas pesquisas, você encontra a candidate persona, cujo termo, ainda recente, tem sido usado com frequência. E, para ajudar você, vamos explicar tudo sobre essa nova prática!

No texto, você vai encontrar:

  • o que é candidate persona;
  • qual a importância no recrutamento e na seleção;
  • como montar seu candidate persona.

Acompanhe e saiba tudo sobre essa prática!

O que é candidate persona

A candidate persona é, de forma resumida, uma expressão do candidato ideal. Esse foi um conceito emprestado da persona, no marketing, que é um personagem semi-fictício que representa exatamente o consumidor que compra o produto.

Ter uma persona auxilia tanto no direcionamento das propostas como na antecipação das respostas. Percebendo como essa prática é benéfica no marketing, o RH decidiu começar a aplicá-la em recrutamento e seleção.

No caso, cria-se um personagem que é a expressão do candidato perfeito. A candidate persona tem nome, idade, objetivos, situação familiar, enfim, todas as características que fazem ser uma pessoa.

Imagem de um perfil de candidate personaExemplo da persona do candidato

Qual a importância no recrutamento e na seleção

Ter uma candidate persona antes mesmo do seu processo de seleção e recrutamento iniciar permite que haja um direcionamento melhor para a vaga.

Por exemplo: imagine que sua empresa esteja buscando uma secretária. Você já sabe quais são os requisitos que ela precisa ter: experiência na função, formação em secretariado, disponibilidade para viagens.

No entanto, o que mais?

Com a persona definida, você consegue desenhar exatamente o que se procura: um jovem profissional que tem ambição para crescer na empresa; alguém dedicado, com comprometimento; uma pessoa que não se intimida em lidar com posições de poder, e assim por diante.

Esse retrato detalhado faz com que:

  • os anúncios da vaga sejam direcionados para os locais que esse candidato frequenta;
  • o processo de recrutamento e seleção consiga ser pensado para diminuir o espaço de tempo para o desenvolvimento;
  • a seleção dos currículos e as entrevista sejam direcionadas para a busca desse perfil;
  • a contratação seja mais eficiente, diminuindo o turnover da empresa.

Um dos principais benefícios de contar com uma candidate persona é poder realizar todo o processo seletivo de forma mais rápida. Uma vez que se tem características específicas do candidato, é mais rápido definir quem deve ser mantido.

Como montar sua candidate persona

Agora que você já sabe o que é e por que é importante ter uma candidate persona no seu processo, chegou a hora de compreender como montá-la. Preparamos este passo a passo para te ajudar na tarefa.

Observe seus funcionários

A primeira coisa a se fazer é observar sua empresa. Quem são os funcionários? Qual a idade deles? Quais são as experiências e os objetivos? Eles expressam os valores da empresa?

Tudo isso ajuda a compor a candidate persona. Vamos a um exemplo: digamos que sua empresa seja tradicional. Montar uma persona que tem como objetivo ter um horário de trabalho flexível não demonstra a realidade de trabalho.

Por isso, observe quem são seus funcionários. É a partir daí que você consegue estabelecer quem é seu candidato ideal. Lembre-se: seus funcionários expressam sua empresa.

Insira os dados pessoais

Nome, idade e experiências são pontos essenciais. Por ser uma personagem semi-fictícia, a candidate persona deve ter características que possam ser reconhecidas.

No entanto, não se prenda a essas informações! Se a candidate persona chama-se Bruno, não necessariamente o contratado deva ser Bruno. Essas informações humanizam a persona e não devem ser vistas como um direcionamento fechado.

Finalize com traços e desejos

Para que seja efetiva, a candidate persona deve ter traços, tanto de comportamento como de atuação, que são valorizados pela empresa. Além disso, como toda pessoa, ela precisa de desejos e objetivos que a movem no trabalho.

Seja realista. Sem problemas sua candidate persona do estágio querer ser CEO de uma empresa. O problema é esperar que, nos próximos cinco anos, ela chegue a CEO.

Por mais que as pessoas tenham sonhos que são improváveis, reproduzi-los na sua candidate persona afastará o personagem da realidade.

A construção de uma candidate persona é mais simples do que parece! Invista na prática para que ela se aproxime, cada vez mais, de uma facilidade.

Quer aprender mais sobre como atrair os melhores candidatos? Então aproveite os cursos gratuitos do Gupy Academy e se torne um especialista ainda hoje!

Banner do gupy academy, com os dizeres "Estude, certifique-se e ganhe destaque no mercado! É a sua vez de se tornar uma referência em Recursos Humanos" e um botão escrito "inscreva-se agora!"

Inscreva-se na nossa Newsletter

New call-to-action
New call-to-action
Banner do calendário do RH 2020, com um botão escrito "baixe agora"
Guilherme Dias | GUPY

Guilherme Dias | GUPY

Atua com Marketing e Growth sendo CMO & Co-founder na Gupy. Através de uma consultoria de business em que foi sócio, descobriu que adora otimizar processos, redesenhar soluções de gestão e trazer resultados mais agressivos para negócios. É curioso e apaixonado por Recursos Humanos, séries e gastronomia.