Erros que você pode estar cometendo na criação de banco de talentos (e como mudá-los)

O banco de talentos é um recurso valioso no recrutamento e seleção mas que, ainda hoje, muitos não focam a devida atenção.

Pois acredite: ele é uma das chaves para contratar talentos de ponta no mercado competitivo de hoje.

Afinal, é fácil confundir a quantidade de candidaturas com a qualidade. E, com tempos de fechamento de vagas cada vez maiores, é necessário um planejamento mais inteligente para atrair os melhores candidatos.

Neste artigo, você vai aprender justamente:

  • Os principais erros que podem acabar com o seu pool de talentos (e como você deve evitá-los!);
  • As etapas e dicas essenciais para a criação de um banco de talentos muito mais eficiente;
  • Como usar o recrutamento inteligente a seu favor com o software de recrutamento e seleção.

Erros que acabam matando seu banco de talentos

1- Ter a mesma mensagem para todos os candidatos

Você possui vagas para recrutar um desenvolver e um gerente de vendas . Eles são motivados por fatores únicos, interessados em benefícios específicos e, em última instância, buscando coisas diferentes. Essas pessoas devem receber o mesmo conteúdo? 

O que fazer? sempre segmentar e sempre enviar conteúdo personalizado para cada tipo de vaga. Pense em conteúdos que comuniquem para diferentes perfis, como vídeos, depoimentos e outros tipos de conteúdo que podem estar tanto na página de carreiras quanto em divulgações nas redes sociais.

2- Não planejar a jornada do candidato

Se você não tiver um planejamento, seu desafio para encontrar talentos em potencial será maior.

Proporcionar uma jornada de recrutamento envolvente e contínua não só melhorará a percepção de sua marca empregadora, mas também vai ajudar a agilizar suas operações.

O que fazer? Para começar, coloque-se no lugar dele e considere a experiência que ele gostaria de ter. Mapeie todas as etapas que um candidato vai passar depois que ele se inscrever até chegar ao banco.  

Não importa qual seja a jornada dele, esta é uma chance para você impressionar e gerar uma experiência do candidato fora do comum!

3- Não designar papeis dentro do recrutamento

Ao criar o banco, não existe alguém designado para cuidar e nutrí-lo.

O que fazer? É importante pensar nos profissionais envolvidos no processo de seleção. Quem é responsável pelo o que? Será, por exemplo, o gestor ou o RH que vai controlar o pool de talentos? 

Outro ponto essencial: Certifique-se de atualizar regularmente os responsáveis sobre quem são os perfis que estão no banco.

Assim, quando estiverem prontos para contratar, saberão onde procurar primeiro antes de sair caçando novos perfis. Isso economizará tanto recursos de mão de obra, quanto financeiros.

4- Não ter uma marca empregadora claramente definida

O que fazer? O que sustenta toda a comunicação com potenciais talentos é seu employer branding.  É ele que mostra como sua organização se diferencia, por meio de imagens, histórias e vídeos.

Porém, mais importante será sua Proposta de Valor para o Funcionário, ou o "por que trabalhar conosco".

Isso deve ser incorporado em toda a sua comunicação de talentos e é fundamental para garantir que a sua marca seja percebida com precisão e autenticidade.

Agora que você sabe o que não fazer, vamos às boas práticas!

Que tal potencializar o seu pool de talentos com o nosso kit? Aprenda e encantar e engajar seus futuros talentos com esse material exclusivo!

Como criar a melhor experiência do candidato

Como criar um banco de talentos inteligente?

Para criar um banco de talentos inteligente e que ofereça os benefícios já mencionados, algumas medidas devem ser implementadas. Veja quais são:

Arquive os melhores currículos de seleções anteriores

Pelo fato do banco de talentos propiciar o aproveitamento dos candidatos que participaram de processos seletivos anteriores, arquive o contato daqueles que mostraram as competências necessárias, mas que por algum motivo não conseguiram a vaga.

Eles podem ser aproveitados nos casos de eventual reestruturação interna ou expansão do negócio.

Catalogue as informações

Uma das melhores formas de estruturar as informações é armazenando em ordem cronológica, destacando os currículos mais antigos. Existe uma grande possibilidade que eles estejam desatualizados, o que não é viável para a companhia.

Além disso, busque fazer varreduras periódicas para identificar currículos enviados mais de uma vez pela mesma pessoa ou que não se enquadram dentro do perfil do negócio.

Digitalize os currículos

Mesmo que a organização receba currículos impressos, uma boa ideia é digitalizar os documentos para preservar sua integridade, otimizar o espaço físico, evitar risco de perda e poder realizar buscas de forma ágil e objetiva.

Use o recrutamento inteligente na hora de criar o seu! 

Garantir que você sempre tenha o talento certo no lugar certo e na hora certa requer um banco de talentos bem qualificado e sempre engajado de candidatos qualificados.

Mantê-lo atualizado pode ser um desafio para muitas equipes de recrutamento. Mas com o sistema de recrutamento e seleção, você pode criar pools de talentos de candidatos passivos e interagir de forma consistente com eles.

Essa ferramenta armazena os currículos de forma prática, facilitando sua pesquisa. Isso significa que você otimiza seus processos seletivos, tornando o trabalho mais centralizado.

É o caso da Gupy, que mostra para você qual foi a última candidatura e o histórico de aplicações do usuário, além de outras informações relevantes para que você veja rapidamente o perfil dele. 

Você também pode fazer uma busca de perfis via escolaridade, localização, gênero e outras segmentações. 

Imagem do banco de talentos da Gupy

Banco de currículos da Gupy: muito mais facilidade no recrutamento

Como você viu, combinar uma ferramenta ATS com a criação de um banco de talento inteligente pode trazer muitos ganhos à sua estratégia de contratação.

Lembre-se: candidatos são os seus maiores ativos e futuros colaboradores e nutrí-los e engajá-los será sua missão! 

Quer descobrir as vantagens e saber se sua empresa precisa desta estratégia? Acesse nosso artigo sobre banco de talentos e veja tudo sobre o tema!

Imagem que mostra o robô da Gupy trazendo uma rede cheia de bloquinhos para uma pessoa que está pescando um bloquinho. Possui o texto: 'Software de Recrutamento e Seleção: Gere mais candidatos nas suas vagas abertas' com botão de 'Saiba mais'

Inscreva-se na nossa Newsletter

HR4results: Participe do maior evento de inovação no RH
New call-to-action
Diagnóstico de recrutamento e seleção: Descubra e melhores a maturidade dos seus processos
Painel de Indicadores de Recrutamento e Seleção Planilha Custo do Recrutamento e Seleção
Bruna Guimarães | GUPY

Bruna Guimarães | GUPY

Formada em Administração de Empresas pela UFRRJ e com MBA executivo pela Coppead UFRJ, é COO & Co-founder da GUPY. Bruna é especialista em recrutamento e seleção e entende com profundidade as dores dessa área. Construiu sua carreira em uma grande multinacional onde era responsável pelo recrutamento de toda a organização através da sua paixão por RH, pessoas e foco em resultado.