Conheça 3 cases de processos seletivos inusitados

Normalmente, o recrutamento e a seleção de novos funcionários segue um script: triagem de currículos, testes, dinâmicas de grupo e entrevistas. Muitas organizações, porém, já apostam em processo seletivo inusitado para identificar os melhores talentos — e os resultados são excelentes!

Ser criativo na avaliação dos candidatos é uma forma de atrair profissionais brilhantes, cujas principais características não ficariam evidentes com as práticas tradicionais. Dessa forma, é possível ser mais preciso e eficiente na formação do quadro de funcionários.

Pensando nisso, preparamos este post com dicas e cases de processos seletivos inusitados para inspirá-lo nos seus recrutamentos. Leia a seguir!

Como criar um processo seletivo inusitado?

A regra mais importante é que não existe fórmula pronta. Para inovar, é preciso sair do lugar-comum. Pense em todas as ferramentas que tem em mãos e em formas diferentes de utilizá-las para obter resultados melhores.

No ramo de tecnologia, por exemplo, muitas empresas investem em concursos de hackers como parte de seus processos seletivos. Especialistas em Tecnologia da Informação (TI) são convidados a encontrar falhas nos sistemas e os profissionais com melhor desempenho no teste são escolhidos para fazer parte da equipe.

Outra maneira interessante de avaliar futuros funcionários é propor situações incomuns e analisar suas reações. Tirar o candidato da zona de conforto é essencial para descobrir competências comportamentais. Que tal levar um estagiário para a entrevista e observar como o candidato o trata? É uma ótima forma de saber se seu relacionamento com os subordinados será adequado no dia a dia.

Vale lembrar que, por mais inusitados que sejam os testes, eles precisam estar alinhados com a cultura e o negócio da organização. Por isso, além de analisar as ferramentas disponíveis, é preciso identificar as necessidades da empresa para montar dinâmicas mais precisas.

Quais são as empresas mais inovadoras em recrutamento e seleção?

Diversas organizações são referência em práticas de Recursos Humanos (RH). A seguir, apresentamos cases de processos seletivos de três delas. Confira!

1. Google

É impossível falar em boas práticas de RH e não citar o Google. Não é à toa que a gigante da tecnologia é reconhecida mundialmente como uma das melhores empresas para trabalhar.

A organização tem uma ferramenta interna chama qDroid, que prevê como será o desempenho do profissional quando ele for contratado. Além disso, durante as entrevistas, os recrutadores testam características comportamentais por meio de questões padronizadas, formuladas para obter respostas brilhantes e convincentes.

2. Heineken

A cervejaria global é tão criativa no recrutamento que frequentemente seus processos seletivos viram notícia na imprensa. Os candidatos a estágio, por exemplo, passam por diversas adversidades ao longo das etapas. Já imaginou chegar a uma entrevista e o recrutador começar a passar mal? Ou o alarme de incêndio começar a tocar? Coisas desse tipo acontecem na Heineken.

Nesses processos, as reações dos jovens são observadas e aqueles que apresentam proatividade, atitude e liderança são escolhidos como finalistas.

3. Magazine Luiza

Entre as empresas brasileiras, um dos melhores exemplos de otimização nos processos de recrutamento é a Magazine Luiza. Por meio de uma plataforma on-line de uso intuitivo, a rede de varejo conseguiu reduzir o tempo de seleção, centralizar dados e possibilitar a criação de novas oportunidades com apenas dois cliques.

A companhia também avalia os futuros profissionais por meio do eTalent, sistema que analisa competências técnicas e comportamentais. Dessa forma, é possível contratar apenas aqueles que estejam perfeitamente alinhados com a cultura organizacional.

Agora que você conhece alguns cases de sucesso de processo seletivo inusitado, é hora de colocar a mão na massa. Inspire-se neles e crie métodos de recrutamento cada vez mais inovadores na sua empresa!

Gostou do conteúdo? Quer aprender mais sobre recrutamento e seleção? Então confira quais são as principais etapas de um processo seletivo.

New Call-to-action

Inscreva-se na nossa Newsletter

Ebook: Como escolher as melhores perguntas para entrevistas de Candidatos
Painel de Indicadores de Recrutamento e Seleção Planilha Custo do Recrutamento e Seleção
Gabrielle Armbrust | GUPY

Gabrielle Armbrust | GUPY

Formada em Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda pela ESPM, é Especialista de Marketing Digital da Gupy, onde se tornou apaixonada por RH. Tendo morado nos EUA, Argentina e Inglaterra, Gabrielle tem experiência com diversidade e pessoas, por isso busca com a Gupy ajudar a colocar gente certa, no lugar certo.