Como estabelecer uma cultura de aprendizado contínuo na empresa

Entenda como o aprendizado contínuo se tornou uma das principais tendências do mundo do trabalho atual. Também veja como incorporar essa metodologia na sua vida e na sua organização.

Uma das principais consequências do avanço das tecnologias e da conectividade é, sem dúvida, a velocidade como novas práticas, informações e tendências tomam conta de todos os aspectos da vida em sociedade. E é nesse contexto que uma cultura de aprendizado contínuo se torna tão importante para as organizações.

Em uma época de mudanças rápidas na sociedade, nos costumes, na cultura, no entretenimento e, é claro, no mundo do trabalho, se faz cada vez mais necessário estimular as pessoas a estarem sempre desenvolvendo novas habilidades e conhecimentos.

Nesse cenário de um mercado cada vez mais competitivo, que exige uma rápida adaptação das organizações e, é claro, das pessoas, o conceito de aprendizado contínuo (também chamado de lifelong learning) chama a atenção de empresas que desejam investir em seus talentos e na inovação.

Neste artigo, você aprenderá mais sobre o que é o aprendizado contínuo, seus benefícios e, principalmente, como estabelecer uma cultura focada no lifelong learning na sua empresa. Vamos lá?

O que significa aprendizado contínuo?

Como o nome já diz, aprendizado contínuo, também chamado pelo termo inglês lifelong learning, é um termo utilizado para resumir a capacidade de estar aprendendo de forma constante, seja com iniciativas formais quanto informais.

O aprendizado contínuo nasce como uma forma de sistematizar a necessidade humana de estar em constante desenvolvimento, visto a realidade cada vez mais acelerada, tecnológica, conectada e de abundância de informações que vivemos.

Longe de ser apenas uma forma de renomear uma forma de obter conhecimento, o lifelong learning busca não só desenvolver novos conhecimentos e atualizar antigos, como também propõe a aplicação desses conhecimentos em contextos práticos da pessoa.

Aprenda mais sobre aprendizado contínuo no vídeo abaixo:

Aprendizado formal e informal

Como já foi apresentado anteriormente neste artigo, o aprendizado contínuo engloba tanto iniciativas formais quanto informais na sua metodologia de busca constante por conhecimento. Com isso fica a dúvida: qual é a diferença entre uma iniciativa formal de uma informal?

Podemos entender o aprendizado formal como todo aquele que ocorre dentro do sistema de ensino tradicional. Ou seja: quando fazemos cursos, graduações, técnicos, capacitações e afins.

O aprendizado formal geralmente envolve uma estrutura mais acadêmica de ensino, quase sempre possibilitando que o aluno termine os estudos e receba algum tipo de documento comprobatório dos aprendizados (como certificados, por exemplo).

Já o ensino informal, por consequência, é todo aquele que ocorre fora do sistema tradicional. Nesse caso, alguns exemplos de aprendizado informal seriam: consumo de livros, vídeos, conteúdos digitais, podcasts, audiobooks, conversas com colegas ou especialistas, aprendizado via tentativa e erro, entre outros.

Com esses exemplos dados, percebe-se que a tecnologia pode ser uma grande aliada na busca por uma cultura de aprendizado contínuo nas organizações, uma vez que há uma infinidade de conteúdos - nos mais variados formatos - que auxiliam no processo de aprendizagem de todo o tipo de matéria.

Leia também: E-learning: Descubra o Significado e Desvende os Benefícios!

Quais são os principais benefícios da cultura de aprendizado?

O lifelong learning entrega muitas vantagens não só para quem o realiza, mas também para as organizações e para toda a cadeia de pessoas envolvidas nas atividades do dia a dia.

Nova call to action

Individualmente e numa perspectiva profissional, o aprendizado contínuo ajuda o trabalhador a:

  • Se manter atualizado na sua área;
  • Desenvolver novas habilidades e conhecimentos;
  • Demonstrar experiência para promoções ou seniorização;
  • Tornar-se referência entre pares;
  • Inovar no seu ramo.

Já para a empresa, estabelecer essa cultura traz muitos benefícios em todas as camadas do negócio, como:

  • Estimular um ambiente de inovação constante;
  • Melhorias nos processos internos;
  • Otimização de resultados em todas as áreas;
  • Posicionamento de marca;
  • Aumentar o engajamento das equipes e colaboradores;
  • Desenvolvimento acelerado de novas soluções em produtos e serviços.

Esses pontos, entre outros possíveis exemplos, não só melhoram a empresa como um todo, como também atingem diretamente a margem de lucro da operação.

O CEO e cofundador da Dr. Consulta, Thomaz Srougi, já conversou conosco sobre como a cultura de aprendizado foi fundamental para melhorar a solução da empresa e, por consequência, seus resultados.

Como aplicar o aprendizado contínuo nas organizações

Agora que você já sabe o que é o aprendizado contínuo e qual é a importância dessa cultura para as organizações, resta a dúvida: como implementar isso?

Não existe uma única resposta para isso, pois o contexto de cada negócio define a melhor abordagem. Entretanto, começar uma cultura organizacional sempre parte de cima para baixo.

É fundamental engajar lideranças e gestão no processo de estabelecer uma cultura de aprendizado contínuo, pois é a partir dessa participação que será possível levar esse tipo de ideia para todos os colaboradores.

Além disso, treinamentos com colaboradores podem ser um bom passo inicial para manter as pessoas da empresa sempre atualizadas sobre tendências e necessidades de mercado.

Numa perspectiva individual, desenvolver trilhas de aprendizagem entre lideranças e times também é um bom incentivo para disseminar a importância do lifelong learning.

Independente da abordagem, contar com uma metodologia clara de acompanhamento e avaliação de aprendizagem é fundamental para o sucesso de qualquer iniciativa de disseminação do lifelong learning.

E-book Cultura Organizacional

Compartilhe

Receba conteúdos de RH e DP

Compartilhe

Link Copiado! :)