Dinâmica de grupo: 11 exemplos para processos seletivos


9 minutos de leitura
271770-6-tipos-de-dinamica-de-grupo-para-utilizar-em-recrutamentos

Foi-se o tempo em que os processos seletivos precisavam ter a mesma estrutura. Agora, com profissionais cada vez mais preparados, é necessário inovar para identificar grandes talentos para a organização. Por isso, as dinâmicas de grupo estão cada vez mais presentes. Ajudam na inovação, nas tomadas de decisões e no clima do ambiente para que fique mais agradável e divertido.

No entanto, há alguns tipos de dinâmica de grupo que não fazem mais sentido, pois os candidatos já conhecem os detalhes e até descobrem como devem ser a atitude diante de um novo desafio. A saída é buscar alternativas para surpreendê-los.

Que tal fazer a diferença e deixar seu processo seletivo mais interessante? Continue a leitura deste artigo e descubra as melhores dinâmicas em grupo para aplicar em sua empresa.


Acesse também nossos super guias sobre:

Imagem da mascote gaia lendo, representando materiais e conteudos ligados ao tema


O que é uma dinâmica de grupo?

Uma dinâmica de grupo é uma ferramenta que pode ser utilizada em diversos ambientes com o intuito de estudar e desenvolver o comportamento de um grupo. Logo, ela pode ser utilizada com crianças, em cursos profissionalizantes, em processos seletivos, em terapia de grupo ou nas empresas para conhecer melhor os seus profissionais.

Elas vão identificar características do perfil comportamental do participante como a capacidade para liderar ou ser liderado, lidar com pressões, frustrações, competições, estresse e resolução de desafios.

Com essas informações é possível saber onde o indivíduo mostrará melhor desempenho e onde precisa ser aprimorado.

Por que fazer dinâmicas rápidas e qual é a importância delas?

As dinâmicas rápidas devem ser feitas porque uma simples anamnese é insuficiente para ter certeza se o indivíduo de fato apresentará o comportamento que ele diz ter. Logo, no ambiente da dinâmica, o participante precisa se colocar em ação e torna-se mais fácil observar suas tendências, seu temperamento e sua interação com os demais integrantes.

Ou seja, as dinâmicas rápidas são importantes para que o indivíduo se mostre de maneira mais fidedigna, interaja com a equipe e possa também aprender lições importantes de convivência em grupo.

Quando usar a dinâmica de grupo: quais são os momentos certos?

As dinâmicas de grupo devem ser utilizadas em processos seletivos para avaliar se o candidato é compatível com o perfil da empresa.

Além disso, ela deve ser usado para aprimorar o relacionamento dos membros de um grupo, para quebrar o gelo (caso seja uma equipe recém-formada), para promover o conhecimento mútuo, para melhorar o clima de um time que está em conflitos e para promover o autoconhecimento.

11 Dinâmicas de grupo rápidas

1. Dinâmica da ilha deserta 

A dinâmica da ilha deserta apresenta situações aos participantes e propõe que eles respondam com quais colegas de trabalho deseja vivenciar determinada situação. Logo, ela tem como principal intuito verificar como está a qualidade da relação dos colaboradores.

Para colocar esta tarefa em prática é necessário o uso lápis, folhas de papel em branco e envelopes. Em cada envelope deve ser inserido o seguinte questionário:

  1. Se estivesse perdido numa ilha, quem do grupo gostaria que estivesse com você?
  2. Se fosse preciso organizar um evento ou uma festa importante, qual dos seus colegas gostaria que auxiliasse?
  3. Se ganhasse uma viagem de cruzeiro com 3 acompanhantes, quais colegas você gostaria que o acompanhasse?

Após a distribuição dos questionários, peça para que os participantes respondam e ressalte que a dinâmica é anônima, logo, não há necessidade de se identificar ou de mostrar aos outros colegas as respostas.

Ser anônimo auxilia na veracidade das escolhas e previne constrangimentos e, até mesmo, desentendimentos.

Por fim, é necessário recolher as respostas, fazer o somatório das respostas dadas pelos profissionais e aplicar feedback em cada participante sobre sua classificação. Esse retorno deve ser dado individualmente e os resultados devem ser utilizados para promover melhorias no dia a dia corporativo.

2. Dinâmica da ilha do tesouro

A dinâmica da ilha do tesouro tem o intuito principal de perceber o nível de engajamento, foco, visão e colaboração mútua dos colaboradores. Afinal, ela propõe uma atividade que requer alinhamento, união e disciplina da equipe.

Para realizar essa dinâmica é preciso algumas folhas de jornal e uma caixa de bombom. Com isso em mãos forme duplas, coloque a caixa de bombom em cima de uma folha de jornal em uma das extremidades da sala, dê uma folha de jornal a cada dupla e coloque outra folha de jornal na outra extremidade do ambiente.

O objetivo da dinâmica é que o participante consiga chegar à extremidade premiada e conquistar a caixa de bombom que, no caso, é o tesouro.

Desse modo, cada dupla precisa ficar em cima da folha de jornal que recebeu e utilizá-la como ponte para chegar até o tesouro. Não é permitido colocar os pés no chão e nem rasgar o papel, caso isso aconteça a dupla será eliminada. Logo, só é permitido se locomover por meio do jornal.

Para chegar até o tesouro seria necessário que as duplas se unissem e fizessem um revezamento. Ou seja, ambas devem subir no mesmo jornal e utilizar o outro para avançar até o objetivo e assim sucessivamente. No caso de empate, os doces devem ser divididos entre os participantes.

No fim do tempo da dinâmica, se nenhum dos participantes compreender a lógica para conquistar o objetivo, é necessário reuni-los e pedir para que cada um exponha sua visão sobre o aprendizado e ressaltar a importância da união para garantir os resultados com mais agilidade e sucesso.

3. Dinâmica do desafio

Esse exercício ajuda a identificar a capacidade dos participantes em lidar com a pressão. É muito simples falar na entrevista de emprego que isso não é um problema, mas precisamos ver na prática como funciona. Portanto, pegue uma pequena “caixa misteriosa".

Coloque uma música e peça aos participantes para passar o objeto entre eles. Você deve ficar de costas para o grupo. Assim, não consegue enxergar com quem está a peça. Quando a música parar, use o seu poder para colocar pressão no jogo com perguntas que deixam os candidatos apreensivos, como:

  • se ele tem certeza de que quer abrir;
  • se vai encarar o desafio;
  • que, independentemente do que tiver na caixa, ele terá de fazer;
  • e se for a eliminação no processo.

O participante deverá decidir se abre ou não a caixa. Caso ele não abra, o jogo continua. A resposta negativa ajuda a entender o quanto eles são influenciados por pressões externas e como eles agem para superá-las. O prêmio da caixa pode ser um bombom ou uma caneca da sua empresa.

4. Dinâmica das mãos dadas

A dinâmica das mãos dadas tem o intuito de explicitar o valor do trabalho em equipe e em engajar a liderança situacional e informal entre os participantes. Essa dinâmica é bastante interessante porque ensina de forma lúdica a relevância da união para a construção de resultados favoráveis a todos.

Para colocar a dinâmica em prática é necessária uma cartolina colorida. Na sequência, peça aos profissionais que formem um círculo, deem as mãos e que tentem se recordar de qual participante está em seu lado direito e esquerdo.

Em seguida, solicite que os indivíduos soltem as mãos e caminhem livremente pelo ambiente. Após isso, coloque a cartolina no chão e peça para que os colaboradores se posicionem sobre o papel, tentando ao máximo ficar sobre ela, mesmo apertados.

Por fim, sem sair de cima do papel, solicite aos participantes que tentem se lembrar quais eram os colegas que estavam ao seu lado no círculo e que busquem dar as mãos para tentar recriar a roda original.

Ao término da tarefa, ficará o aprendizado de que o trabalho em equipe promove a união das competências e o sucesso dos resultados.

5. Dinâmica da observação

Como o próprio nome sugere, a dinâmica da observação tem o objetivo de analisar e desenvolver a habilidade de observação no dia a dia, possibilitando aos profissionais dar mais atenção aos detalhes da corporação e de seus colegas de equipe.

Para colocar essa dinâmica em prática, reúna os colaboradores e pela para que formem um círculo e fechem os olhos. Feito isso, o gestor vai dar início aos questionamentos. Ele deve fazer perguntas que tenham relação aos participantes da dinâmica. Por exemplo: “quem está com a gravata marrom ou quem está com o batom vermelho?”

Os profissionais que se lembrarem dos donos das características mencionadas devem levantar a mão e a cada resposta correta, ele ganha um ponto. No fim, o participante que tiver mais pontos recebe um prêmio e a lição de que é muito relevante ser um bom observador para aprimorar os resultados no dia a dia corporativo.

6. Dinâmica da apresentação

A dinâmica da apresentação tem o objetivo de observar as características que cada indivíduo mostra ao se posicionar para o grupo. Ela pode ser realizada de várias formas.

Uma das formas é escrever em um quadro algumas perguntas que sejam interessantes para revelar um pouco do perfil comportamental do candidato como: hobbies, o tipo de colega de trabalho que ele aprecia ou que despreza, o motivo pelo qual ele imagina que deve ser escolhido para a vaga e questões básicas como o nome, idade, estado civil, entre outras.

Feito isso, peça para que o participante vá à frente do grupo e responda os questionamentos. Desse modo, é possível conhecê-lo e testar as informações que ele deu em dinâmicas complementares.

7. Dinâmica estoure o balão

Essa dinâmica tem o objetivo de fazer com que os participantes observem a própria conduta em relação aos seus intuitos e aos intuitos dos colegas.

Para a dinâmica é necessário o uso de balões, pedaços de papel, canetas e palitos de dente. Em seguida o coordenador da dinâmica deve dar um de cada material aos profissionais e pedir para que escrevam um de seus sonhos no papel, coloquem no balão e o encham.

Em seguida, deve-se orientar os indivíduos para que protejam seus balões e observar a conduta. Observe que em momento algum foi dito que um deveria estourar o balão do outro, no entanto geralmente é isso o que acontece.

Ao término da dinâmica parabenize o grupo caso ninguém tenha tentado estourar o balão um do outro e explique a lógica do jogo.

Caso os participantes tenham apresentado o comportamento previsto, informe que é assim que muitos profissionais agem: destruindo os sonhos alheios, seja por atitudes competitivas desproporcionais, seja por comentários maldosos, por inveja, descuido, falta de apoio, entre outros.

Por fim, explique que um deve apoiar o outro a seguir com seus sonhos e ser feliz.

8. Dinâmica das semelhanças

O intuito da dinâmica das semelhanças é mostrar que mesmo com a singularidade dos indivíduos, todos têm aspectos em comum e isso pode criar uma abertura para que ambos se conheçam melhor e busquem a união.

É muito simples realizar essa dinâmica. Divida o grupo em duplas ou trios e peça para que eles façam questionamentos sobre gostos, características de sua personalidade, hobbies, objetivos de carreira, entre outros.

Feito isso, os participantes devem escrever o máximo de características em comum que encontrarem no outro indivíduo. Desse modo, é mais simples gerar a simpatia, a empatia e a cooperação das equipes.

9. Dinâmica da criatividade

A dinâmica da criatividade tem o intuito de avaliar o potencial criativo do grupo e observar qual é o papel de cada indivíduo na resolução das questões propostas.

Logo, para colocar essa dinâmica em prática, pode ser solicitado ao grupo que crie uma empresa que seja inovadora e apresente sua logomarca, seu nome social e fantasia, sua missão, visão e valores, entre outras características.

Além disso, pode ser apresentada também uma situação da companhia e pedir para que eles criem uma solução estratégica.

A ideia é fazer com que o time mostre seu potencial criativo e apresente.

10. Dinâmica da amnésia

A dinâmica da amnésia tem o mesmo objetivo da quebra do gelo: fazer com que o processo seletivo integre os participantes o mais rápido possível. Além disso, ela é bem simples, pois não é necessário usar muitos materiais.

O primeiro passo é distribuir canetas e etiquetas entre os participantes. Depois, peça para cada um escrever o nome de um personagem de TV famoso. Claro, sem mostrar aos outros candidatos. Se possível, faça duplas ou trios para deixar a dinâmica mais organizada. Em seguida, solicite aos participantes que coloquem a etiqueta na testa do colega, sem que ele o nome.

Depois, cada indivíduo deve representar a pessoa famosa cujo nome está escrito na etiqueta como se não soubesse quem é. Agora, as pessoas começam a fazer perguntas para tentar adivinhar. Para ficar mais legal, coloque na regra para usar somente o “sim” e o “não" como resposta. A dica é pedir que os candidatos imitam personagens da moda, como de séries e de filmes. Confira outros modelos de dinâmicas da amnésia.

11. Dinâmica da autoavaliação em grupo

A dinâmica da autoavaliação em grupo tem o objetivo de fazer com que os integrantes discutam sobre seus pontos fortes e fracos e proponham melhorias.

Para que os participantes não se exponham, todos devem escrever anonimamente em um papel o que consideram suas dificuldades e facilidades em trabalhar em equipe.

Feito isso, os papéis devem ser distribuídos de modo aleatório e cada membro deve ler e eles devem buscar soluções para que cada profissional melhore em seu dia a dia.

Você percebeu como o processo pode ser mais simples do que parece ao adotar tipos de dinâmica de grupo diferentes? Não é necessário seguir o mesmo formato. Mas, sem inovação, os resultados serão sempre parecidos e pode haver consequências ruins, como o turnover e a baixa qualidade da equipe.

Gostou deste post? Então, fique por aqui e veja por que é necessário ficar atento ao mercado de RH, pois algumas tendências e tecnologias podem ajudar a tomar decisões mais assertivas.

Banner da planilha gratuita "Avaliação de competências de candidatos", com um botão escrito "baixe agora"
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →