5 filmes para quem é apaixonado por recursos humanos

Na maioria das vezes, os compromissos pessoais e as obrigações do trabalho acabam limitando o tempo que temos para estudar sobre a nossa profissão, não é mesmo? No entanto, você sabia que é possível unir o útil ao agradável? A gestão de recursos humanos é um assunto permeado por conflitos e que, volta e meia, está sendo explorado pelos filmes.

Recrutamento de profissionais, entrevistas de empregos, demissões, enfim, são tantas as tarefas diárias do RH, que costumam gerar ótimas histórias para o cinema. Então, que tal aprender mais a fundo sobre as atividades de um gestor de RH enquanto assiste a um filme?

Para facilitar essa tarefa, preparamos uma lista com 5 excelentes filmes que vão levar você a enxergar essa profissão com outros olhos. Prepare a pipoca e confira!

1. Moneyball

Um filme que foge do clichê “um treinador que, por meio da motivação, consegue transformar um grupo de atletas que já não acredita em um time vencedor”.

“Moneyball”, estrelado por Brad Pitt, conta a história do gerente do Oakland Athletics — um time de baseball carente de recursos financeiros —, que elabora um sistema de estatísticas com a ajuda do economista Peter Brand a fim de contratar novos atletas.

Esse sistema avalia as características que cada profissional apresenta de melhor, exigindo dele apenas isso. Assim, com um método revolucionário de contratação, a equipe, que estava passando por uma crise, passa a obter resultados extraordinários.

2. Happy Feet

Neste filme, o pinguim imperador conhecido como Mano (Elijah Wood) nasce totalmente desafinado em um ambiente onde todos os pinguins são ótimos cantores, por tradição histórica. Com isso, ele sofre por ser discriminado, já que os outros não reconhecem o seu verdadeiro talento: o sapateado.

É um filme bastante inspirador, pois esse ambiente onde Mano se encontra pode ser comparado ao das organizações com costumes arcaicos. “Happy Feet” ensina lições bastante valiosas sobre sinergia, inovação, preconceito e, de quebra, ainda chama atenção para problemas ambientais.

3. O Diabo Veste Prada

Esse é um filme clássico que mostra a jornada de uma jovem recém-formada, conhecida como Andrea Sachs (Anne Hathaway), que acaba de conseguir um trabalho como assistente de Miranda Priestly (Meryl Streep), uma importante editora da Runaway Magazine.

“O Diabo Veste Prada” é muito interessante, pois mostra a importância de um agradável clima organizacional, e que, muitas vezes, o emprego dos sonhos pode não ser aquilo que se espera por vários fatores.

Excesso de trabalho e competitividade podem prejudicar os profissionais, tornando-os menos felizes. Enfim, o filme mostra o quanto é importante conviver bem em uma empresa para manter o bem-estar de todos.

4. Obrigado por Fumar

Um filme que conta a história de Nick Naylor (Aaron Eckhart), o principal porta-voz das grandes empresas de cigarros dos Estados Unidos. Ele é responsável por defender a imagem da criticada indústria de tabaco, tendo seu trabalho questionado o tempo todo, o que acaba afetando a sua relação com o filho.

O personagem principal se vê confrontado pelo papel que faz perante a sociedade. Ou seja, “Obrigado por Fumar” passa uma lição de que, no mundo corporativo, todos estão expostos a inúmeras situações que podem afetar o trabalho, por isso, saber ter postura e lidar com as informações é uma boa dica para garantir um futuro promissor.

5. Um Senhor Estagiário

A atribuição mais básica e também a mais complicada do setor de Recursos Humanos de uma empresa é recrutar o profissional mais adequado para um cargo. É exatamente isso que observamos na comédia “Um Senhor Estagiário”, estrelada por Robert de Niro.

O ator Robert faz o papel de um viúvo solitário que, para não ficar vítima de uma rotina maçante, acaba se candidatando a um cargo de estagiário em uma empresa — o que gera um grande estranhamento.

Trata-se de um filme que estimula profissionais de Recursos Humanos, pois desvia o foco dos protocolos, dados estatísticos e procedimentos que fazem parte da estrutura de uma organização para o elemento humano. Enfim, esses são alguns filmes que representam perfeitamente o desafio de lidar com os diferentes perfis de pessoas no setor de RH.

Você gostou deste post? Ficou alguma dúvida? Então deixe o seu comentário para que possamos ajudar você! Se quiser ainda mais conteúdo em forma de entretenimento confira os 10 melhores livros de RH que todo profissional moderno deveria ler!

New Call-to-action

Inscreva-se na nossa Newsletter

Ebook: Como escolher as melhores perguntas para entrevistas de Candidatos
Painel de Indicadores de Recrutamento e Seleção Planilha Custo do Recrutamento e Seleção
Gabrielle Armbrust | GUPY

Gabrielle Armbrust | GUPY

Formada em Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda pela ESPM, é Especialista de Marketing Digital da Gupy, onde se tornou apaixonada por RH. Tendo morado nos EUA, Argentina e Inglaterra, Gabrielle tem experiência com diversidade e pessoas, por isso busca com a Gupy ajudar a colocar gente certa, no lugar certo.