Diversidade geracional: o que é, importância e como gerir


5 minutos de leitura

Você provavelmente já deve ter ouvido o termo diversidade geracional, mas será que conhece a importância de ter políticas que abranjam os mais diversos perfis de colaboradores no ambiente de trabalho de sua empresa?

Nos dias atuais, ignorar a diversificação e menosprezar um determinado grupo de pessoas não apenas é uma atitude obsoleta e antiética, como também pode prejudicar a imagem da organização no mercado.

Por isso, preparamos este conteúdo para que você saiba o que é diversidade geracional, qual a importância de saber gerenciar com as diferenças no ambiente de trabalho e quais os benefícios que isso pode trazer para o clima organizacional da empresa. Continue a leitura para saber mais sobre o assunto!

O que é diversidade geracional?

No contexto corporativo, é o conceito de abranger profissionais de diferentes faixas etárias em um mesmo ambiente de trabalho, ou seja, acolher a pluralidade de perfis sociais, comportamentais e culturais, que pode envolver não apenas a idade, mas também:

  • conceitos ideológicos;
  • orientação sexual;
  • gênero;
  • religião;
  • raça;
  • capacidade física;
  • estado civil.

Entre outras questões.

Contudo, quando se fala sobre diversidade geracional é preciso entender que isso não significa necessariamente que um determinado grupo deve ser priorizado acima de outro, mas sim que não deve existir distinção de pensamentos, culturas ou ideias e todos os indivíduos devem ser respeitados dentro e fora da empresa.

Além do mais, os processos de contratação devem garantir que ambas as partes sejam beneficiadas, isto é, o contratante e os contratados. Afinal, uma relação de trabalho deve ser representada por uma parceria de colaboração mútua capaz de agregar valor para o todo.

Qual é a importância da diversidade geracional?

Um ambiente profissional com diversidade geracional é aquele que permite que haja trocas de feedbacks e diferentes perspectivas sem o receio de ocorrerem represálias, gerando muito mais engajamento entre os envolvidos e, é claro, um nível de produtividade que pode ser observado tanto no desempenho coletivo quanto individual.

Outro motivo pelo qual a diversidade geracional é indispensável para qualquer organização moderna é que ela contribui para que o clima organizacional seja muito mais positivo, melhorando a convivência e o aprendizado entre gerações distintas. Assim, a empresa usufrui de colaboradores mais pacientes, flexíveis, tolerantes e abertos a novas ideias.

Banner do curso de Diversidade e Inclusão da Gupy Academy

Quais são as principais gerações da atualidade?

Para que você compreenda de forma simples e didática, separamos as gerações que integram a atual base de profissionais ativos no mercado. Veja a seguir:

  • nascidos a partir do fim dos anos 1990 — Geração Z;
  • nascidos entre 1981 e meados da década de 1990 — Geração Y;
  • nascidos entre 1960 e 1980 — Geração X;
  • nascidos entre 1946 e 1964 — Baby Boomers.

A diversidade geracional não se distingue somente pelas idades, mas também por uma série de características como:

  • a Geração Z é mais imediatista, impulsiva e tem dificuldade para lidar com o tempo, por isso o índice de turnover é alto;
  • a Geração Y tende a focar em seus valores pessoais, sendo composta por um perfil de colaboradores mais individualistas, mesmo que estejam em um cenário amplamente conectado;
  • a Geração X está em busca da estabilidade que existia na época dos Baby Boomers e, portanto, têm mais dificuldade para lidar com o imediatismo e a impulsividade multidisciplinar (comum na Geração Z);
  • os Baby Boomers têm dificuldades para acompanhar a transformação digital (utilizar aparatos tecnológicos) e estão próximos de se aposentarem.

Como gerir a diversidade geracional no trabalho?

Agora que você já sabe o que é diversidade geracional e quais as faixas etárias que compõem o grupo de profissionais da atualidade, mostraremos algumas boas práticas para que o departamento de RH possa aderir para implementar esse tipo de cultura na empresa.

Crie atividades de conscientização

Nos tempos modernos, engajamento é um conceito de peso, pois é priorizado pelas mais variadas esferas que integram a sociedade. Porém, é preciso que todos que integram a equipe da organização tenham consciência de seu papel, responsabilidades e direitos dentro da empresa.

Portanto, uma ótima forma de estabelecer uma política de diversidade geracional é trabalhado a conscientização que abranja todas as pessoas que fazem parte da instituição, dos mais altos níveis administrativos aos níveis operacionais, sem exceção ou discriminação por qualquer característica física, ideológica ou etária que seja.

Diversifique as técnicas de comunicação

A transformação digital é um dos principais fatores que têm impulsionado mudanças no comportamento da sociedade moderna, em especial nas gerações mais jovens. Com isso, uma série de aspectos passam por evoluções, como a linguagem de comunicação.

Sendo assim, para estabelecer uma política de diversidade geracional eficiente, é muito importante aplicar boas técnicas de comunicação na empresa, de modo que abranja os variados perfis de profissionais que integram o time. Dessa forma, todo o clima organizacional, assim como a cultura laboral, são impactados de maneira positiva.

Encontre motivadores de cada geração

Conhecer profundamente os aspectos que definem o perfil de cada geração é uma das medidas mais importantes para se estabelecer políticas de diversidade geracional na empresa, pois contribui para que o RH identifique os fatores motivadores mais adequados para cada grupo.

É fundamental considerar os pontos que cada grupo de profissionais julga ser relevante a ponto de impactar positivamente em seu desempenho dentro do ambiente de trabalho, tais como:

  • períodos de descanso;
  • bonificações;
  • estabilidade;
  • engajamento e sensação de pertencimento.

Dessa maneira o RH tem controle sobre os diferentes tipos de estratégia que podem ser aplicadas para que cada profissional seja estimulado e contribua com um rendimento individual satisfatório.

Encontre o lugar certo

À medida que o departamento de RH detém mais conhecimento acerca do perfil de cada integrante da equipe de profissionais, a tendência é que a empresa desenvolva as expertises necessárias para identificar o local mais adequado para cada membro do time.

Não importa qual é a idade do colaborador, desde que os cargos sejam ocupados de acordo com o nível de qualificação, aptidão e habilidades exigidas para o desempenho de tal função. Além das características de inteligência emocional, como espírito de liderança, capacidade de atuar em equipe, autocontrole etc.

Desenvolva planos de carreira e de comunicação para cada geração

É muito importante estabelecer planos de carreira e linguagens de comunicação que sejam adequados para cada grupo de faixas etárias diferentes para que tanto os colaboradores de gerações mais avançadas, como os funcionários mais jovens, possam conviver em harmonia. Além do mais, esse tipo de estratégia garante que todos estejam em conformidade com as políticas organizacionais e horários de trabalho da empresa.

Como você pôde contemplar, a diversidade geracional já é uma realidade nas organizações que se importam com a opinião pública a respeito de suas políticas e a ética de trabalho. Saber como fazer a gestão do ambiente laboral com colaboradores de diferentes faixas etárias é imprescindível para a imagem do negócio no mercado.

O conteúdo sobre a importância de saber gerenciar a diversidade geracional na empresa foi útil para você? Então é provável que você também se interesse pelo nosso artigo sobre quais são os principais feedbacks negativos e quais as melhores para práticas lidar com eles!

New call-to-action
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →