Diversidade nas empresas: o que é e como melhorá-la

A diversidade nas empresas é quando as equipes são compostas por pessoas de diferentes gêneros, etnias, formações, idades, vivências e visões. Essa diversidade é essencial para promover mais igualdade, criatividade e inovação nas empresas.


7 minutos de leitura

A diversidade é um tema muito discutido atualmente e essa pauta chegou também ao mundo corporativo. Cresce a preocupação em promover ambientes de trabalho com mais espaço para pessoas de diferentes culturas e ideias.

Promover a diversidade nas empresas passou a ser uma das prioridades do RH, graças aos benefícios conquistados. Saiba mais sobre o assunto neste post!

O que é diversidade e como ela pode ajudar a empresa?

Uma equipe com diversidade pode ser entendida como aquela composta por pessoas de diferentes formações, gêneros, raças, experiências e visões de mundo. A riqueza, principalmente de ideias e percepções, abre portas para várias possibilidades na solução de problemas e condução de tarefas.

Investir na diversidade nas empresas traz muitas vantagens: gera melhor gestão de riscos, abertura de oportunidades para a inovação e aumento da conexão com novos públicos, formados por diferentes grupos de afinidade.

Ao construir uma empresa livre de preconceitos, que abraça as diferenças com espaço para todos, o ideal da empresa diversa contribui com o employer branding. Além disso, auxilia no desenvolvimento de um clima organizacional mais propício ao crescimento pessoal e profissional das pessoas colaboradoras.

A diversidade pode ser identificada na companhia através da análise dos grupos de afinidade. Quando o RH olha para os clãs minoritários, é possível compreender se a empresa já tem diversidade por natureza. Conheça alguns dos grupos de afinidade mais conhecidos no mercado:

  • Grupos de afinidade cultural, étnica e racial: pessoas negras; grupos de diferentes países e falantes de diversas línguas; imigrantes; povos indígenas ou de diferentes culturas/religiões da predominante em uma cidade, estado ou país;

  • Grupos de afinidade sexual, de gênero e de identidade: pessoas transgênero; membros da comunidade LGBTQIA+; indivíduos não-binários; entre outros;

  • Grupo de afinidade social: grupos de mulheres — cis e trans; PCDs; pessoas idosas; mães e pais, entre outros.

É importante lembrar que essa diversidade só ocorre verdadeiramente quando há a crença de que experiências diferentes trazem mais riqueza ao ambiente de trabalho, contribuindo de maneira significativa para o alcance de resultados com qualidade.

Patrícia Santos, CEO da EmpregueAfro, traz números sobre a diversidade nas empresas brasileiras e conta sobre a importância de investir em inclusão e em um cenário diverso. Ouça no episódio do RH Sem Filtros, o podcast da Gupy:

 

Como a diversidade nas empresas pode gerar inovação?

É importante salientar que existem dois tipos de diversidade estudados atualmente. 

A diversidade inerente, que é quando as características diversas são focadas em atributos provenientes da essência das pessoas colaboradoras; enquanto a diversidade adquirida diz respeito a características desenvolvidas por cada indivíduo.

Exemplos de diversidade inerente são os grupos de afinidade de gênero; já um grupo de pessoas unidas por suas culturas caracteriza um grupo de diversidade adquirida.

Juntos, esses dois tipos de diversidade formam o que é conhecido como diversidade 2D — a mais interessante para as companhias e para a sociedade, pois junta diversos tipos de possibilidades de desenvolvimento de multiplicidades. 

Uma pesquisa da Harvard Business Review identificou dados interessantes com relação à diversidade nas empresas e o seu impacto na inovação e no crescimento do negócio. 

De acordo com o relatório, ao correlacionar a diversidade na liderança com a evolução da empresa no mercado, foi possível constatar que:

  • 45% das pessoas trabalhando em empresas diversas estão mais propensas a dizer que a participação de mercado cresceu em relação ao ano anterior;

  • 70% afirmam que a empresa conquistou um novo mercado.

Isso acontece por que empresas diversas tendem a criar ambientes de trabalho onde as ideias mais ousadas, os testes e as tentativas de mudança são incentivados em um ambiente seguro e acolhedor. 

O importante não é acertar sempre, mas saber errar e aprender para criar processos inovadores. Empresas diversas sabem trabalhar bem com essa equação.

Como promover a diversidade nas empresas?

Algumas ações podem ser tomadas para impulsionar a diversidade nas empresas. Podemos destacar as seguintes:

Avalie e mensure o quadro de funcionários

Faça um diagnóstico claro do quadro de funcionários na empresa e entenda como ele é composto. Procure entender quais motivos levaram à contratação daquelas pessoas e o que pode ser feito para ampliar a diversidade na equipe.

Trabalhe a cultura organizacional

A cultura da sua empresa valoriza a diversidade ou procura sempre o mesmo tipo de profissional? Ela abre espaço para a inovação e valoriza a inclusão? É interessante observar esse quadro e até mesmo fazer uma pesquisa de clima organizacional para entender se há o sentimento de exclusão em alguns grupos no ambiente corporativo.

Diversidade no processo seletivo

Procurar pessoas candidatas que tenham a mesma formação ou que estejam em um grupo de perfis limitado deixa a empresa totalmente homogênea e sem perspectiva de mudanças. Além disso, alguns preconceitos podem passar despercebidos e influenciar diretamente na seleção de candidatos: isso é o que chamamos vieses inconscientes.

Para proporcionar contratações mais justas, diversas e inclusivas, a Gupy decidiu inovar e lançar a primeira solução em diversidade para Recrutamento & Seleção do Brasil.

Nossa meta é alavancar a empregabilidade no Brasil. Ao usar o módulo de diversidade da nossa plataforma de Recrutamento & Seleção, empresas de todos os portes podem fazer contratações mais justas, diversas e inclusivas por meio de dados de diversidade do processo seletivo.

Além disso, a ferramenta de diversidade da Gupy proporciona a criação de ações específicas para os grupos de diversidade. A plataforma também auxilia na criação de filtros que ajudam na contratação os grupos minorizados, por exemplo.

Veja algumas informações interessantes sobre o impacto dessa iniciativa:

  • Desde o lançamento das Soluções de Diversidade, em agosto de 2021, mais de 195 mil pessoas de grupos de diversidade foram contratadas;

  • Atualmente, mais de 400 empresas utilizam as soluções de diversidade da Gupy;

  • Após o 2º mês de uso da ferramenta, o número de contratações diversas nas empresas costuma aumentar 30%.

A ferramenta também auxilia os times de RH que ainda não estão acostumados a conduzir processos seletivos com foco em diversidade. É possível acessar treinamentos de capacitação e uma rede de parceiros para ajudar na construção de processos seletivos mais diversos.

A Gupy criou a primeira e mais completa solução em diversidade para Recrutamento & Seleção do Brasil! Clique e conheça.

Invista na comunicação interna

Esse apoio à diversidade deve partir não só dos valores da empresa, mas também do comportamento dos funcionários. Desenvolva a comunicação interna valorizando o respeito às diferenças e, se necessário, promova treinamentos sobre conscientização.

Trabalhar o acolhimento entre os colaboradores é importante e essa iniciativa deve partir da organização.

Ao trabalhar a diversidade nas empresas, percebemos a construção de uma sociedade mais inclusiva, refletindo a preocupação em combater o preconceito. Claro que ainda há muito a ser feito, mas o primeiro passo para uma realidade melhor é um maior acolhimento às diferenças no ambiente de trabalho.

Realize ações práticas

Uma das atitudes afirmativas comumente apontadas como ações de sucesso nas empresas é colocar a mão na massa. Mas como o RH pode criar atividades práticas para gerar mais diversidade nas empresas? Veja algumas ideias abaixo:

  • Comitês de diversidade: os comitês ou squads de diversidade são grupos de afinidade que se reúnem e empoderam os colaboradores a ter mais voz na companhia. A partir de encontros, debates e pesquisas, os colaboradores envolvidos em comitês de diversidade podem auxiliar o RH a identificar cenários e a desenvolver estratégias de implementação da diversidade; 

 

  • Políticas internas: é extremamente importante definir quais serão as diretrizes internas da companhia com relação à diversidade, tanto para traçar metas quanto para auxiliar na cultura organizacional. Aqui na Gupy, por exemplo, temos um manifesto de diversidade para que todos os stakeholders tenham acesso ao nosso compromisso com a equidade nas organizações. 

Acompanhe indicadores e métricas de diversidade e inclusão

Que o RH é orientado a dados não é novidade para ninguém. Mas você sabia que até mesmo a diversidade nas empresas pode ser acompanhada com base em indicadores?

É possível medir a taxa de representatividade dos grupos afirmativos na empresa, a satisfação entre esses grupos, as métricas de diversidade no recrutamento, entre outras taxas. Veja algumas dicas no material da Gupy e implemente a diversidade na sua empresa!

Banner divulgação material sobre 6 indicadores e métricas de diversidade e inclusão
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →