5 erros de People Analytics que a sua gestão deve evitar


7 minutos de leitura

A análise de dados no RH é bastante utilizada para aprimorar atividades que exigem a tomada de importantes decisões, como o Recrutamento e a Seleção de profissionais.

No entanto, é preciso ter atenção aos possíveis erros de People Analytics para que a empresa realmente faça escolhas adequadas com relação à gestão em pessoas.

Se a ferramenta está relacionada aos processos de tomada de decisão, é importante evitar qualquer problema que possa atrapalhar essa caminhada. Por isso,  confira:

Prepare-se para fazer grandes descobertas, aprimorar sua atuação e trazer resultados positivos para o negócio. Vamos lá!

A importância de conhecer os erros de People Analytics

Quando falamos em tecnologia para a gestão de Recursos Humanos, um dos benefícios relacionados a adoção de softwares para a realização de tarefas é, sem dúvidas, diminuir a margem de erros nesses processos.

No entanto, isso não significa que a tecnologia extinguiu os erros por completo. As respostas trazidas por essas ferramentas devem ser interpretadas e as mudanças aplicadas por profissionais qualificados e capacitados na função.

Nesse sentido, conhecer os principais erros de People Analytics é fundamental para que os mesmos possam ser evitados, aprimorando a gestão a de pessoas da empresa e a atuação do gestor de RH.

Afinal, a experiência em operar esses softwares e principalmente lidar com as respostas produzidas por ele é uma forma de agregar valor à organização e potencializar o próprio currículo como profissional de gestão em pessoas.

Aproveite e aprofunde o tema com o curso People Analytics da Gupy Academy:

HubSpot Video

Os 5 principais erros cometidos no uso do People Analytics

Ter pro atividade na área de RH, reconhecendo e corrigindo problemas antes que eles se tornem problemas sérios, pode poupar inúmeras dores de cabeça.

Além disso, ajuda a proteger sua empresa e a sua imagem como profissional. Afinal, se sua gestão de RH tem a responsabilidade de sugerir as melhores decisões, também é importante para a sua atuação que elas sejam acertadas.

Por isso, chegou a hora de conhecer os 5 principais erros no People Analytics e os caminhos para evitar cada um deles.

1. Não preparar os dados corretamente

A inserção de um número errado pode alterar toda a análise. Por isso, é muito importante preparar os dados dos colaboradores antes de inserir na ferramenta.

Como um pequeno erro pode levar a um resultado totalmente diferente e bem longe da realidade, você deve ser muito específico sobre as variáveis ​​e a origem dessas informações.

Usando um exemplo bastante simples, vamos supor que você queira estabelecer o perfil dos colaboradores iniciando pela idade. Portanto, é necessário que esses números estejam atualizados.

2. Falta de objetivos na hora de coletar dados

O People Analytics e o Big Data funcionam a partir da coleta de informações vindas de diversas fontes. No entanto, nada disso será útil se você não tiver um objetivo para esses dados.

Bons profissionais devem ter clareza sobre suas reais intenções ao processar a extrair dados. Ou seja, é preciso estar certo sobre as perguntas que se deve fazer para obter as respostas necessárias. 

O People Analytics é uma ferramenta muito útil para resolver problemas reais e específicos, assim, é importante estabelecer metas e conhecer aonde se quer chegar.

Por exemplo, é possível avaliar as características dos colaboradores em busca de promover um aumento no desempenho das equipes.

3. Ignorar os riscos legais

Todo processo que envolve dados pessoais deve respeitar a legislação. Não seria diferente em relação às informações dos colaboradores, utilizadas tanto para benefício dos resultados da empresa, como para que os próprios profissionais possam receber vantagens mais adequadas ao seu perfil.

Esse não é só um erro do People Analytics, mas relacionados a dados pessoais em geral. Para evitar problemas com a lei, é preciso conhecer o que ela diz e deixar que os colaboradores saibam que você está disposto a cumprir a sua parte em relação à privacidade.

4. Não ter uma equipe qualificada para interpretar os dados

O People Analytics é uma ferramenta de Inteligência Artificial, o que não significa que a mão-de-obra humana deve ser totalmente descartada no processo. Muito pelo contrário, é preciso contar com profissionais que saibam interpretar os resultados.

Ao mesmo tempo em que é necessário entender sobre o aspecto mais humanizado do negócio, como os benefícios que podem ser oferecidos para aumentar a retenção de talentos, também é necessário pensar pelo lado comercial.

Afinal, uma gestão em pessoas bem feita é fundamental para que uma empresa possa atingir bons resultados. Por isso, mesmo com a ajuda de ferramentas tecnológicas, a equipe deve estar bem preparada para utilizar essas respostas da melhor forma.

Aproveite e entenda como a I.A tem atuação decisiva no RH para otimizar processos:

Banner do talk "Inteligência Artificial no RH", com um botão escrito "assista o talk online"

5. Ir com muita sede ao pote

Um dos maiores erros cometidos por quem começa a utilizar o People Analytics é ir com muita sede ao pote e tentar resolver todos os problemas da empresa de uma só vez. Essa postura pode comprometer os dados e induzir aos outros erros que listamos até aqui.

A análise de dados otimiza o tempo para a realização de alguns processos e reduz custos, mas isso não acontece de um dia para o outro. Exige estudo, planejamento e análise para que a interpretação seja correta e o recurso realmente traga segurança para os processos.

Aos poucos, conforme os primeiros resultados forem saindo, é possível aumentar a velocidade e o volume de informações avaliadas. No entanto, é preciso ter calma no início.

O crescimento do People Analytics

De acordo com o Grupo de Apoio à Inovação e Aprendizagem Organizacional (GAIA), o Brasil é um dos países que mais utiliza a ferramenta.

Uma pesquisa considerando mais de 140 países indicou que o People Analytics é um dos recursos mais importantes para os brasileiros, segundo 85% dos gestores entrevistados.

A popularização dessa tecnologia e a oferta de dezenas de softwares que prometem usar esses princípios no aperfeiçoamento da rotina do RH também fez com que surgissem cursos para treinar os profissionais, diminuindo os possíveis erros de People Analytics nos processos da empresa.

A importância da análise de dados para o RH

Processos orientados por dados são importantes porque transformam fatos que podem ser baseados em meras opiniões ou julgamentos em informações importantes e bem estruturados.

Mais ou menos como acontece com pesquisas científicas que comprovam um fato importante para a sociedade no geral.

No contexto corporativo, o People Analytics utiliza dados sobre pessoas, transformando a gestão de Recursos Humanos em uma peça fundamental para a sobrevivência do negócio. Isso porque a ferramenta aumenta os acertos relacionados aos colaboradores, como a seleção de pessoas, concessão de benefícios e os planos de carreira.

Portanto, podemos definir a importância da análise de dados como um mecanismo crucial para que os processos da empresa possam fluir de maneira mais rápida e eficiente.

Quanto os erros diminuem e os acertos aumentam, as organizações ganham em economia de recursos valiosos para a sua sustentabilidade, como tempo e dinheiro. Também se posicionam melhor no mercado e atingem resultados cada vez mais satisfatórios.

Como desenvolver o uso do People Analytics

Além de contar com um software adequado, é necessário que o gestor desenvolva algumas habilidades para o uso correto do People Analytics, evitando seus erros.

É preciso investir tanto na formação voltada a esse recurso, como em áreas que estejam relacionadas ao desempenho de funções analíticas e geralmente estão relacionadas a matemática, estatística e tecnologia. Ou seja, é necessário combinar os aspectos tradicionais do com algumas dessas habilidades.

A cultura da empresa também deve acompanhar essas mudanças e ser receptiva ao uso do People Analytics e outras ferramentas de Inteligência Artificial.

É importante que profissional e empresa estejam alinhados às mudanças promovidas pela tecnologia. Do contrário, pode começar a perder espaço para a concorrência e prejudicar a imagem como marca empregadora.

Conclusão

Como você pôde perceber, conhecer a saber como driblar os principais erros de People Analytics é uma vantagem para o negócio como para o profissional. Quanto mais a empresa for receptiva aos avanços tecnológicos e maior for o domínio da sua equipe sobre eles, mais expressivos e positivos serão os resultados.

Paralelo a isso, o gestor de RH estará preparado para uma atuação de qualidade em qualquer segmento do mercado. Os profissionais podem ficar mais tranquilos quanto a sua contratação, já que a tendência é encontrar organizações alinhadas ao seu perfil.

Gostou do conteúdo e quer ir além? Então corra para baixar nosso livro digital sobre People analytics e entender as complexidades deste tema! 

Banner do ebook "People Analytics: um guia para transformar a gestão de pessoas", com um botão escrito "baixe o e-book"
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →