Offboarding: melhores práticas para uma boa experiência do colaborador


2 minutos de leitura

Realizar o desligamento de um colaborador nunca é uma tarefa fácil ou prazerosa. Por isso, esse processo conhecido como offboarding deve ser bem estruturado, de modo a proporcionar a melhor experiência possível para o funcionário que está “deixando o barco”, por assim dizer.

Essa prática evita litígios desnecessários, conflitos ocasionais, a perda de informações e um furo bem ruim na sua rede de contatos. Afinal, nem sempre demitir uma pessoa quer dizer fechar as portas para ela no futuro, certo? Veja, então, algumas dicas para deixar esse procedimento mais suave para você e toda a sua equipe. Entenda como fazer!

Estabeleça os procedimentos formais para o offboarding

Assim como acontece no processo de recrutamento, o offboarding também precisa de um protocolo. Nesse momento mais delicado, quanto mais impessoal e respeitoso ele for, melhor será a experiência do colaborador.

É importante que o funcionário não associe o processo de demissão apenas com a pessoa que lhe dá a notícia. Por isso, é interessante dividi-lo em etapas bem definidas e criar uma estrutura fixa, bem como capacitar a equipe para executá-la.

Realize uma entrevista de desligamento eficiente

Não existe uma maneira fácil de dar uma notícia de desligamento, e por isso, criar um protocolo eficiente para a entrevista é essencial. Isso evita atritos, afasta os ruídos e não traz estresse à toa. Além disso, esse momento pode ser bastante útil para o desenvolvimento da empresa. Nele você pode se abrir para receber sugestões e feedbacks realistas sobre a organização.

Portanto, pense nos seus objetivos para a entrevista e se certifique de que a equipe está capacitada para a iniciativa. Afinal, é possível que o colaborador se exalte, questione motivos ou se emocione demais, por exemplo.

Peça indicações de pessoas que poderia ser interessantes para a vaga  

Em alguns casos, o processo de offboarding pode ter início por iniciativa do próprio colaborador. Se ele teve um bom relacionamento com a empresa durante o vínculo, nada mais natural do que pedir uma indicação para a vaga que está deixando.

Se a experiência do colaborador for positiva, ele terá o desejo de recomendar alguém à sua altura para a equipe. Além disso, essa atitude demonstra que você tem respeito e consideração pela sua opinião, o que pode ser muito proveitoso para a captação de talentos.

Dê suporte para o colaborador

Em alguns casos, o desligamento pode ser bastante estressante para o colaborador. Por isso, é importante que a empresa lhe ofereça todo o suporte possível. Para isso, crie um cronograma para o fornecimento de toda a documentação e preste informações claras sobre seus direitos e todas as atitudes necessárias para a sua liberação.

Se algo der errado ou se ainda assim restarem algumas dúvidas, mostre-se disponível para esclarecê-las e auxiliar o indivíduo no que precisar.

Embora muitas empresas negligenciem o processo de offboarding, ele é tão importante quanto qualquer outro na relação com os colaboradores. Portanto, planeje ações e dedique esforços para aprimorar esse momento.

Nova call to action
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →