Processos seletivos digitais: Por que eles são mais humanizados?

Entre as tendências de RH para 2019, está o uso de inteligência artificial nos processos seletivos digitais.

Como não é novidade, o mercado tradicional precisa diariamente se adaptar ao avanço tecnológico dentro da era digital, e a reinvenção de trabalhos comuns tem se tornado cada vez mais corriqueira na atualidade.

Nesse sentido, os métodos de recrutamento e seleção nas empresas também passaram por essa transformação.

Mas como entender essa mudança? nesse artigo você vai ver:

  • Como funcionam esses processos digitais;
  • Por que eles criam uma experiência mais humanizada entre empresa e candidato;
  • Quais vantagens esse método de recrutamento tem a oferecer para os dois lados.

Como funcionam os processos seletivos digitais?

Um processo seletivo, para ser efetivo, precisa contar com as fases de planejamento, execução, verificação e, por fim, a ação. O uso da tecnologia veio para facilitar e agilizar tais etapas.

Softwares modernos e plataformas especializadas são usados para captar os candidatos interessados em preencher as vagas disponíveis, ajudando a selecionar as pessoas mais compatíveis com as vagas em menos tempo.

Dessa forma, as empresas adquirem um leque maior de opções para uma seleção mais otimizada. A inteligência artificial por trás desses softwares faz essa triagem inicial através de algoritmos, dispensando o tempo gasto com leitura de currículos.

Assim, o volume de trabalho do RH diminui e torna-se mais eficiente, uma vez que esse recurso agiliza os testes de aptidão e possibilita a realização de entrevistas online por exemplo.

Leia também:
-Recrutamento inteligente para gestores: Como a Gupy me ajuda?
-4 custos exorbitantes da má contratação

Por que processos digitais são mais humanizados?

Para responder melhor essa pergunta, é importante compreender três pontos importantes que, juntos, fazem do processo digital mais humanizado. Veja a seguir:

Tempo de qualidade para o recrutador

Imagem do tempo, representando as vantagens do processo seletivo digitalO processo seletivo manual envolve currículos e etapas presenciais que demandam muito tempo e energia dos envolvidos, deixando o processo lento e cansativo para os dois lados.

Nesse caso, fazer com que o tempo gasto pelo recrutador seja de qualidade, é muito relevante para um processo bem sucedido.

Imagine a seguinte situação: Uma empresa que deseja encontrar um novo funcionário e abre um processo seletivo para encontrar essa pessoa.

Com o processo iniciado, cerca de 200 currículos são recebidos. Como avaliar cada um desses currículos sem um processo digital?

O profissional de RH não tem como dar a devida atenção para tantas pessoas. Dessa forma, acaba tendo que olhar de maneira generalizada para fazer uma pré-seleção de candidatos para a etapa seguinte. Assim, é provável que haja uma baixa eficiência desse processo inicial.

Contudo, selecionar os perfis compatíveis com os pré-requisitos exigidos para o processos, em meio a todas as candidaturas recebidas, torna-se uma tarefa mais fácil e segura para o time de RH quando se pode contar com um banco de dados capaz de afunilar esses perfis; como ocorre nos processos seletivos digitais.

Os recrutadores gastam bem menos tempo nas etapas iniciais dos processos seletivos, que são mais mecânicas independente da aplicação ou não de ferramentas digitais e de IA.

Assim, o processo se torna mais humanizado na medida em que o recrutador gasta mais tempo e atenção com os candidatos que efetivamente tem mais chances de serem contratados.

Pessoa certa no lugar certo

Imagem da escolha da pessoa certa, representando as vantagens do processo seletivo digitalA humanização exige que nas etapas de um processo seletivo, as metodologias utilizadas sejam capazes de fazer uma boa avaliação da compatibilidade dos candidatos não somente com a vaga e suas necessidades técnicas, mas também com o perfil comportamental do profissional para com a empresa.

Dessa forma, quando se pode garantir maiores chances de afinidade entre o perfil do candidato e o perfil da empresa (possibilitado pela padronização dos processos quando o que é avaliado são as habilidades e competências do candidato), diminui-se a incidência de erros e insatisfação com a organização; o que faz a experiência mais humanizada e ética.

Softwares de recrutamento e seleção como a Gupy, por exemplo, oferecem esse tipo de sistema onde as empresas podem gerir suas vagas e banco de candidatos e currículos, além de fazer uma seleção mais segura através de testes e cruzamento de dados para garantir a compatibilidade entre empresa e candidato.

Sendo assim, torna-se mais fácil para o profissional de RH poder focar nos perfis mais compatíveis com a organização, uma vez que todas as informações e testes de cada candidato são exibidos em forma de ranking.

Feedback para os candidatos

Imagem do feedback do candidato, representando as vantagens do processo seletivo digitalA humanização é reflexo do aperfeiçoamento das aptidões durante a evolução humana; o atendimento humanizado é um ponto forte de satisfação, tendo como elementos a empatia e a interação, capazes de estabelecer vínculos e criar condições melhores e mais benevolentes para candidatos e empresas no processo seletivo.

Um dos pontos que os candidatos mais se frustram é sobre a falta de feedback (principalmente o feedback negativo) das empresas. Parte fundamental de um tratamento humanizado está em dar uma resposta aos candidatos de um processo seletivo.

Sem uma plataforma digital, dentro de um processo que recebe 300 candidaturas por exemplo, os candidatos que não forem selecionados ficam sem um feedback e passam por uma experiência do candidato negativa- Coisa que não aconteceria através do digital, onde esse retorno aos usuários é possível de forma prática.

Em resumo, humanizar processos é dar feedback para quem não tem compatibilidade com a vaga e/ou empresa, e dar mais atenção para quem tem alta compatibilidade.

Precisa dar feedback no seu processo seletivo e responder os candidatos, mas não sabe como? Baixe agora este super material, com todos os tipos de resposta e melhore a experiência do seu recrutamento!

Banner do ebook "Feedback ao candidato: 14 modelos para você usar no seu recrutamento", com um botão escrito "baixe o e-book"

Quais são as principais vantagens desses processos?

Depois de entender melhor como funcionam os processos seletivos digitais e por que eles podem ser a melhor escolha na hora de contratar um novo funcionário, para não restar dúvidas, é hora de listar as 5 principais vantagens que esse tipo de processo pode oferecer:

  • Banco de currículos sempre atualizado;
  • Perfis de candidatos compatíveis com as vagas;
  • Praticidade no gerenciamento de vagas;
  • Poder de alcance maior;
  • Feedback para os candidatos

Aumento da produtividade

Em união aos itens listados é possível concluir como o recrutamento digital, além de ser mais humanizado, também contribui para o aumento da produtividade do setor de recursos humanos, eliminando tarefas exaustivas e possibilitando mais rapidez e chances de sucesso em processos seletivos.

Agora que você viu todas as vantagens de ter um processo seletivo digital, que tal conhecer mais sobre o recrutamento e seleção inteligente? Também não deixe de se inscrever em nossa newsletter e ficar atualizado das últimas tendências e o futuro do RH!

Gaia representando a migração do recrutamento e seleção para o mundo digital e, ao lado, está escrito "Software de recrutamento e seleção | centralize todas as suas vagas, candidatos e sistemas em um único lugar", com um botão escrito "saiba mais"

Inscreva-se na nossa Newsletter

Banner do ebook "Manual de criação do 'trabalhe conosco': a receita para a página de carreiras épica", com um botão escrito "baixe nosso e-book"
Banner do ebook "Curso intensivo de recrutamento e seleção para alta performance 2.0 | Agora com certificado", com um botão escrito "inscreva-se"
Banner do ebook "Diagnóstico de recrutamento e seleção: descubra e melhore a maturidade dos seus processos", com um botão escrito "conferir agora"
Painel de Indicadores de Recrutamento e Seleção Planilha Custo do Recrutamento e Seleção
Bruna Guimarães | GUPY

Bruna Guimarães | GUPY

Formada em Administração de Empresas pela UFRRJ e com MBA executivo pela Coppead UFRJ, é COO & Co-founder da GUPY. Bruna é especialista em recrutamento e seleção e entende com profundidade as dores dessa área. Construiu sua carreira em uma grande multinacional onde era responsável pelo recrutamento de toda a organização através da sua paixão por RH, pessoas e foco em resultado.