Perennials: quem são e por que sua empresa precisa deles?


5 minutos de leitura

A maioria das pessoas já ouviu falar na diferenciação de gerações e termos como geração Y, boomers, millennials. Mas você conhece o termo perennials?

Durante toda a História, pesquisadores utilizaram a nomenclatura e diferenciação de gerações como uma forma de classificar cada período histórico. Eram levados em consideração: experiências, mudanças sociais e comportamentais, mudanças econômicas, inovações tecnológicas, entre vários outros aspectos.

Essa diferenciação de gerações ajuda os pesquisadores a classificar e entender melhor cada período histórico de acordo com seus principais eventos e inovações tecnológicas. Isso faz compreender como a população que cresceu em cada época pensa em nossa sociedade. 

Neste texto, você vai ver:

  • a ideia de classificar as gerações;
  • a diferença da geração perene para as demais;
  • o surgimento dos perennials;
  • o comportamento dos perennials;
  • as necessidades do mercado;
  • a busca do mercado de trabalho por inclusão.

Portanto, continue a leitura para saber mais sobre o assunto!

A ideia de classificar as gerações

Até então, as pessoas eram classificadas como millennials, baby boomers e geração X. E não só rotuladas assim de forma genérica, já que todos nós nos identificamos com alguma delas em, pelo menos, algum aspecto.

Como um contraponto àquelas gerações, vale ressaltar o grupo perennial, que você provavelmente ainda não conhece ou, se sim, talvez não consiga identificá-lo ainda.

Os perennials, ou perenes, em português, se referem aos indivíduos que levam um estilo de vida que inclui gostos e hábitos de várias faixas etárias diferentes, construindo sua personalidade de acordo com isso.

A geração perennial é formada por pessoas de qualquer idade, que são atualizadas em relação à tecnologia e fazem parte dos diversos tipos de ambientes, mantendo amizades com indivíduos de qualquer idade.

As diferenças entre a geração perene e as demais

Diferentemente das gerações dos millennials (nascidos entre 1980 e 1995) e da geração Y, que estão acima dos 40 anos, os perennials buscam viver as experiências próprias de cada geração.

Eles têm uma postura inerentemente atemporal, não se importam com diferenças e querem aproveitar o melhor da vida!

O surgimento da geração dos perennials

Gina Pell, uma diretora criativa e empreendedora da área de tecnologia, batizou como perennial a geração de pessoas que buscam a aprendizagem e o contato com pessoas de faixas etárias diferentes. Não por um motivo específico, mas porque elas simplesmente não se importam com a idade das pessoas ao seu redor.

A alcunha despontou ao final de 2016, em uma matéria da revista Fast Company. A partir daí, o termo ficou rapidamente popular, marcando presença em várias outras publicações.

Perennial é um neologismo, um termo novo, e estou aqui para apresentar esse novo termo para vocês hoje” — disse Gina Pell. Uma característica importante para se considerar perennial é, acima de tudo, ter determinada mentalidade, forma de agir, pensar e se relacionar.

Gina Pell explica como o termo, em certo sentido, é uma resposta a divisões ou grupos geracionais — os millennials, por exemplo —, mas também tenta romper com a ideia de categorizar cada geração em primeiro lugar.

São pessoas de diversas idades, sem faixa etária definida, com algo em comum: elas vivem o presente. Informam-se sobre o que se passa no mundo, principalmente na tecnologia e no desenvolvimento de inovações.

De acordo com Gina, o estilo de vida dos perenes é uma mistura de todas as gerações e seus hábitos. Os perennials permanecem em constante evolução e aprendizagem, colaborando uns com os outros e sendo completamente “loucos” pelo que fazem.

O comportamento dos perennials

Os perennials têm uma grande capacidade de influenciar as demais pessoas ao seu redor. Nossas relações sociais normalmente são construídas por interesses em comum ou qualquer outro tipo de proximidade. No caso dos perennials, isso não é uma regra.

Diferentes das outras gerações, os perenes são caracterizados por meio da identificação social, das relações sociais oriundas da internet e da tecnologia e da busca por informações nesse meio.

Eles são de todas as idades, de diferentes interesses, raças e gêneros, mas todos eles têm essa inclinação criativa e natureza curiosa em comum — e isso é muito poderoso!

As necessidades do mercado

Os perennials são pessoas que aproveitam a vida de uma forma diferente. Elas gostam de aprender, ter novas experiências e conhecimentos e se relacionar com pessoas de variadas faixas etárias. Elas entendem que a idade não é um fator limitante.

Desde a infância e além, os perennials se envolvem, permanecem curiosos, orientam os outros, são apaixonados, compassivos, criativos, confiantes, colaborativos, têm mentalidade global e assumem riscos por um bem maior.

Pessoas com essas características agradam muito os recrutadores. Quando encontramos indivíduos que conseguem dar-se bem com todos, eles podem ter um maior contato com outros funcionários de idades e personalidades diferentes.

Manter um bom relacionamento profissional com toda a equipe é uma grande qualidade e que muitos profissionais ainda não têm. Precisamos estar atentos a todas as gerações, de modo que um millennial que chega com uma nova ideia tenha tanta validade quanto alguém mais velho.

Para fornecer um conteúdo significativo, os líderes de equipe precisam de uma visão completa das necessidades e aspirações dos colegas. Os perennials agregam valor a uma força de trabalho diversificada em termos de experiência, liderança e pura experiência de vida.

A busca do mercado de trabalho por inclusão

Inclusão é a palavra do momento no mercado de trabalho. As empresas têm buscado admitir e incluir pessoas de diferentes tribos em suas equipes — e isso, logicamente, tem um motivo.

Pessoas que pensam diferente podem ajudar muito em momentos de tomadas de decisões. Em um cenário de mistura entre gerações e estimativa de vida alta, é possível que tenhamos ainda uma quarta geração de pessoas!

O mundo precisa de pessoas animadas, radiantes, produtivas, com maturidade para levar a equipe consigo e construir coisas grandes, com saúde física e mental.

A geração de perenes diferencia-se das demais pela vontade de aproveitar o momento, ousar, viver e aprender coisas novas diariamente, assumir situações de risco, errar e aprender com os erros, estar preparado para frustrações e atrasos em sua caminhada.

Perennials carregam um espírito jovem e animado, mostrando-se produtivos em sua rotina de trabalho, independentemente do que acontece no dia.

O mercado de trabalho, cada vez mais dinâmico, precisa de pessoas com as características dos perennials. Ao que parece, no futuro, pessoas que agem como os perenes terão mais espaço nas vagas de liderança em grandes empresas.

Nova call to action
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →