A evolução do uso de tecnologia no RH

Contratar novos colaboradores de forma inteligente e eficaz é um dos maiores desafios de uma empresa. Portanto, é imprescindível o uso de tecnologia no RH para que os processos seletivos sejam eficientes e otimizados.

Realizar contratações certeiras é importante para garantir que os cargos sejam ocupados por profissionais aptos a desempenharem determinadas funções e que tragam benefícios para a organização. Além disso, os prejuízos causados por más admissões podem atrasar o desenvolvimento da empresa e representar custos adicionais.

Quer saber como evitar contratações ruins, entendendo como o uso de tecnologia no RH ajudou diversas empresas nos últimos anos? Continue a leitura!

Como ocorreu a evolução do uso de tecnologia no RH?

Para entrar no assunto, vale lembrar que o modo de selecionar e recrutar colaboradores para uma empresa evoluiu muito com as inovações tecnológicas e o surgimento de novas perspectivas de gestão de pessoas.

Inicialmente, os processos seletivos contemplavam apenas aspectos técnicos do cargo, de forma que a contratação considerava unicamente se o candidato tinha conhecimento e capacidade técnica de realizar suas funções.

Posteriormente, passaram a ser valorizados aspectos emocionais e intelectuais, assim como habilidades interpessoais e valores que se alinhem à cultura organizacional da empresa.

O uso de tecnologia no RH acompanhou essas transformações e trouxe vantagens que otimizaram o processo seletivo. Confira algumas tendências:

Rede de contatos

Uma boa rede de relacionamentos sempre foi importante para o crescimento profissional. Atualmente, esse princípio se mantém, mas foi atualizado com a ajuda de sites e redes sociais.

Tanto a empresa quanto os candidatos devem estar atentos à criação de uma boa rede de contatos. Isso pode ser feito em redes específicas para o mercado, como o LinkedIn, ou a partir de iniciativas da própria organização.

É importante ressaltar que, dependendo da área profissional, já existem diversos sites com fortes comunidades em que há interação de profissionais, troca de conhecimentos e experiências.

Aproveitando essas redes de contato, fica muito mais fácil para o RH encontrar mais e melhores candidatos para suas vagas. O uso de indicação e a validação de outros conhecidos já podem contar como bons indicadores na hora de selecionar.

Monitoramento online

Como ressaltado anteriormente, apenas capacidade técnica não revela se uma pessoa é adequada ou não para um cargo. Por isso, é fundamental buscar conhecer o perfil de cada profissional.

Por meio de um monitoramento online, realizando buscas e cruzando dados, é possível saber através da internet o perfil de um candidato e o comportamento apresentado por ele. Assim, pode-se assegurar que os valores do futuro selecionado não entrem em contradição com a cultura organizacional da empresa e seus princípios.

Participação em redes sociais

Logo Facebook Há muitas empresas que já recorrem às redes sociais para recrutamentos. O que muitas instituições ainda não fazem é participar ativamente das redes sociais, não somente em casos de seleções.

Logo LinkedinAo consolidar uma presença real nas redes, uma empresa consegue atrair o tipo de profissional que deseja, gerando engajamento e fortalecendo a rede de contatos da instituição.

Logo YouTubePara isso, pode-se criar uma página cor proativa (ou perfil, dependendo da rede) para a organização. É fundamental que a página tenha um conteúdo adequado e coerente com sua cultura, além de atraente para os profissionais.

Uso de softwares especializados

Uma das grandes evoluções do uso de tecnologia no RH foi a utilização de softwares especializados. Existem diversas opções no mercado para todas as áreas do RH, cada uma atendendo a necessidades específicas.

O uso de softwares auxilia a trazer mais organização e monitoramento das atividades realizadas pelo RH, além de gerar muito mais precisão nas atividades. Os sistemas se baseiam em análises de dados, por isso, podem trazer uma visão não enviesada, o que ajuda a deixar as decisões do RH menos subjetivas e mais embasadas.

Quais tecnologias já estão disponíveis?

Algumas tecnologias que tornam os processos mais eficientes e que estão sendo grandes aliadas dos gestores de recursos humanos são:

Cloud Computing

Também conhecido como computação na nuvem, é um processo que usa a capacidade de armazenamento dos computadores, a memória e servidores interligados por meio da Internet. Ou seja, os dados passam a ser guardados em um servidor fora da empresa, podendo ser acessados de qualquer aparelho que tenha conexão.

Além disso, trata-se de um processo bastante funcional, visto que o usuário não precisa ter preocupação em relação à estrutura do armazenamento — como as configurações de hardware ou a quantidade de servidores que são utilizados.

Big Data

Uma ferramenta muito eficaz de inteligência artificial, o Big Data cria, armazena e faz análise de uma imensa quantidade de dados coletados por meio da Internet. Tais dados podem ser organizados — dados numéricos — ou não organizados — e-mails, transações financeiras, áudios, etc.

Entretanto, é preciso ressaltar que a principal relevância dessa ferramenta não está na quantidade de dados, mas na maneira como eles serão usados pela empresa e pela equipe de gestão de recursos humanos.

Enfim, o Big Data é um sistema que permite fazer análise de dados das mais variadas fontes e, com isso, otimiza as tarefas, com redução de custos, visto que é possível identificar os problemas praticamente em tempo real e agir para corrigi-los imediatamente.

Mapeamento de perfil comportamental

Um software que permite fazer um mapeamento do perfil comportamental de todos os profissionais, sem contar na possibilidade de monitorar o desempenho deles.

Quando tal monitoramento é feito de maneira rápida, a empresa consegue analisar quem são os candidatos que se adequam a sua cultura organizacional. Assim, conseguem direcioná-los para a função que melhor se alinha ao seu perfil.

Os benefícios desse software são: aumento da produtividade e redução do custo dos processos seletivos e de tempo para efetivar uma contratação.

Como a tecnologia pode potencializar o setor de RH?

Muitas atividades já precisam de novas tecnologias, como a busca global por talentos. Assim, é interessante que a área de RH estabeleça o mesmo ritmo dos avanços da tecnologia, pois, dessa forma, ela vai garantir que as equipes estejam verdadeiramente conectadas.

As soluções que já estão prontas para o uso acabam auxiliando o RH desde o recrutamento de funcionários até um grande conjunto de vantagens, as quais facilitam o trabalho burocrático de todos os dias, como solução para gestão de frequência, folha de pagamento, entre outras.

Ao utilizar as várias tecnologias para terceirizar parte do trabalho e aumentar a eficiência, os profissionais poderão partir para uma gestão mais estratégica do setor, contando com análises mais específicas.

Acompanhar a evolução tecnológica faz com que as empresas automatizem seus inúmeros processos, garantindo, assim, ganhos de produtividade significativos.

Quais os benefícios de se aderir às tecnologias?

As novas tecnologias, quando aplicadas de maneira eficaz no setor de RH, garantem mais produtividade e agilidade nos processos de gestão de pessoas. Veja algumas das inúmeras vantagens de aderir a elas:

Automatização de tarefas

As tecnologias vão eliminar atividades manuais e planilhas e reduzir a possibilidade de falhas. Além disso, elas tornarão o cadastramento de atividades mais rápido, como inserção da trilha de carreira, avaliação de desempenho etc.

Mensuração de resultados

Quando há a presença de tecnologia, a empresa consegue medir o ROI (Retorno Sobre Investimento) com mais facilidade, além de analisar a relação entre custo e benefício com mais precisão. O mesmo ocorre na seleção e no recrutamento, pois, com o uso de sites e plataformas especializados na captação de talentos, é possível controlar a qualidade e a quantidade dos candidatos.

Simplificação das atividades

As ferramentas tecnológicas permitem o acesso aos programas de RH por meio de plataformas online de qualquer lugar do mundo. Com isso, é possível mobilizar toda a equipe a fim de simplificar as atividades em geral. Um bom exemplo é a entrevista por vídeo, que torna os processos mais ágeis, representando uma grande economia para a empresa.

Aceleração dos processos

Com a redução ou até mesmo a extinção de trâmites operacionais e planilhas manuais, as atividades ganham precisão e velocidade. Então, os profissionais se tornam mais produtivos, conseguindo respostas mais rápidas.

Otimização do tempo

Poder otimizar o que é tão valioso hoje em dia para as pessoas garante muita eficiência para um negócio. É por isso que resolver problemas, como contato por e-mails e entrevistas por vídeo, com o auxílio de recursos digitais é indispensável, já que possibilita mais tempo livre para a gestão estratégia do RH.

Redução de custos

Com o uso da tecnologia na gestão de Recursos Humanos, é possível realizar diversas atividades sem a necessidade de fazer reinvestimento a cada nova demanda. Além disso, com o uso de vídeos e sistemas online, consegue-se diminuir e até mesmo cortar os custos com treinamentos (locação de espaço e coffee break), além de hospedagem de equipes e deslocamento.

É fácil notar que a tecnologia, se usada corretamente, pode reduzir custos e auxiliar o setor de RH. As novas tendências para o uso de tecnologia no RH podem ajudar a aproximar os melhores candidatos e diminuir o tempo gasto nesse procedimento, desde que os recursos disponíveis sejam bem utilizados.

E aí, ficou interessado e quer potencializar o seu setor de RH com o uso da tecnologia? Então entre em contato conosco e confira os nossos serviços agora mesmo! Não deixe também de se inscrever na nossa newsletter aqui ao lado.

New Call-to-action

Inscreva-se na nossa Newsletter

Ebook: Como escolher as melhores perguntas para entrevistas de Candidatos
Painel de Indicadores de Recrutamento e Seleção Planilha Custo do Recrutamento e Seleção
Guilherme Dias | GUPY

Guilherme Dias | GUPY

Atua com Marketing e Growth sendo CMO & Co-founder na Gupy. Através de uma consultoria de business em que foi sócio, descobriu que adora otimizar processos, redesenhar soluções de gestão e trazer resultados mais agressivos para negócios. É curioso e apaixonado por Recursos Humanos, séries e gastronomia.