Absenteísmo e turnover: o que é, como calcular e diminuir

Absenteísmo e turnover são indicadores do total de faltas e atrasos dos colaboradores e a relação entre admissões e saídas de funcionários de uma empresa, respectivamente. Altas taxas em ambos produz impactos negativos para as organizações.


5 minutos de leitura

Geralmente, os casos têm origem em um mesmo problema. Assim, influenciam de maneira direta a produtividade do negócio, diminuindo a rentabilidade.

Assim como nas histórias em quadrinhos, em que os heróis precisam lutar para combater vilões, as empresas também devem acionar seus superpoderes. Ou melhor, "superestratégias".

Para que você elabore um plano de ação eficiente, preparamos um material que aborda os pontos mais relevantes sobre o absenteísmo e a rotatividade de pessoal. Você vai conhecer:

  • Qual a diferença entre turnover e absenteísmo?
  • Como calcular o absenteísmo e o turnover?
  • Como diminuir esses índices?
  • Por que os altos índices de absenteísmo e turnover prejudicam os negócios?

Vamos lá?

Qual a diferença entre turnover e absenteísmo?

Para que absenteísmo e turnover possam ser combatidos, o primeiro passo é compreender as diferenças entre os dois conceitos:

  • absenteísmo — período em que os colaboradores se ausentam do trabalho, seja por atrasos, seja por faltas;
  • turnover — é a rotatividade de pessoal, ou seja, o índice que revela quantos colaboradores são desligados pela empresa ou pedem demissão.

Em linhas gerais, o absenteísmo pode ser caracterizado por faltas injustificadas, problemas de saúde ou pessoais, imprevistos e até mesmo a indisciplina do profissional. O seu excesso pode levar à demissão, aumentando as taxas de rotatividade.

Atenção: é importante considerar que alguns obstáculos no clima organizacional também podem elevar o absenteísmo. Cobranças excessivas, metas intangíveis ou um ambiente regado a conflitos afetam a saúde mental dos indivíduos, diminuindo a vontade de se deslocar até a empresa para trabalhar.

Como calcular o absenteísmo e o turnover?

Decisões estratégicas devem ser tomadas com base em dados. Não seria diferente com absenteísmo e turnover.

Antes de investir na solução do problema, é preciso saber se a sua empresa está lidando com dragões ou moinhos de vento. Por isso, chegou a hora de conhecer a fórmula para calcular cada um deles.

Absenteísmo

A fórmula mais utilizada para o cálculo do absenteísmo é:

  • (quantidade média de colaboradores x total de dias úteis perdidos) ÷ (quantidade média de colaboradores x total de dias úteis) = absenteísmo.

Vamos a um exemplo prático? A sua empresa tem 100 colaboradores. Em um mês, 10 deles tiveram faltas e atrasos. Somando todos esses períodos, foram dois dias úteis perdidos.

Os gestores resolvem que vão analisar a taxa em uma avaliação mensal, cujo mês teve 22 dias úteis trabalhados. Assim, é feito o seguinte cálculo:

  • (100 colaboradores x 2 dias úteis perdidos) ÷ (100 colaboradores x 22 dias úteis)
  • 200 ÷ 2.200 = 0,090 ou 9% de absenteísmo.

O sonho de toda empresa é zerar esse resultado, uma tarefa quase impossível. Segundo dados publicados pela revista Exame, a média de absenteísmo no setor varejista oscila entre 7 e 10%

Turnover

Para fazer o cálculo correto do turnover, é necessário considerar três cenários:

  • admissões e desligamentos mensais, chamado de turnover geral;
  • total de desligamentos mensais ou turnover de desligados;
  • turnover de admissões, que revela quanto profissionais com menos de 6 meses de casa deixaram a empresa.

Assim, temos as seguintes formulas:

  • turnover geral = ([admissões mensais + desligamentos mensais] ÷ 2) ÷ total de colaboradores;
  • turnover de desligados = total de desligamentos mensais ÷ total de colaboradores;
  • turnover de admissões = total de desligamentos de profissionais com menos de 6 meses de casa ÷ total de funcionários.

Segundo a Fecomercio SP, quando o turnover geral está acima dos 5%, significa que a empresa deve ficar atenta, pois, está com a taxa bastante elevada.

Planilha custo de turnover

Como diminuir esses índices?

Ainda que os índices de absenteísmo e turnover sejam baixos, é preciso agir na prevenção do problema. Separamos 4 dicas valiosas que podem ser aplicadas tanto para se antecipar aos ataques do vilão como para a hora do combate. Confira!

1. Questione

Nos casos em que as taxas são elevadas, é preciso reconhecer se o problema está na empresa ou no colaborador. É importante que a empresa faça algumas reflexões:

  • quanto o turnover está custando para a minha empresa?
  • eu tenho controle sobre a taxa de rotatividade ou sou constantemente surpreendido com um pedido de demissão?
  • quais os colaboradores que sempre chegam atrasados?
  • quais os colaboradores que ficam trabalhando após o expediente com frequência?
  • há motivos conhecidos para atrasos frequentes?
  • qual a taxa de absenteísmo dos líderes de setor?

As respostas para esses perguntas ajudam a desenhar um caminho para resolver o problema. Por exemplo, você pode descobrir que as pessoas responsáveis pelo marketing chegam mais tarde e ficam por mais tempo.

Ao abordar esses profissionais, descobre que isso acontece por dois motivos:

  1. fornecedores e parceiros de negócio iniciam seu expediente mais tarde;
  2. os profissionais são mais produtivos e criativos no período da tarde e da noite.

Diante desse cenário, é possível considerar uma política de horários flexíveis ou home office. Assim, a tendência é diminuir o absenteísmo, aumentando a produtividade e a retenção desses talentos.

2. Faça uma pesquisa de clima organizacional

Além de se questionar, é importante saber qual a percepção dos colaboradores sobre o clima organizacional e as relações dentro da empresa. As pesquisas de clima revelam informações importantes, que podem ser convertidas em ideias inovadoras para aumentar a produtividade e a retenção de talentos.

Elabore perguntas que possam revelar se há conflitos entre os colegas de trabalho, erros de liderança, se faltam incentivos ou se as propostas da concorrência são mais atrativas em relação a cargos e salários.

3. Invista em recrutamento e seleção

Não há como negar que a escolha errada na hora de contratar pode aumentar os índices de turnover. Inclusive, você pôde conferir que há uma fórmula especialmente dedicada a descobrir o índice de rotatividade relacionado às contratações.

A tecnologia possibilita que esses processos sejam concluídos com máxima eficiência. Softwares de recrutamento e seleção fazem a triagem inteligente de currículos, selecionando candidatos que tenham o perfil compatível com a vaga e com a cultura da empresa.

Depois, acompanham todo o processo, garantindo que o profissional contratado seja o que está mais alinhado a função desempenhada e ao negócio. A satisfação favorece o engajamento e a retenção, aumentando o bem-estar e diminuindo o absenteísmo.

4. Foco na motivação

Motivar os colaboradores deve fazer parte da cultura do negócio. Indivíduos motivados produzem mais, adoecem menos e sentem menos necessidade de procurar outras oportunidades de trabalho.

Para isso, é necessário investir em políticas de incentivo e benefícios atraentes, que contemplem um bom plano de carreira e minimizem as propostas tentadoras da concorrência.

Reconhecer talentos é a chave para manter a sustentabilidade de um capital humano eficiente. Procure ver essas ações como incentivo, não como gastos.

Por que os altos índices de absenteísmo e turnover prejudicam os negócios?

Os índices de absenteísmo e turnover são muito importantes para definir a saúde de uma organização. Por isso, ignorar essas taxas pode trazer muitos problemas para a empresa.

Se de um lado, os colaboradores que se atrasam ou faltam constantemente sobrecarregam os setores, por outro, demissões geram encargos que afetam as contas do negócio. O equilíbrio é fundamental.

Por isso, trabalhar de forma preventiva e acompanhar esses números permite que as empresas possam se antecipar aos problemas e agir de forma estratégica. 

Para combater o inimigo, é importante estar um passo a frente dele. Fique de olho no absenteísmo e no turnover, siga nossas dicas e use as informações obtidas a favor da sua empresa!

Agora que você já sabe como diminuir, baixe também a nossa planilha gratuita e saiba quanto custa a taxa de turnover da sua empresa:

Planilha custo de turnover
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →