Descubra tudo sobre o big 5 e como ele pode revolucionar o processo de seleção

O que é a metodologia Big Five? Como ela pode me ajudar? O que faz um candidato ser o melhor para determinada vaga? Como descobrir os que mais se encaixam e ainda por cima diminuir a taxa de turnover?

Se você pensou em responder: “Testar os conhecimento práticos e fazer dinâmicas ”, você pode estar perdendo oportunidades de conhecer candidatos com potencial gigantesco já que não necessariamente Indivíduos inteligentes e academicamente competentes sejam os melhores para determinada função.

Fique tranquilo(a): Nós temos a resposta para tantas perguntas. Está na hora de você descobrir como avaliar candidatos utilizando a metodologia dos cinco grandes fatores.

Nesse artigo, você vai descobrir:

  • O que é o Modelo Big five e o que ele mede;
  • Por que ele é uma opção extraordinária para processos seletivo;
  • Outras aplicações para aumentar o seu sucesso;
  • A Parceria Gupy + Biz.u, que vai mudar o jeito como você recruta;
  • O case surpreendente que gerou uma redução de custos em 80%

O que é o modelo dos cinco grandes fatores?

Baseada na aplicação WorkPlace Big Five Profile, a metodologia Big 5 é a avaliação e interpretação de personalidade mais atual, confiável e versátil que existe no mercado.

Ela consegue detectar cinco dimensões de personalidade, enfatizando traços (e não tipos) individual do candidato. Esses traços, conhecidos como acrônimo OCEAN, são resumidos em:

ícone de um desenho representando o big 5 e o conceito de neuroticismoNecessidade de estabilidade ou neuroticismo

A medida em que alguém se preocupa ou o quanto facilmente se estressa, podendo ser resiliente (mais racional), reativo (mais suscetíveis) ou receptivo (um misto dos dois). 


ícone de um desenho representando o big 5 e o conceito de extroversãoExtroversão 

Qual o grau de tolerância para estímulos externos? Prefe mais pessoas ao seu redor ou trabalhar sozinho? Pode ser uma personalidade extrovertida, introvertida ou ambivertida.


ícone de um desenho representando o big 5 e o conceito de originalidadeOriginalidade 

Se refere ao nível de abertura para novas experiências, com uma grande diversidade de interesses. Um indivíduo pode ser mais preservador, explorador ou moderado.


ícone de um desenho representando o big 5 e o conceito de consolidaçãoConsolidação

O grau de esforço para trabalhar tarefas, metas e objetivos. Pode ser alguém flexível, equilibrado ou concentrado.


ícone de um desenho representando o big 5 e o conceito de AcomodaçãoAcomodação

Descreve se uma pessoa acaba se identificando com os outros e se pode não trabalhar em equipe. Pode ser negociador (um misto entre buscar atender as necessidades dos outros e as próprias), desafiador(mais competitivo) ou acomodador (mais subordinado a outros).

O Big 5 é independente um do outro, onde uma pessoa pode ser maior em alguns aspectos e menor em outros (ou entre eles).

Isso significa que existem diversas formas de interceptar a personalidade de uma pessoa (o que faz sentido - afinal, os seres humanos são complexos).

Que sub-traços de personalidade ele analisa?

'Quem é Você?'

Esta sim é uma resposta complexa. Há bilhões de seres humanos com bilhões de respostas, e cada um pode contar uma história diferente.

Embora com tanta coisa em comum- raça, religião, habilidades-, há uma coisa que nos torna únicos: a personalidade humana.

Para descrevê-la, é preciso de metáforas (que são teorias de personalidade) que apontam o elemento em comum entre os traços ou sub-traços. Realizada um questionário com linguagem orientado ao trabalho. 

Saiba que cada dimensão do Modelo dos Cinco Fatores é como um balde que carrega um conjunto de traços que tendem a se manifestar em conjunto.

Uma pessoa pode, por exemplo, ser baixa em extroversão, alta em originalidade e mediana em consolidação.

E é essa combinação que acaba fornecendo uma janela para sua disposição geral e potencialmente seu comportamento futuro.

Diferentes combinações de de traço podem indicar aptidão para um determinado tipo de cargo, uma força dos relacionamentos interpessoais e até mesmo a probabilidade de desenvolver problemas de saúde psicológica ou física.

Essa forma de análise é diferente da metodologia DISC e MBTI. Estas duas tratam, de maneira binária, os tipos de personalidade (Se você é introvertido ou extrovertido, por exemplo, julgador ou perceptivo).

No BigFive, você analisa traços  e faz a avaliação da personalidade. Portanto, nesse caso chegamos a um nível exato de grau (dentro de uma distribuição normal) da extroversão.

Uma observação: Pelo BigFive, a maioria da população se encontra no meio entre os dois, a ambiversão.

A medição acaba analisando:

Originalidade: Aqueles que pontuam alto para esta característica tendem a ter diversidade grande de interesses, gostar de tecnologia de ponta, assim como ideias estratégicas.  

Consolidação: Pessoas com valores altos nesta dimensão são descritas como organizadas, completas, táticas e eficientes. Esse fator acabou sendo um dos fatores mais eficazes na previsão do desempenho no trabalho e altamente relacionado à integridade.

Extroversão: Aqueles que são elevados nesta escala extraem sua energia de estar perto de outros, então eles tendem a ser mais sociáveis.

Acomodação: Os maiores pontuadores para essa característica geralmente confiam nos outros, são prestativos e compassivos.

A amabilidade é muitas vezes não relacionada ao desempenho no trabalho, mas está correlacionada positivamente com a formação de equipes e clima produtivo do grupo de trabalho.

No nível individual, a agradabilidade aumenta as chances de ser selecionado para um trabalho.

Necessidade de estabilidade: O teste de neuroticismo aponta que pessoas com pontuações altas para esse traço geralmente são confiantes e não tendem a se preocupar com frequência (isso pode ser testado como neuroticismo, caso em que os maiores pontuadores seriam propensos a preocupações e ansiedade).

Por que o questionário big five é uma ótima opção em processos seletivos?

Geralmente optamos pelo que parece certo e o que é coerente com nossas experiências anteriores.

A má notícia é que muitas vezes estamos errados, talvez por um nível excessivamente alto de confiança em nossos próprios processos.

Isso porque uma entrevista pode nos dar uma pista sobre a personalidade de um candidato e sobre seus traços de personalidade.

Mas o potencial para falsos positivos e negativos é alto, já que alguns falam melhor do que outros e dando uma certa impressão, enquanto outros não se apresentam com precisão devido ao nervosismo causado pela pressão de uma entrevista.

Ao usar o teste Big five, você pode encaixar melhor os candidatos e ter melhor fit cultural, fit com o perfil ideal da vaga e até mesmo com os colaboradores "Top Performers", possibilitando até uma melhoria no clima organizacional. 

Pois  entender os traços de personalidade adequados ao papel para o qual você está contratando é importante, mas o modo como as personalidades se encaixam também pode fazer uma grande diferença.

Assim, é possível ver o alinhamento das pessoas com a empresa e gerenciar a base não apenas por filtros técnicos, mas por personalidade

Pense em um trabalho que depende de fazer conexões em eventos de networking.

Alguém que é extrovertido vai prosperar e até mesmo desfrutar desse tipo de trabalho, mas alguém que é introvertido (ou seja, baixo em extroversão) não irá se encaixar tão bem.

E ainda nem consideramos o custo de turnover.

Você sabia que a contratação da pessoa errada pode chegar a R$ 150.000? E se for em uma posição de gestão intermediária, a média é de R$ 400.000. - um ROI negativo de 300%.

Com o uso dessa ferramenta, você pode adequar o candidato ao cargo, beneficiando o clima da sua empresa, reduzindo problemas com produtividade e desmotivação e criando grupos com sinergia e totalmente compatíveis.

Seus testes de recrutamento nunca mais serão os mesmos com essa metodologia!

Já que você quer estar a frente no mercado de trabalho, que tal saber como será o perfil do profissional do futuro? Confira aqui a palestra!

O futuro da força de trabalho

Quais são as outras aplicações do Big 5?

Team building e realocação interna

Com o Big Five é possível avaliar os perfis ideais das posições dentro da empresa, ou de um departamento específico, e as características de personalidade de todos os colaboradores e/ou pretendentes para as vagas.

Com o cruzamento dessas informações, o gestor de RH tem uma visão profunda de quem são as pessoas mais adequadas para estruturar determinada equipe.

E mais, consegue enxergar possíveis ajustes nos times e trabalhar a realocação interna de forma estratégica e humana.

Avaliação por competência

 Através de uma lista de competências, o profissional de RH pode avaliar com muita profundidade a personalidade de cada pessoa e ver quais competências energizam, ou drenam, o profissional.

É o conhecimento necessário para entender se a atividade que exerce profissionalmente é adequada às suas características pessoais, o porquê da performance estar alta ou baixa e que caminhos devem ser percorridos.

Lembrando que estas são apenas algumas das aplicações da metodologia dos cinco, podendo ser aplicada em diversas categorias dentro dos recursos humanos.

Aplicação Gupy + Biz.u

Imagem das marcas Gupy e Biz.u

A assertividade do recrutamento e seleção da Gupy, em conjunto com a Biz.u, proporciona ainda mais resultado para o seu processo seletivo.

Como funciona?

Sua empresa centraliza toda a operação de recrutamento e seleção na plataforma da Gupy. A Biz.u entra com o teste online de perfil comportamental, que deve ser preenchido pelo RH ou empresa, para que ele mostre o arquétipo da cultura e estilos de trabalho da organização.

O candidato, ao fazer o processo de recrutamento, também realiza o teste de perfil comportamental.

Baseado em todas essas informações, os algoritmos da Gupy utilizam People Analytics para identificar os candidatos mais adequados, enquanto que os indicadores da Biz.u identificam as personalidades que tem o fit cultural.

Juntos, eles ranqueam, do candidato mais compatível ao menos, para poder reduzir o seu esforço de triagem. Tudo isso também ajuda em futuras vagas, pois a Gupy aprende com os padrões e otimiza os próximos ranqueamentos.

Uma combinação de sucesso para a sua seleção!

O case surpreendente que gerou uma redução de custos em 40%

O combo Gupy + Biz.u trouxe resultados de otimização máxima. Nosso cliente do setor bancário procurava assertividade e aumento no processo de contratação, tendo entraves com a experiência do candidato.

Com a utilização do big five e o software Gupy, ele conseguiu:

  • Redução da duração do painel em 60%;
  • Experiência do candidato aumentou em 25%;
  • Custo do processo diminuiu em 41%
  • Houve uma redução de tempo em 57%;
  • Aumento da taxa de aprovação de entrevistados em 30%.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a metodologia Big Five? Então compartilhe nas redes sociais e faça com que outros também conheçam tudo sobre ela!

Imagem que mostra o robô da Gupy Entregando blocos para uma pessoa que está construindo um processo. Possui o texto: 'Software de Recrutamento e Seleção: Centralize todas as suas vagas, candidatos e sistemas em um único lugar' com botão de 'Saiba mais'

Inscreva-se na nossa Newsletter

Ebook: Como escolher as melhores perguntas para entrevistas de Candidatos
Painel de Indicadores de Recrutamento e Seleção Planilha Custo do Recrutamento e Seleção
Guilherme Dias | GUPY

Guilherme Dias | GUPY

Atua com Marketing e Growth sendo CMO & Co-founder na Gupy. Através de uma consultoria de business em que foi sócio, descobriu que adora otimizar processos, redesenhar soluções de gestão e trazer resultados mais agressivos para negócios. É curioso e apaixonado por Recursos Humanos, séries e gastronomia.