Como contratar as diferentes gerações no mercado de trabalho?


4 minutos de leitura

O comportamento das diferentes gerações no ambiente de trabalho apresenta distinções notáveis. Enquanto os Millennials têm uma incrível capacidade de adaptação, flexibilidade e multitarefa, a geração Z é mais focada em métodos específicos para realizar uma determinada função da melhor maneira possível. Já os baby boomers, priorizam organizações que ofereçam um sólido plano de carreira.

Em contrapartida, formas distintas de encarar uma mesma demanda cotidiana na empresa pode gerar conflitos e exigir medidas específicas para que se mantenha um clima organizacional saudável e produtivo. O que tem exigido uma perspectiva mais abrangente e diversificada nas políticas de recrutamento e seleção das empresas.

Por isso, preparamos este post para que você entenda quais são as diferentes gerações que fazem parte do mercado de trabalho atual, quais são suas características e quais as melhores práticas de contratação e gestão de pessoas neste sentido. Continue a leitura do artigo para saber mais sobre o assunto!

Neste artigo, você verá as seguintes informações:

  • Quais são as gerações existentes e suas características?
  • Como contratar as diferentes gerações?
  • 1. Conheça as diferentes gerações
  • 2. Descreva corretamente as vagas
  • 3. Promova treinamentos comportamentais corporativos
  • 4. Valorize os profissionais

Quais são as gerações existentes e suas características?

Cada geração do mercado de trabalho apresenta linguagens, comportamentos e características únicas. Veja a seguir quais os traços, conflitos e perfis profissionais dessas gerações.

Baby Boomers

Nascidos entre as décadas de 1940 e 1960, os Baby Boomers viverão em tempos muito diferentes do que os atuais. Fortemente caracterizados pelo conservadorismo e tradicionalismo, esses profissionais prezam pelo reconhecimento devido à sua longa experiência no mercado de trabalho e por estabilidade.

Geração X

Nascidos nos tempos politicamente conturbados entre as décadas de 1960 e 1980, a geração X foi a precursora do uso de tecnologia nos ambientes de trabalho, tanto, que é correto afirmarmos que esses profissionais presenciaram o nascimento da transformação digital.

Entre suas principais características, está a forte capacidade de se adaptar a novas políticas de trabalho e ferramentas e uma incrível fidelidade, visto que eles foram marcados pela insegurança de perder a estabilidade em seus empregos ao serem substituídos por recursos tecnológicos.

Geração Y

Mais conhecidos como Millennials, por terem presenciado a virada do milênio, a geração Y integra a maior parte dos consumidores ativos e profissionais que integram o mercado de trabalho atual.

Nascidos entre o final da década de 1980 e começo dos anos 2000, os Millennials vivenciaram a mudança do analógico para o digital ainda em suas infâncias. São profissionais fortemente marcados pelos avanços tecnológicos, por isso têm uma grande facilidade para lidarem com novas tecnologias.

Além disso, também são mais flexíveis, priorizam reconhecimento e trabalhos que lhes satisfaçam profissionalmente, são menos tradicionais e buscam objetivos ligados à construção de suas carreiras.

Geração Z

A geração Z abrange a uma demanda formada pelos mais novos profissionais que estão chegando ao mercado de trabalho. Nascidos entre o final dos anos 1990 e começo dos anos 2010, essas pessoas nunca vivenciaram um mundo sem tecnologia e facilidade de acesso à internet, por estão acostumados a fazer tudo no ambiente virtual, inclusive as interações sociais e de trabalho.

Banner divulgação material sobre 6 indicadores e métricas de diversidade e inclusão

Como contratar as diferentes gerações?

Agora que você já conhece as principais características das diferentes gerações que integram o mercado de trabalho atual, mostramos uma série de boas práticas sobre como estabelecer uma política de contratações fundamentada na diversidade.

Conheça as diferentes gerações

O primeiro passo para tornar os processos de recrutamento e seleção da empresa mais abrangentes, é conhecer as características comportamentais de cada geração diante do mercado de trabalho.

Conforme mostramos acima, os diferentes contextos presenciados em cada geração contribuíram de forma significativa na formação de suas personalidades profissionais, impactando na maneira como as pessoas lidam com as demandas cotidianas, seus princípios, sua inteligência emocional e seus objetivos.

Dessa forma, o departamento de Recursos Humanos tem o que precisa para proporcionar um clima organizacional muito mais positivo e produtivo e, é claro, um ambiente de trabalho diversificado.

Descreva corretamente as vagas

Cada geração que integra o mercado de trabalho atual tem planos e prioridades diferentes. Enquanto os boomers, por exemplo, preferem cargos mais estáveis devido à sua consistente experiência, a geração Z preza por um clima organizacional mais acolhedor e humanizado.

A melhor maneira de encurtar os processos seletivos e torná-los mais diretos é começar na descrição das vagas. Forneça informações transparentes sobre as políticas e valores da organização. Além disso, descreva tanto o que a empresa espera dos candidatos quanto o que os candidatos podem esperar da empresa.

Quanto mais detalhadas forem as informações a respeito das vagas, menores as chances do RH ter problemas com a contratação de profissionais de diferentes gerações do mercado de trabalho.

Promova treinamentos comportamentais corporativos

Em tempos de transformação digital, muito se fala sobre questões como humanização no ambiente de trabalho e positividade no clima organizacional das empresas. Saúde mental é uma pauta que se tornou muito popular, especialmente durante o período mais intenso de medidas de isolamento social devido à pandemia do Covid-19.

Dito isso, promover treinamentos comportamentais corporativos é uma medida válida não apenas para melhorar a convivência entre profissionais de diferentes gerações, mas também para fomentar a diversidade, o respeito e a colaboração dentro dos locais de trabalho das empresas.

Valorize os profissionais

Para mostrar que a organização valoriza seus ativos mais importantes, os recursos humanos, é preciso estabelecer políticas que abranjam aos interesses tanto da gerações mais antigas quanto das mais novas, como:

  • investimento em treinamentos, inovação e criatividade;
  • bonificações por desempenho;
  • planos de carreira;
  • benefícios que atendam às reais necessidades dos colaboradores.

A sensação de pertencimento e acolhimento por parte da empresa, traz segurança aos profissionais e impacta diretamente em sua produtividade e satisfação por pertencer à equipe de uma companhia com bons valores e ética de trabalho.

Para concluirmos, vale mencionar as soluções de diversidade nos processos de recrutamento e seleção oferecidas pela Gupy. Com a finalidade de alavancar a empregabilidade no Brasil, a Gupy criou uma ferramenta para abranger não somente pessoas de diferentes gerações, mas sim de todos os grupos de diversidade.

Quer saber mais sobre como funciona a solução de diversidade nos processos de recrutamento e seleção da Gupy? Então acesse nosso site para entender como sua empresa pode abranger aos mais diversos grupos de talentos do mercado de trabalho!

A Gupy criou a primeira e mais completa solução em diversidade para Recrutamento & Seleção do Brasil. Clique e conheça.
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →