O que são os algoritmos de ordenação no recrutamento

Garantir um processo de recrutamento e seleção cada vez mais ágil é fundamental para equipes de RH de todo tipo de empresa, e a Inteligência Artificial é uma grande aliada para assegurar isso. Para tornar essa velocidade possível, é preciso ter um bom ranqueamento de pessoas candidatas, o que acontece graças aos chamados algoritmos de ordenação. Saiba mais!


7 minutos de leitura

Na hora de dar mais agilidade e assertividade nos processos seletivos, a Inteligência Artificial baseada em algoritmos de ordenação é uma solução que traz ótimos resultados.

Ainda que a IA já seja amplamente utilizada no dia a dia das pessoas, quando o assunto é inserir esse tipo de tecnologia em áreas do mercado de trabalho, como o RH por exemplo, ainda existe um pouco de receio. 

No entanto, contar um recrutamento e seleção mais funcional, sem perder o fit cultural da empresa, é justamente o que a Inteligência Artificial se propõe a fazer. Ela vai entrar apenas como uma ferramenta, enquanto o seu time de RH vai tomar todas as decisões estratégicas ao longo do processo.

Mas como a IA consegue fazer o ranqueamento das pessoas candidatas de forma a garantir maior aderência a uma vaga? Esse é o papel dos algoritmos de ordenação que você vai conhecer melhor no artigo a seguir!

O que é Inteligência Artificial?

Por definição, Inteligência Artificial (IA) é a área da Ciência da Computação que tem como objetivo desenvolver tecnologias e dispositivos que conseguem simular a capacidade humana de raciocinar, tomar decisões, resolver problemas, entender padrões e perceber opções.

Ainda que seja uma solução cada vez mais utilizada em diferentes áreas do mercado de trabalho, a IA ainda provoca um certo receio, talvez até mesmo um certo tipo de preconceito. Isso acontece porque existe um medo que uma máquina possa substituir o trabalho humano. Mas a realidade é que a Inteligência Artificial vem para facilitar uma série de rotinas.

Um exemplo de como a IA já está inserida na vida das pessoas, inclusive no âmbito profissional, é a forma como funciona o sistema de preenchimento automático do campo de busca do Google. Isso é possível por meio de algoritmos que permitem que a Inteligência Artificial do Google aprenda gradualmente os termos de busca mais pesquisados pelos usuários. 

Dessa forma, é possível entender a Inteligência Artificial como uma tecnologia capaz de facilitar rotinas operacionais do dia a dia.

Vale ressaltar que as IAs também possuem uma capacidade de aprender por si próprias, mais ou menos como fazem os humanos. No entanto, esse aprendizado é gradual e depende de ações humanas realizadas de forma correta. 

Em termos menos técnicos, isso significa que sua equipe precisa ensinar o que a Inteligência Artificial vai analisar, de que forma irá interpretar esses dados e que tipo de decisões poderão ser tomadas.

Qual a diferença entre Inteligência Artificial, Machine Learning e Deep Learning?

Ainda que sejam termos em inglês, estão diretamente relacionados com o conceito de Inteligência Artificial e sua aplicação. Não se preocupe, apesar do estrangeirismo de ambas as expressões, vamos explicar o que cada uma delas significa:

Machine Learning

O Machine Learning é uma subárea da IA, que possibilita que computadores imitem o comportamento humano por meio do aprendizado gradual.

Deep Learning

Assim como o Machine Learning, o Deep Learning também é uma subárea da Inteligência Artificial, mas que por sua vez, tem foco na utilização de redes neurais para o aprendizado. 

Como deu para perceber, os dois conceitos fazem parte da maneira que uma Inteligência Artificial aprende novos comportamentos.

Leia também: Inteligência Artificial no Recrutamento e Seleção

Como funciona a Inteligência Artificial no recrutamento e seleção?

Com toda a facilidade que a Inteligência Artificial proporciona, não é de se estranhar que as empresas tenham passado a contar com essa tecnologia também em seus processos de recrutamento e seleção. E não é para menos: processos seletivos que têm a IA como reforço ganham muito mais agilidade e assertividade. Mas como isso funciona?

Na hora de facilitar a rotina do seu time de RH, a Inteligência Artificial é uma grande aliada principalmente na etapa de triagem de currículos

Quando uma vaga é aberta, não é incomum que a empresa receba uma grande quantidade de CVs de profissionais interessados na oportunidade de emprego. Em meio a tantas possibilidades, se a equipe de recrutadores parar para analisar manualmente cada currículo, o tempo de preenchimento da vaga vai aumentar consideravelmente — o que pode impactar negativamente a produtividade da empresa. Um exemplo prático disso é a seguinte conta: se cada recrutador olhar 50 currículos e levar 10 minutos para ler cada um, no fim terá investido 5 horas do dia.

Nesse sentido, a Inteligência Artificial entra para realizar essa etapa mais operacional, possibilitando que o time de RH tenha mais tempo e energia para conduzir as entrevistas e garantir um processo seletivo estratégico e bem-sucedido. 

A Gaia, IA da Gupy, por exemplo, tem a capacidade de fazer a análise de 1 milhão de currículos por segundo. Isso traz muito valor para o R&S da sua empresa, pois o recrutador perde o foco depois de muitos currículos lidos, porque o cérebro fica cansado, e então pode cometer muitos erros e deixar boas pessoas candidatas passarem. Com a IA esse risco não acontece.

Esse tipo de solução, além de trazer muita rapidez para o processo seletivo, garante que todas as pessoas candidatas sejam consideradas em uma oportunidade, proporcionando visibilidade para o crescimento na curva de atração de novos talentos

Um dos principais objetivos em ter a IA como aliada no processo de recrutamento e seleção da sua empresa é encontrar o talento certo com maior aderência à sua vaga.

Banner material Triagem automatizada de currículos: porquê ela é aliada do RH

O que são algoritmos de ordenação?

Para entender como funciona a ação da Inteligência Artificial no processo de recrutamento e seleção de uma empresa é preciso conhecer um pouco sobre os algoritmos de ordenação, que também podem ser chamados de algoritmos de ranqueamento.

Eles são os responsáveis por trazer valor às informações que a IA analisa e tornar possível sua interpretação e organização. Em outras palavras, os algoritmos possibilitam que a Inteligência Artificial “pense” de forma ordenada e ranqueie os melhores resultados, como o próprio nome indica.

A ideia é que, a partir dos algoritmos de ordenação, a IA consiga identificar na etapa de triagem de currículos, as pessoas candidatas que têm maior afinidade com a vaga da sua empresa. 

Para a Gaia, afinidade é a semelhança matemática entre a descrição da sua vaga, o currículo e as respostas do candidato e o fit cultural de sua empresa. Tudo isso é possível a partir de um ranking de perfis mais aderentes, criado com o algoritmo de ordenação. 

É importante lembrar que, para garantir o sucesso no ranqueamento dos algoritmos de ordenação, é fundamental que todas as informações sobre a vaga estejam preenchidas corretamente, como:

  • Descrição da vaga;
  • Competências profissionais desejadas;
  • Experiência do profissional no mercado de trabalho;
  • Rotinas do cargo.

Banner do ebook gratuito de descrição de cargo.

Quais são as vantagens de contar com algoritmos de ordenação no seu recrutamento e seleção?

Que a Inteligência Artificial pode ser uma grande aliada para o processo de R&S já ficou claro. Mas você já conhece todos os benefícios que os algoritmos de ordenação podem oferecer para os seus processos seletivos? Confira:

Redução de custos operacionais

O aumento de assertividade nos processos seletivos nos times de RH que a IA, a partir dos algoritmos de ordenação, proporciona é capaz de reduzir os custos operacionais de forma considerável.

Dentro desse mesmo cenário de economia, entra o ganho de produtividade das equipes de RH. Com os processos operacionais realizados de forma automática pela Inteligência Artificial, os recrutadores podem focar mais tempo e energia em etapas do processo que exigem mais estratégia.

Outro ponto que traz redução de gastos para a empresa é que softwares de recrutamento e seleção que contam com a IA também possibilitam que todo o processo seletivo aconteça em um único lugar só. Isso vale inclusive para a divulgação de vagas e até para a etapa de admissão da pessoa candidata

Por último, com a Inteligência Artificial jogando a favor dos seus processos de R&S, os índices de turnover também são reduzidos. Isso quer dizer que sua empresa não vai precisar ter o custo de substituir um profissional, pois a contratação foi bem sucedida.

Melhoria na experiência do candidato

A utilização da IA em processos seletivos muda também a forma como as pessoas candidatas entendem a empresa. 

Além de mostrar abertura para inovação, a Inteligência Artificial vai tornar o processo de se inscrever em uma vaga, passar pelas etapas e se tornar um colaborador da organização ou então receber um feedback negativo, muito mais ágil. 

Agora que você já conhece todo o potencial que uma IA oferece para seus processos seletivos, que tal trazer esses benefícios para o recrutamento e seleção da sua empresa?

 

A Gaia da Gupy trabalha para ordenar as pessoas candidatas de acordo com o seu fit com a vaga em apenas 1 segundo! E não para por aí, com a nossa IA você pode:

  • Contratar com menos vieses e mais diversidade: a Gaia foi desenvolvida para tratar vieses de gênero, realizando uma ordenação baseada em fatores objetivos. Dessa forma, seu processo torna-se mais justo e sua empresa cresce com mais diversidade;
  • Dar mais visibilidade para pessoas candidatas com afinidade com a vaga: a IA da Gupy tem a capacidade de ordenar candidatos de forma que as melhores correspondências disponíveis fiquem no topo da sua lista de visualização. É esse o processo que chamamos de ranqueamento;
  • Oferecer um processo em constante movimento: depois que a pessoa candidata se inscreveu para uma vaga, a Gaia continua considerando toda nova informação subjetiva e objetiva que recebe sobre seus candidatos: desde avaliações em entrevistas, até desempenho em testes;
  • Seu time no comando: a Gaia vem como um reforço para o seu time de RH, mas a decisão final é sempre da equipe. Além disso, a nossa IA vive em constante aprendizado, o que significa que a partir de boas descrições de vaga e com seu histórico de contratações, ela vai aprendendo a destacar pessoas candidatas cada vez mais aderentes aos seus critérios de seleção.
Banner Inteligência Artificial da Gupy
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →