Como melhorar o recrutamento de acordo com a cultura organizacional

Encontrar pessoas que não apenas possuam habilidades e experiência, mas que também se adequem à cultura organizacional é uma das demandas que o RH possui no recrutamento.

Mas como realizar o recrutamento de acordo com a sua cultura e de forma mais eficaz? É o que você vai descobrir neste artigo!

Nele, vou te ajudar a explorar algumas estratégias que analistas, gerentes e até mesmo gestores podem usar para identificar e atrair candidatos que irão adotar a cultura de sua empresa.

Aprenda a:

  • Relação da cultura organizacional com o recrutamento
  • 5 dicas para melhorar seu recrutamento focado no fit cultural

Boa leitura!


Leia também:

Imagem da mascote gaia, sobre cultura organizacional


Como a cultura organizacional está relacionada ao recrutamento?

A cultura da empresa se manifesta como os valores que sustentam a maneira como o negócio é executado e impacta o ambiente de trabalho, a gestão, liderança, comunicações, práticas e uma série de outros fatores.

Diante desse cenário, existe uma relação estreita entre o processo de recrutamento e a cultura organizacional devido à sua associação à atração, seleção e retenção de funcionários. 

A cultura é principalmente sobre a imagem que uma empresa projeta e companhias que a levam em consideração no recrutamento conseguem atrair perfis mais compatíveis.

O papel do fit cultural

A experiência e a especialização são características centrais do candidato, mas não são suficientes. Para avaliar adequadamente seu perfil, é necessário também analisar seus motivos e valores- características que atuam como uma bússola interna, revelando como o profissional conduz atividades, em que tipo de cultura ele melhor se desenvolve e que tipo de projetos ele se envolveria melhor.

Por exemplo, se um candidato realmente valoriza a tradição, tem maior afinidade com empresas hierárquicas, talvez não se adaptando muito bem em um ambiente criativo.

Já candidatos que valorizam relacionamentos desenvolverão um forte vínculo com sua equipe e seu foco será na criação e manutenção de um trabalho colaborativo e relações sociais. Se atuarem dentro dentro de uma cultura organizacional individualista, que os isolaria, eles não terão muito sucesso.

Entenda mais sobre o fit cultural neste artigo.

5 dicas para melhorar seu recrutamento focado no fit cultural

Entenda o que importa para os candidatos

Muitos empregadores estão cientes da importância da cultura organizacional ao recrutar, mas muitas vezes não entendem quais aspectos são os mais importantes aos candidatos. Manter uma conscientização completa das prioridades deles vai ajudar a desenvolver estratégias e políticas que ajudem a serem mais eficazes.

Um estudo realizado pela Glassdoor revelou que os principais indicadores de satisfação no local de trabalho não é o salário, mas a cultura e os valores de cada organização, seguidos pela qualidade de liderança e oportunidades de carreira na empresa.

Por isso mesmo, reveja quais são os itens que mais são levados em consideração pelos seus candidatos.

Comunique a cultura da sua empresa a possíveis funcionários

Os candidatos querem saber sobre a cultura da empresa antes de aceitar uma oferta de emprego. Portanto, sua empresa deve enfatizá-la na descrição de cargo, considerar a importância de ferramentas como a Love Mondays e como elas disseminam a reputação da empresa.

Assegure-se de que os candidatos tenham uma visão clara dos valores da empresa e de como é trabalhar nela também em sua página de carreiras

Aprenda como fazer uma descrição de vagas completa e detalhada com nosso e-book! Baixe agora:

Seja aberto e claro em relação à cultura da sua empresa ao recrutar

Evite que o candidato sinta-se enganado durante o processo de recrutamento: procure, portanto, promover os pontos fortes da cultura de sua empresa de forma honesta.

Essa transparência também vale para todo o processo seletivo. Segundo pesquisa sobre tendências no recrutamento da própria Love Mondays, um quarto dos participantes nunca recebeu feedback sobre seu processo, o que pode significar um verdadeiro diferencial na competição para capturar um talento.

Dê aos candidatos em potencial a chance de aprender sobre a cultura de sua empresa.

Um erro comum é não dar abertura para que candidatos perguntem sobre a cultura da empresa durante a entrevista. Neste caso, considere uma revisão desta etapa para garantir que eles tenham a oportunidade adequada para aprender sobre missão, visão e valores.

Utilize ferramentas atualizadas para auxiliar na sua estratégia 

Usar plataformas que facilitem o recrutamento pelo viés da cultura organizacional proporciona maior economia de tempo no fechamento de vagas, ajudando também em escolhas mais assertivas. Ferramentas como um ATS que utilize a Inteligência Artificial (caso da Gupy) podem realizar um ranqueamento de perfis e ajudar a encontrar o talento com afinidade que você precisa. 

Conclusão

Comunicar de forma clara e eficaz a cultura organizacional ao longo do processo de recrutamento é vital para encontrar candidatos que prosperem na sua organização. E este é apenas o começo: envolva sua empresa para encontrar os melhores! 

Que tal aprender mais no nosso curso de Recrutamento e Seleção 2.0? Ele é totalmente grátis! Inscreva-se e bons estudos!

Banner do KIT gratuito "Curso intensivo de recrutamento e seleção para alta performance", com um botão escrito "baixe agora"

Inscreva-se na nossa Newsletter

Banner do ebook "Manual de criação do 'trabalhe conosco': a receita para a página de carreiras épica", com um botão escrito "baixe nosso e-book"
Banner do ebook "Curso intensivo de recrutamento e seleção para alta performance 2.0 | Agora com certificado", com um botão escrito "inscreva-se"
Banner do ebook "Diagnóstico de recrutamento e seleção: descubra e melhore a maturidade dos seus processos", com um botão escrito "conferir agora"
Mariana Dias | GUPY

Mariana Dias | GUPY

Formada em Administração de Empresas pela USP e com especialização em Empreendedorismo e Inovação, Mariana é CEO & Co-founder da GUPY. Descobriu sua paixão por RH logo no início de sua carreira e foi Business Partner da área para toda a América Latina em uma multinacional do setor de bebidas. É apaixonada desafios e por tudo relacionado a gestão de pessoas e inovação.