Descubra o que é o fit cultural e como aplicá-lo na seleção de talentos

As experiências e as competências técnicas por muito tempo foram determinantes para escolher o candidato ideal para uma vaga. Esses fatores, é claro, continuam valendo, mas hoje dividem espaço com outro critério de avaliação: o fit cultural.

O conceito se refere ao alinhamento dos valores do candidato à cultura organizacional, ou seja, a forma de pensar e agir disseminada na empresa. Em meio à constante mudança nas relações de trabalho, essa afinidade é cada vez mais necessária para o sucesso de um negócio.

Já imaginou alguém com perfil inovador trabalhando em um local burocrático? Ou uma pessoa metódica em um ambiente caótico? Esse tipo de situação gera desconforto e trava o crescimento tanto do funcionário quanto da companhia.

Pensando nisso, explicamos neste post tudo o que você precisa saber sobre fit cultural. Você conhecerá as maiores vantagens da prática e verá como aplicá-la na seleção de talentos. Ficou interessado? Confira a seguir!

Quais são os benefícios de avaliar o fit cultural?

Contar com uma equipe alinhada aos valores da empresa gera enormes vantagens estratégicas na condução do negócio. Veja abaixo as principais.

Precisão nas contratações

Avaliar o fit cultural aumenta suas chances de contratar um profissional 100% condizente com os requisitos da vaga. Além de contribuir com experiências relevantes para a equipe, essa pessoa tem tudo para se dar bem com os colegas e se adaptar aos processos sem grandes problemas.

Dessa forma, é possível montar um time maduro e coeso, além de favorecer um clima organizacional positivo. Contratar com precisão também gera benefícios a longo prazo: o DNA da empresa fica cada vez mais forte, o que garante a oportunidade da instituição de se destacar da concorrência e construir uma história coerente e bem-sucedida.

Aumento da produtividade

Quando um profissional se identifica com os valores da organização, ele “veste a camisa” e se sente orgulhoso em fazer parte da equipe. Essa satisfação faz com que a produtividade aumente, pois o colaborador fica motivado a dar tudo de si em suas atividades.

Imagine os benefícios de ter um time inteiro com essa característica. Preocupar-se com o fit cultura possibilita montar equipes de alto desempenho e que entregam resultados fora da curva. Ao desenvolver projetos relevantes para o mercado, todos saem ganhando, já que há o crescimento mútuo da empresa e dos profissionais.

Retenção de talentos

Além de melhorar os resultados, a satisfação dos funcionários também ajuda na retenção de talentos. Afinal, quando o colaborador se identifica com as práticas da empresa, sua vontade de permanecer é maior, já que em outros lugares ele talvez não se sinta tão em casa.

Isso reduz drasticamente a rotatividade na organização, o que contribui para a maturidade das equipes e reduz gastos com recrutamento e seleção.

Como analisar o fit cultural dos candidatos?

Existem algumas estratégias que podem ser aplicadas nos processos seletivos para avaliar o fit cultural dos candidatos. Confira as mais efetivas.

Estude a cultura da empresa

Para contratar pessoas identificadas com os valores da empresa, é fundamental que o recrutador tenha um profundo conhecimento sobre a cultura organizacional. Por isso, estude a missão, os valores e os processos adotados pela companhia antes de iniciar qualquer processo seletivo.

Também é importante observar como é o relacionamento entre as equipes e o estilo de gestão adotado pelos líderes. Com isso, fica muito mais simples encontrar o profissional com o perfil certo.

Aplique testes e entrevistas comportamentais

Aplicar um teste comportamental online é um ótimo filtro para a primeira etapa do processo seletivo. Essa ferramenta consiste em um questionário para avaliar os padrões de comportamento do candidato. Os resultados servem para analisar se ele tem um perfil dominante, cauteloso ou influente, entre outras classificações.

A partir disso, é possível escolher os profissionais com mais potencial para seguir no processo, de acordo com as necessidades da organização. Se a oportunidade for para ser líder em uma startup, por exemplo, o ideal é selecionar pessoas com perfil mais arrojado e criativo.

No entanto, esses testes não oferecem base suficiente para uma decisão final. Por isso, é fundamental fazer também uma entrevista comportamental. Nessa conversa, é importante expor a cultura organizacional e avaliar como o candidato reagiu a situações reais em empregos anteriores.

Assim fica mais fácil entender quais são os valores do profissional e confirmar os resultados obtidos nos testes online.

Realize dinâmicas de grupo

Em dinâmicas de grupo, é possível avaliar como os profissionais se portam em situações específicas, que simulam os obstáculos que eles encontrarão no dia a dia de trabalho. Por envolver vários candidatos ao mesmo tempo, é a estratégia ideal para analisar características como trabalho em equipe, respeito aos colegas e aceitação da diversidade.

Essas atividades também revelam muito sobre a personalidade de cada um. Em meio ao caos, o candidato se porta como planejador, executor ou analista? Como ele lida com situações de pressão? Ele possui potencial de liderança? Tudo isso pode ser observado em meio a uma dinâmica de grupo.

Faça uma avaliação do histórico de trabalho

Observe o perfil das empresas nas quais o candidato já trabalhou. Caso os valores delas sejam similares aos da sua organização, pode ser um ponto positivo. No entanto, esse não deve ser o único critério. Se a pessoa atuou em um órgão público, mas a sua empresa tem veia inovadora, avalie como o profissional lidava com os processos burocráticos.

Muitas vezes, o insucesso de um candidato em um emprego anterior tem a ver com a falta de fit cultural com a empresa na qual trabalhava. Todas essas variáveis devem ser levadas em conta antes de tomar a decisão final.

Chegamos ao fim do nosso guia sobre fit cultural! Agora que você já conheceu o conceito, que tal usar essas dicas na sua seleção de talentos? Avalie as necessidades de cada posição em aberto e faça o possível para contratar pessoas identificadas com a organização. Certamente você montará uma equipe forte e que trará ótimos resultados para o negócio!

Gostou do post? Que tal compartilhá-lo nas redes sociais? Assim, você ajuda todo o mercado a conhecer os benefícios de avaliar o fit cultural nos processos seletivos!

New Call-to-action

Inscreva-se na nossa Newsletter

HR4results: Participe do maior evento de inovação no RH
New call-to-action
Diagnóstico de recrutamento e seleção: Descubra e melhores a maturidade dos seus processos
Painel de Indicadores de Recrutamento e Seleção Planilha Custo do Recrutamento e Seleção
Bruna Guimarães | GUPY

Bruna Guimarães | GUPY

Formada em Administração de Empresas pela UFRRJ e com MBA executivo pela Coppead UFRJ, é COO & Co-founder da GUPY. Bruna é especialista em recrutamento e seleção e entende com profundidade as dores dessa área. Construiu sua carreira em uma grande multinacional onde era responsável pelo recrutamento de toda a organização através da sua paixão por RH, pessoas e foco em resultado.