7 tendências de Employer Branding para empresas enterprise


7 minutos de leitura

Ficar de olho nas tendências de employer branding para 2020 é mais que uma obrigação dos gestores para alcançar resultados: é questão de responsabilidade com a saúde dos seus colaboradores.

De acordo com um estudo realizado pela OnePoll, após entrevistar 1.000 trabalhadores de uma associação, 78% dessas pessoas sofreram algum tipo de desgaste emocional durante a carreira.

O número é alto e preocupante, principalmente porque não precisa ir tão longe para descobrir que, infelizmente, a situação não é incomum. O mercado de trabalho realmente tem dificuldade em permitir que os profissionais priorizem a saúde física e mental.

Felizmente, se a sua empresa não se encaixa nesse padrão e está interessada em proporcionar um ambiente de trabalho positivo, este material pode ajudar.

Aqui, você vou te apresentar a:

  • um estudo sobre o employer branding em 2019;
  • a importância de investir em uma estratégia de employer branding;
  • 7 tendências para empresas enterprise aplicarem em 2020.

Ao final deste artigo, você terá várias ideias acessíveis para investir em uma empresa de grande porte. Fique ligado!

Banner da palestra "Employer Branding: como a saúde da sua empresa está nas mãos dessa estratégia", com um botão escrito "assista o vídeo"

O employer branding em 2019

De acordo com o estudo das Tendências de Benefícios dos Empregados dos EUA — ou seja, tendências de employer branding dos Estados Unidos — realizado pela MetLife, 81% dos empregadores concordaram que, em 2019, quanto maior foi o apoio da empresa em relação ao seu bem-estar e sua satisfação pessoal, mais alto foram os níveis de engajamento.

A mesma pesquisa revelou que, os colaboradores mais felizes no trabalho são aqueles que:

  • estão satisfeitos com a empresa, com 90% das respostas;
  • 89% são mais produtivos;
  • 82% se consideram mais produtivos.

Dito isso, foi verificado que os 5 principais motivos da felicidade no trabalho são:

  • confiança dos colaboradores nos gestores;
  • o compromisso que os empregadores têm com os contratados;
  • a cultura organizacional que incentiva o compartilhamento de ideias;
  • um ambiente de trabalho harmonioso;
  • uma política de incentivo e benefícios adequada as demandas dos trabalhadores.

Mas o que isso significa de fato?

A importância de uma estratégia de employer branding

O estudo acima nos mostra aquilo que vem sendo constantemente abordado nas conversas sobre a gestão de recursos humanos: a necessidade de promover qualidade de vida e bem-estar no ambiente de trabalho.

Toda empresa é movida a resultados e, para que seus objetivos sejam alcançados, não há um só caminho que não passe pela mão de obra do seu capital humano.

Pois não é novidade: colaboradores felizes produzem mais. Logo, ao promover a felicidade desses indivíduos, o resultado é uma equipe engajada em concluir os objetivos propostos.

O employer branding se trata exatamente disso. Construir uma forte marca empregadora, de modo que os profissionais saibam que a empresa se preocupa em dar o melhor para cada um deles, reconhecendo os esforços e criando uma relação mais humanizada. Vamos a seguir ver quais são as tendências que nos aguardam esse ano?

As 7 tendências employer branding para 2020

No mercado de trabalho, tudo está em constante renovação. Não seria diferente com as estratégias de employer branding. Por isso, é importante que você fique por dentro do que vem por aí.

1. Benefícios relacionados a saúde mental

O estresse é um tema recorrente nas discussões sobre o mercado de trabalho, prejudicando a saúde mental geral, o envolvimento dos colaboradores com a empresa e se refletindo até mesmo em problemas físicos.

Para o ano que se inicia, uma das tendências é incorporar atividades de redução de estresse nos programas de bem-estar dos funcionários, como terapia individual, treinamentos cursos de conscientização e gerenciamento de estresse.

2. Inteligência artificial para mediar os benefícios

O uso da Inteligência Artificial no departamento de Recursos Humanos também é um assunto amplamente debatido, e as novas ferramentas já são capazes de agir de maneira tão personalizada que tem o poder de verificar quase que constantemente os níveis de satisfação dos colaboradores.

Ou seja, ao utilizar um indicador de desempenho e satisfação moderno, é possível ajustar os programas de benefícios e incentivos, melhorando a experiência do colaborador com base nas demandas e desejos desses profissionais.

3. Respeito a diversidade

Investir em diversidade no quadro de colaboradores não é só uma forma de tornar a empresa mais humana, como também um meio de atrair pessoas talentosas e com experiências diferenciadas que podem agregar valor a novos projetos.

No entanto, não adianta só realizar essas contratações. Benefícios como plano de saúde e auxílio-educação devem ser estendido a pais idosos, filhos e companheiros ou companheiras de família LGBTQ+, além de horário flexível para quem tem maiores demandas em se ausentar para consultas médicas — seja para o colaborador, seja para quem estar sob sua tutela. 

4. Programas de pontuação

Parece ultrapassado para você trocar pontos em compras por brindes? Saiba que no ambiente de trabalho, isso pode configurar como uma revolução e deixar os colaboradores muito felizes.

Além das análises de desempenho periódicas e dos benefícios e incentivos promovidos por essa prática, a empresa pode trabalhar com um programa de pontuação em períodos mais curtos de tempo.

Por exemplo, o tempo de resposta de um e-mail, a quantidade de vendas realizadas diariamente e os leads cadastrados são algumas das opções que podem ser pontuadas e, posteriormente, trocadas por produtos ou prêmios até maiores.

Essa é uma forma prática de manter os colaboradores constantemente motivados. Mas, atenção: para isso, a pontuação deve ser tangível e a premiação interessante.

5. Trabalho com embaixadores internos da marca

É cada vez maior o poder dos influenciadores sobre uma marca. Não é à toa que empresas passaram a investir pesado em celebridades do Instagram.

Uma pessoa com milhares de seguidores pode fazer maravilhas em relação à venda de um produto com um simples vídeo de indicação. Isso está se transformando em uma tendência também para a gestão de Recursos Humanos, graças às avançadas táticas frente ao marketing

Uma vez que o employer branding diz respeito a imagem da empresa no papel de empregadora, por que não aproveitar a própria mão de obra e escolher embaixadores para a marca?

Essas pessoas podem atuar como um canal de comunicação eficiente entre a diretoria e os colaboradores, sendo instituídos por meio de uma seleção focada em engajamento, produtividade e reconhecimento.

6. Estratégia global

 A maioria das organizações mudará seu foco para objetivos de marca empregadora a longo prazo e demonstrará maior interesse em construir uma marca de talentos para um público global, e não apenas local.

Isso significa o aumento de esforços e gastos com a criação de uma marca que atinja potenciais candidatos em diferentes plataformas e continentes. 

7. Personalização

Para atrair e reter talentos, as organizações estão criando uma experiência de consumidor no trabalho para uma marca mais autêntica. Para isso, é necessário focar na personalização, ou seja, o reconhecimento de que cada colaborador é um indivíduo, e não apenas mais um número.

Assim, valorizar o talento individual e cada contribuição, seja através de páginas de carreira personalizáveis ou elogios em encontros presenciais, indica que a empresa valoriza seu talento e contribuição, sua experiência e perspectiva. Resultado: a criação de um ciclo virtuoso no qual os colaboradores são mais motivados a continuar desempenhando.

Como você viu, todas as tendências de employer branding aqui listadas podem ser facilmente aplicadas em empresas de grande porte e reafirmam a importância em acompanhar as novidades para a gestão em pessoas.

Cuidar do bem-estar dos colaboradores é, acima de tudo, ser uma empresa mais humana. Os resultados positivos são apenas uma consequência.

Gostou do artigo? Então apresento a você as 12 páginas de carreira que vão inspirar seu employer branding. Conheça quais são as melhores e tire inspiração das melhores práticas!

Banner do ebook "Employer branding: a estratégia que impulsiona o recrutamento e seleção", com um botão escrito "baixe o e-book"
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →