Data-driven: como montar uma equipe orientada por dados no RH?


5 minutos de leitura

A expansão da tecnologia trouxe o termo data-driven à tona para os diversos setores das empresas. Esse conceito se tornou fundamental para orientar o planejamento estratégico e a tomada de decisão das organizações, de modo a alcançar melhores resultados.

Em tempos de Big Data, uma das ferramentas capazes de otimizar o RH dos negócios é a gestão data-driven. No entanto, com a popularização desse conceito, nem todas as organizações sabem qual é o verdadeiro significado de uma cultura orientada por dados e, principalmente, como aplicá-la na empresa.

Então, continue lendo e saiba mais sobre o assunto!

Neste conteúdo, você aprenderá:

  • O que é data-driven e qual a sua importância?
  • Como montar uma equipe orientada por dados no RH?

O que é data-driven e qual a sua importância?

A cultura data-driven promove uma gestão orientada por dados, coletados de diversas fontes. No entanto, se antes os gestores tomavam suas decisões com base em intuição e experiências, com essa metodologia, é possível ter uma base mais segura e precisa.

Isso significa que eles otimizam a capacidade de antecipação de tendências e problemas e aumentam as chances de sucesso da empresa. 

Por isso, há muitos pontos relevantes ao contar com uma gestão data-driven nos processos organizacionais. Veja alguns motivos:

  • promove o engajamento da equipe — as informações coletadas podem ser aplicadas para oferecer condições de trabalho que estimulem os profissionais;
  • melhora a tomada de decisões: quando os dados fazem parte da cultura, os gestores sabem exatamente o que pode ser feito para melhorar a gestão da empresa;
  • oferece facilidade para determinar o ROI — ao ter um melhor controle dos processos do negócio com a obtenção de dados, é possível calcular o ROI com mais precisão;
  • reduz custos — contratações equivocadas e decisões erradas geram despesas para a organização, então, quando há uma gestão data-driven, a empresa é capaz de antecipar problemas, realizando ações mais estratégicas para solucioná-los.

Nova call to action

Como montar uma equipe orientada por dados no RH?

Após entender a relevância da gestão data-driven, é interessante buscar maneiras de implementar essa estratégia na sua empresa. Afinal, com ela, é possível tomar as melhores decisões de modo a obter resultados mais satisfatórios, mantendo a competitividade.

Porém, quando a cultura orientada por dados não é aplicada da forma adequada, alguns problemas podem surgir — por exemplo, o não aproveitamento das informações obtidas. Além disso, se os profissionais da equipe não forem capacitados, a empresa pode ter uma grande quantidade de dados em mãos, sem saber como usá-los.

Por isso, a informação e o treinamento dos colaboradores são pontos fundamentais para evitar riscos nesse processo. Isso também ajuda a fornecer à empresa a capacidade de extrair ideias eficazes, que gerem resultados nas ações.

Portanto, é a partir da interpretação dos dados e de uma equipe qualificada que a organização consegue obter insights estratégicos. Quer montar uma equipe para garantir uma boa gestão data-driven? Veja algumas dicas!

Incentive uma cultura de dados no ambiente de trabalho

Hoje, a maioria das empresas já coleta diferentes dados de potenciais clientes e leads. Geralmente, eles são obtidos por meio de softwares ou outros recursos que extraem as informações necessárias para o negócio.

No entanto, a coleta de dados é apenas uma parte do processo. Nesse momento, é importante identificar e comunicar com clareza o valor dessas informações para todos os envolvidos.

A partir disso, os profissionais passam a ter conhecimento de como os dados podem auxiliar nas atividades da empresa. Dessa forma, é possível criar estratégias mais eficientes a fim de alcançar as metas estabelecidas.

Sabendo disso, é importante ter em mente que a cultura data-driven não é desenvolvida do dia para a noite. O ideal é que os gestores incentivem, gradualmente, os colaboradores a adotarem ações que construam um comportamento voltado para a tomada de decisões, que esteja embasada na análise de dados.

Assim, é possível começar uma gestão orientada por dados sem realizar mudanças drásticas no ambiente de trabalho, ou causar desconfortos aos funcionários.

Conheça os objetivos do setor

Outra dica interessante para implementar a gestão data-driven na sua equipe é por meio do conhecimento dos objetivos da empresa. Nesse caso, é importante que os gestores de RH saibam esses pontos de modo a utilizar os dados para beneficiar a forma como o setor é administrado.

Normalmente, isso pode ser feito por meio da análise interna da empresa, entendendo as principais forças e fraquezas e estabelecendo as prioridades a serem solucionadas.

Tenha uma equipe qualificada

Como dissemos, ter uma equipe composta por profissionais qualificados é essencial para alcançar os resultados esperados por meio de uma gestão data-driven.

Para isso, é interessante que os gestores de RH contratem os funcionários certos. Algumas características interessantes a serem investigadas nesse momento incluem capacidade analítica, visão estratégica e habilidades técnicas

Construa seu banco de dados

É muito comum os setores das empresas ou os colaboradores terem diversos dados armazenados. Além disso, é provável que a organização já obtenha diversas informações valiosas dos clientes. Porém, na maioria dos casos, esses dados não são devidamente aproveitados.

Dito isso, para criar uma equipe orientada por dados no RH, é fundamental encontrar uma forma adequada de coletar, armazenar e utilizar essas informações em prol da empresa. Assim, é possível construir um banco de dados que atenda a diferentes profissionais e áreas do negócio.

Adote ferramentas tecnológicas adequadas

Sabendo que a tecnologia é um dos pilares para a implementação da gestão data-driven em uma organização, é interessante utilizá-la ao seu favor. Por exemplo, existem ferramentas que podem favorecer o processo de coleta, armazenamento e tratamento de informações, para fornecer insights para a empresa.

Além disso, a transformação digital no RH impactou esse setor de diferentes formas, como na melhora da produtividade do trabalho e na redução de erros rotineiros. Um exemplo disso são os softwares de recrutamento e seleção, que contam com diversas funcionalidades que facilitam a busca por talentos.

Ainda, tecnologias como a Inteligência Artificial e o Big Data na gestão de pessoas são métodos para analisar grandes quantidades de dados e gerar relatórios relevantes para a empresa.

Agora que você sabe a importância da gestão data-driven e como montar uma equipe orientada por dados no RH, é possível adquirir melhores insights e ações eficazes. Lembre-se de que esse conceito aplicado no RH traz uma série de vantagens, garantindo mais eficiência no setor e colocando a empresa um passo à frente dos concorrentes.

Este conteúdo foi útil? Veja, também, nosso texto sobre People Analytics: aplicando inovação ao RH e invista em melhores estratégias para seu negócio!

New call-to-action
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →