Feedforward: o que é e como usar? Entenda aqui


6 minutos de leitura

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e isso se deve a uma série de fatores, como a forte influência da tecnologia na sociedade, a mudança no comportamento de consumo e o crescimento populacional. Por isso, é fundamental aplicar técnicas para desenvolver as competências profissionais da equipe e prepará-la para atuar em um cenário altamente acirrado, como o feedforward.

Preparamos este artigo para que você entenda o que significa esse amplo conceito, como ele funciona na prática, qual a sua importância para o ambiente organizacional e como aplicá-lo com o time de colaboradores. Continue a leitura para saber mais sobre o assunto!

Neste conteúdo você encontrará as seguintes informações:

  • 1. O que é feedforward?
  • 2. Como funciona? 
  • 3. Quais são as características?
  • 4. Qual a importância de aplicar o feedforward na empresa? 
  • 5. Como aplicar o conceito na prática? 
  • 6. Qual a diferença entre feedforward e feedback?

O que é feedforward?

No contexto corporativo, feedforward é o conceito de, após realizar uma análise do comportamento do colaborador no ambiente de trabalho, reconhecer quais de suas habilidades profissionais precisam ser desenvolvidas para o futuro. Ou seja, é uma variação do tradicional feedback, mas que pode ser entendida como "olhar adiante".

Sendo assim, podemos afirmar que uma das premissas do feedforward é acelerar o aprimoramento da equipe e potencializar as suas softskills, como inteligência emocional e proatividade, e as suas competências fundamentais para o mercado.

Marshall Goldsmith, autor de mais de 30 livros e responsável pelo treinamento de mais de 50 mil executivos, foi uma das figuras mais importantes de desenvolvimento pessoal dos últimos tempos.

O conceito de feedforward foi uma de suas ferramentas mais utilizadas nessa empreitada. Inúmeros CEOs mundo afora foram ministrados com base nesse fundamento, para que você tenha uma ideia do quanto ele pode ser útil para a empresa.

Nova call to action

Como o feedforward funciona?

Apenas por potencializar o engajamento, o feedforward já poderia ser considerado uma estratégia interessante para a organização. Afinal, criar vínculos de empatia e confiança entre a empresa e o seu quadro de funcionários é essencial para que a organização funcione.

Dito isso, na prática, o feedforward ajuda a construir um clima amigável e reunir os profissionais em pequenos grupos para que eles tenham um diálogo franco, no qual sempre serão levantados os pontos nos quais é possível evoluir. Nesse contexto, o líder deve se manter disponível para contribuir e dar suporte sempre que necessário.

É importante que os membros sejam questionados a respeito do que gostariam de ter ou mudar em suas vidas. Também devem ser feitas perguntas sobre o que eles esperam de suas carreiras a longo prazo e como acreditam que podem atingir essas metas.

A finalidade de toda essa tática é demonstrar que a empresa se preocupa com o futuro de cada integrante da equipe e que deseja ajudá-los a evoluir em sua vida pessoal e profissional. Isso, sem dúvida, transforma o local de trabalho em um ambiente muito mais harmonioso, humanizado e produtivo.

Quais são as características do feedforward?

O feedforward é fundamentado em alguns pilares que se conciliam entre si. Veja a seguir quais são as principais características desse importante processo de coaching nas empresas.

Foco no futuro

Como consta no próprio termo, a base do feedforward é se concentrar no que está por vir, a partir de um ponto de vista otimista. É preciso estimular o funcionário a olhar para frente sem medo de cometer erros.

É claro que isso não significa que ele será encorajado a não melhorar, muito pelo contrário. A ideia é se concentrar nos objetivos de longo prazo e fazer o que for preciso para alcançá-los.

Autoconhecimento

Conhecer os seus próprios limites, potenciais e características comportamentais é a chave para o sucesso de uma estratégia de aprimoramento pessoal e profissional. No contexto corporativo, o feedforward é uma ótima tática para estimular a equipe a dar o melhor de si por meio da introspecção.

Para isso, é fundamental que exista um diálogo aberto e respeitoso entre os líderes e os liderados. Lembrando que a ideia nunca é apontar falhas, mas sim trazer à tona a autopercepção de forma que essa prática se torne comum no cotidiano dos colaboradores.

Estímulo de talentos

Feedforward visa focar no que realmente importa: as competências e habilidades do time de talentos da empresa. Ou seja, as características que tornam o quadro de colaboradores promissor. Sendo assim, os erros do passado são descartados e o olhar é voltado para o presente e para o futuro, como já foi dito.

Assim, a metodologia é uma ótima ferramenta para estimular o potencial criativo das pessoas, ajudando-as a superar obstáculos, vencer desafios e alcançar o sucesso que tanto almejam.

Qual a importância de aplicar o feedforward na empresa?

Ter uma boa base de talentos do mercado no quadro de funcionários é equivalente a abastecer um automóvel com combustível da melhor qualidade, visto que os empregados são responsáveis por fazer a empresa não apenas existir, mas também evoluir em seu nicho de atuação.

Dado o contexto, existem diversos motivos pelos quais o departamento de RH pode investir na metodologia do feedforward, tais como:

  • garante ótimos resultados para o negócio;
  • melhora o bem-estar e o clima organizacional;
  • aumenta a produtividade dos funcionários;
  • fortalece e unifica as relações entre os profissionais;
  • otimiza o engajamento da equipe;
  • torna a empresa muito mais competitiva e preparada para lidar com a concorrência;
  • aumenta a satisfação do consumidor;
  • ajuda a consolidar a marca no mercado.

Nova call to action

Como aplicar o conceito de feedforward?

Como você pôde entender até aqui, a metodologia de feedforward pode ser aplicada no contexto de treinamentos corporativos, especialmente aqueles que são voltados para o coaching. E um dos pilares dessa linha de raciocínio é o desenvolvimento por meio do autoconhecimento.

Portanto, o diálogo focado no que o profissional deseja ser no futuro é um ponto crucial na aplicação do processo de feedforward. As ações do passado não são evidenciadas, como acontece com o feedback. Ou seja, o objetivo não é “apontar erros”, mas sim tornar os acertos e características promissoras mais explícitas

Alguns questionamentos comumente feitos durante a aplicação da técnica, são:

  • você se comunica bem no ambiente de trabalho?
  • Como você descreveria a sua função atual?
  • Você se sente capaz de gerir pessoas?
  • Como você se vê daqui a X anos?

Esse tipo de pergunta tem como finalidade trazer uma reflexão sobre o presente e um olhar para o futuro. Isto é, o processo pode ser resumido em analisar as competências atuais e identificar as habilidades que podem ser desenvolvidas para se alcançar as metas pessoais e profissionais.

Digamos que o colaborador deseja se tornar um gestor de equipe, por exemplo. O feedforward pode ajudá-lo a descobrir quais pontos ele precisa trabalhar para que construir o caminho até esse objetivo.

Qual a diferença entre feedback e feedforward?

Antes de concluirmos, vale ressaltar em quais aspectos se diferenciam os conceitos de feedforward e o tradicional feedback.

Feedback

Muito utilizado quando se trata de analisar os colaboradores e evidenciar quais são os seus pontos positivos e negativos, em termos de atuação no ambiente de trabalho, o feedback já é uma realidade que faz parte do cotidiano do departamento de RH da maioria das empresas atuais.

A técnica consiste, basicamente, em fornecer respostas pontuais, claras e objetivas a respeito da postura e das ações dos profissionais. A finalidade é fornecer à equipe o resultado de uma avaliação sobre o desempenho comportamental de cada integrante.

Ressaltando que, embora o feedback tenha como objetivo o desenvolvimento coletivo, ele deve sempre ser dado individualmente. Ou seja, jamais submeta um funcionário à exposição diante de seus colegas de trabalho.

O fato dessa ferramenta ser muito importante para o coletivo não descarta a necessidade de se trabalhar as expertises de cada colaborador e é exatamente nesse ponto que entra o feedforward.

Feedforward

Como já foi explicado, o feedforward visa olhar adiante e "prever" os aspectos que o profissional deve trabalhar para que, no futuro, possa lidar com os desafios do cotidiano e obtenha a melhor performance possível no ambiente organizacional.

A premissa é dar direcionamentos para que o colaborador atinja o seu potencial máximo por meio de autoaperfeiçoamento. Diferente do feedback, esse conceito não se baseia em ações passadas, mas se concentra em questões do presente e futuras.

Outra diferença é que o feedforward não se baseia em pontos negativos ou insucessos do profissional. Na realidade, a ideia é fomentar os seus acertos e qualidades para que ele alcance um desempenho muito melhor, com base em suas próprias características promissoras.

Investir nas competências emocionais e nas capacidades técnicas da equipe é uma das melhores maneiras de fortalecer a base de ativos humanos da organização.

Quer continuar aprendendo mais sobre desenvolvimento profissional e soft skills? Então confira agora mesmo o nosso material completo sobre avaliação 360 graus e implemente agora mesmo na sua empresa!

Nova call to action
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →