O que é diagnóstico organizacional: ganhos para a empresa e como realizar

O diagnóstico organizacional é um processo que identifica pontos positivos e gargalos das equipes, fornecendo insights para estruturas mais produtivas e eficientes por meio de um conjunto de ações e metodologias de gestão de pessoas, R&S, desenvolvimento humano e teste de perfil comportamental.


8 minutos de leitura

Na Medicina, o diagnóstico é tido como um processo analítico realizado por especialistas que, diante de um exame ou quadro clínico, avalia informações, resultados e informações para se chegar a uma conclusão sobre o estado do paciente.

Assim é dentro das empresas. O diagnóstico organizacional é aplicado para revelar a atual situação do negócio e medir se os processos adotados, os recursos utilizados e as estratégias empregadas são as mais adequadas para alcançar metas, objetivos e resultados.

Um dos recursos de uma organização que deve ser diagnosticado são as pessoas, as grandes responsáveis por fazer o negócio andar.

Sem um time eficiente e comprometido, dificilmente uma empresa vai conseguir entregar sua proposta ao público, oferecer os melhores produtos, serviços ou soluções ao mercado e encantar clientes.

Pensando nisso, elaboramos um artigo que vai ajudar você a aplicar o diagnóstico organizacional e conquistar os benefícios de agir estrategicamente. Conheça, a partir de agora, as respostas para as seguintes perguntas:

  • o que é diagnóstico organizacional e qual o seu objetivo?
  • Como fazer um diagnóstico organizacional?
  • Quais os ganhos da empresa ao realizar o diagnóstico organizacional?
  • como a Gupy pode ajudar a sua empresa com o diagnóstico organizacional?
  • Como funciona o teste da Gupy para empresas?

Vamos lá!

O que é diagnóstico organizacional e qual o seu objetivo?

Em linhas gerais, o diagnóstico organizacional pode ser resumido como o conjunto de ações, metodologias e estratégias que podem ser aplicadas para analisar cada departamento de uma empresa.

Seu objetivo geral é identificar hiatos nas equipes ou processos e revelar os melhores caminhos para resolver esses problemas, atingindo excelência nos resultados.

Quando se trata dos recursos humanos e da gestão de gente das empresas, os dados e as análises fornecidos têm impacto direto em toda a jornada do trabalhador no negócio, bem como as atividades desempenhadas pelos gestores do capital humano.

Desde a abertura de uma vaga, o melhor perfil para preencher uma equipe, salário oferecido, política de benefícios, endomarketing, absolutamente todas as decisões são tomadas com embasamento.

Como fazer um diagnóstico organizacional?

O passo a passo para aplicar o diagnóstico organizacional na gestão de pessoas é, basicamente, o mesmo para qualquer tipo de análise que você queira realizar na empresa. Acompanhe.

1. Coleta de informações

Os diagnósticos para recursos humanos são processos cheios de detalhes, afinal, há pessoas em todos os setores da empresa.

Dito isso, o primeiro passo é elaborar um roteiro de entrevistas que contemple o máximo de informações sobre as atividades desempenhadas pelos profissionais, se estão satisfeitos com a gestão de RH da empresa, como se relacionam com os colegas, seus planos e diversas perguntas que permitam compreender o perfil do trabalho, suas demandas e motivações.

Essas entrevistas podem acontecer durante os processos de feedback, gerando relatórios periódicos sobre cada área.

Como nem sempre os colaboradores vão se sentir à vontade para falar, também é importante observar a rotina de trabalho, como se relacionam entre si, os principais erros e acertos, entre outros requisitos.

Mas fique atento: para que a análise de campo seja eficaz, a pessoa que está observando deve ser discreta e de forma alguma deve interferir no dia a dia dos trabalhadores.

Vale destacar que, além dos feedbacks e observações, aplicar testes de perfis comportamentais e outros recursos, como a análise SWOT, é fundamental para descobrir as qualidades e gargalos das equipes.

2. Análise dados

Todo dado coletado deve ser organizado e analisado. Do contrário, será um trabalho feito em vão.

Não há muito segredo para uma análise de dados eficiente. Ela deve ser realizada por um especialista, com o auxílio de ferramentas como planilhas, gráficos ou tabelas.

Empresas que já passaram pela transformação digital ou, pelo menos, sabem a importância desse mindset e estão se esforçando para modernizar seus processos podem contar com softwares especialmente desenvolvidos para este fim.

3. Identificar problemas

A coleta e análise dos dados vai revelar para a empresa os problemas que estão interferindo nos seus recursos humanos.

Pode aparecer problemas relacionados à produtividade, relacionamento interpessoal, insatisfação com as políticas de feedback, entre outras questões que interferem na atração e retenção de talento, engajamento e produtividade.

Aqui, já podemos adiantar um dos benefícios de realizar o diagnóstico organizacional: ele também revela a origem de cada problema.

4. Intervenção

Com tantas informações valiosas em mãos, chega a hora de agir para aplicar medidas para corrigir problemas e potencializar qualidades. 

Cada plano de ação deve ser estrategicamente trabalhado junto a líderes, gestores, aplicando ferramentas e realizando investimentos que aprimoram o andamento do negócio, ultrapassa expectativas e garante ótimos resultados.

Esteja ciente de que bons resultados não aparecem do dia para a noite. É um trabalho de formiguinha e que deve manter uma constância para que os números não parem de subir.

Nova call to action

Quais os ganhos da empresa ao realizar o diagnostico organizacional?

Com tudo o que foi exposto até agora, já deu para ter uma ideia sobre as vantagens de realizar o diagnóstico organizacional.

Para que você não perca nenhum detalhe acerca dos benefícios, elaboramos uma lista dos principais ganhos da empresa ao realizar o diagnóstico organizacional.

Identificar gargalos precocemente

Uma das funções do diagnóstico organizacional, a de identificar problemas, além de ser uma das etapas do processo, é também uma de suas maiores vantagens.

Não é incomum que os problemas sejam percebidos quando já estão fazendo algum tipo de estrago.

Detectá-los precocemente é essencial para que a sua resolução seja rápida, causando o mínimo de impacto possível.

Possibilita melhorar a comunicação e o clima organizacional

A partir do momento que o diagnóstico é feito e os problemas são detectados, a empresa precisa resolvê-los.

Dependendo da estratégia que vai ser usada para contornar os problemas, uma comunicação fluída, não-violenta e acessível deve ser envolvida no processo.

Melhorar a comunicação interna é o grande trunfo de empresas que conhecem o valor de um clima organizacional positivo para a sua imagem como marca empregadora.

Experimentar novas metodologias de gestão

Empresas que desejam se manter competitivas precisam se manter em constante evolução. O crescimento é desejável e aplicado em todas as esferas do negócio: no oferecimento de produtos e serviços, na modernização dos processos, em benefícios inovadores, entre outras.

Uma dessas mudanças está na gestão. Os cenários econômicos, as mudanças de geração e estudos na área possibilitam que a empresa desenvolva e conheça novos métodos de gestão.

Ao conhecer novas metodologias, com o diagnóstico em mãos, a empresa pode experimentá-las como parte da estratégia para potencializar resultado e eliminar gargalos.

De quebra, se torna mais atraente aos profissionais que percebem o interesse da empresa em evoluir. 

Avaliar onde a empresa está e onde pode chegar

Entre os vários segredos que compõe uma liderança de sucesso estão os objetivos e metas a serem atingidas.

No entanto, não basta que gestores, departamentos e a empresa como um todo tenham um lugar onde querem chegar. É necessário que esse objetivo seja realista e tangível.

O primeiro passo para estabelecer metas tangíveis é reconhecer o nível ocupado atualmente. Saber onde é possível chegar depende exclusivamente de conhecer a atual situação.

No caso do diagnóstico organizacional no RH, ele pode revelar várias questões importantes, como:

  • perfil dos profissionais;
  • nível de maturidade da equipe;
  • competências e habilidades que podem ser mais bem trabalhadas e desenvolvidas;
  • competências e habilidades desejáveis para as próximas contratações, complementando a equipe.

Esses e outros ganhos são possíveis porque a empresa passa a conhecer seus pontos fortes e quais devem ser estimulados, onde está o diferencial do capital humano e até onde os recursos atuais podem contribuir com o negócio. 

Orientar os processos de tomada de decisão

Processos de tomada de decisão, quando bem orientados, tendem a ser um sucesso. Nesse contexto, a informação é o elemento que permeia o planejamento e torna os objetivos viáveis.

Seja qual for a estratégia ou projeto no qual a empresa está trabalhando, ter um diagnóstico é crucial para tomar as decisões certas e atingir os resultados esperados.

Além disso, todo crescimento exige investimento e um bom investidor sabe a importância dos estudos para aplicar os recursos de forma inteligente.

O mesmo acontece com as empresas: a segurança vem em primeiro lugar quando o assunto é fazer as melhores escolhas para crescer.

Webinar - evolução do teste de perfil

Como a Gupy pode ajudar a sua empresa com o diagnóstico organizacional?

A Gupy é uma empresa que une a tecnologia com a gestão de gente, oferecendo soluções para facilitar os processos de recrutamento e seleção e aprimorar a administração de recursos humanos.

Nesse contexto, é oferecido o Teste de Perfil Comportamental do Gupy Recrutamento & Seleção, uma poderosa ferramenta de inteligência artificial que fornece dados seguros e reais sobre os colaboradores para que todas as decisões do negócio sejam verdadeiramente baseadas em dados.

O mesmo teste utilizado para candidatos também pode ser oferecido periodicamente aos colaboradores. Dessa forma, é possível mapear os perfis da empresa e fazer contratações baseadas em dados por complementariedade de perfis.

Graças a função Compatibilidade de Grupos atrelada ao Teste, os gestores do capital humano têm acesso ao diagnóstico organizacional distribuído por equipes e áreas de atuação. Dessa forma, antes mesmo de uma vaga ser lançada, a empresa já sabe exatamente o que precisa —seja para complementar o time, seja para reforçar as qualidades.

Como funciona o teste da Gupy para empresas?

O teste de perfil comportamental do Gupy Recrutamento & Seleção reúne as melhores metodologias do mercado em um única ferramenta.

São três metodologias de mapeamento de perfil que compõe o mapeamento de dados:

  • 5 Fatores Comportamentais (Big 5);
  • Escala de Tenacidade (Grit Scale);
  • Mentalidade de Crescimento (Growth Mindset).

Veja o papel de cada uma delas para o diagnóstico organizacional da sua empresa.

5 Fatores Comportamentais

O Big 5 mapeia cinco dimensões de personalidade de uma pessoa, detectando os seguintes traços:

  • acomodação.
  • consolidação;
  • extroversão;
  • necessidade de estabilidade;
  • originalidade.

Escala de Tenacidade

O Grit é uma metodologia que avalia o profissional em relação aos seus objetivos de longo prazo, considerando o quanto ele vai trabalhar com afinco para conquista-los.

Sendo assim, a Escala de Tenacidade é importante para que a empresa meça os níveis de determinação, resiliência e motivação da sua equipe.

Mentalidade de Crescimento

A Growth Mindset é uma metodologia criada por uma professora de Psicologia da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, chamada Carol Dweck.

O teste avalia os pensamentos do profissional em 2 vertentes:

  • fixed mindset, que em português é chamado de mentalidade fixa ou atitude negativa);
  • growth mindset, que significa mentalidade de crescimento ou atitude positiva.

Por trás da ferramenta da Gupy está um time de profissionais e desenvolvedores capacitados, trazendo segurança para os resultados.

Desse modo, a Gupy se torna parceira das empresas. Outros benefícios que não podemos esquecer de mencionar são:

  • os dados do perfil dos candidatos viabilizam a contratação dos profissionais certos para os cargos certos;
  • compreender o perfil dos profissionais fornece informações necessárias para que a empresa trabalhe em estratégias de redução de turnover;
  • a Inteligência Artificial faz um ranqueamento de profissionais de acordo com as vagas, por consequência, os times podem ser estruturados explorando sua máxima produtividade.

Chegamos ao final do nosso material sobre o diagnóstico organizacional! Não é incrível conhecer a quantidade de ferramentas que uma empresa tem a sua disposição para atuar de forma estratégica e alcançar os melhores resultados, em todos os sentidos?

Para qualquer mudança bem-sucedida, ter informações confiáveis ​​é fundamental. Tudo começa no diagnóstico.

No início deste texto, escolhemos os diagnósticos da medicina para trazer uma ideia ainda mais nítida sobre o que acontece dentro das organizações.

Você já pensou nos transtornos que um tratamento de saúde equivocado pode trazer aos seus pacientes?

É assim que funciona o diagnóstico organizacional: um conjunto de informações que permitem tratamentos realmente eficientes para qualquer tipo de problemas e viabilizam medidas preventivas adequadas para cada negócio.

Contrate a pessoa certa com o teste de perfil comportamental da Gupy. Agende uma demonstração do produto.
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →