Entrevista comportamental: confira dicas para realizá-la

A entrevista comportamental é uma ferramenta de gestão que os entrevistadores usam para classificar seus candidatos e otimizar o processo de recrutamento e seleção. Por meio dela, é possível descobrir se o talento tem o melhor fit para a vaga e qual a sua postura profissional.


5 minutos de leitura

A entrevista comportamental é a etapa em que os recrutadores classificam os seus candidatos de modo a descobrir se eles têm as habilidades necessárias para o cargo. Esse método é uma forma de diferenciar os profissionais com currículos parecidos, auxiliando na escolha definitiva do talento.

É comum vermos casos em que os colaboradores são contratados, mas depois são demitidos por causa de suas competências (ou pela falta delas). Por isso, realizar um processo seletivo completo e adequado é fundamental para as empresas evitarem problemas e prejuízos.

Então, continue lendo e confira como realizar uma entrevista comportamental!

Neste conteúdo, você aprenderá:

  • o que é uma entrevista comportamental e para que ela serve?
  • como realizar uma entrevista comportamental com eficiência?
  • como fazer a análise das respostas dos candidatos?

O que é uma entrevista comportamental e para que ela serve?

A entrevista comportamental visa analisar um candidato por meio do seu comportamento. Assim, essa metodologia observa os pontos fortes e fracos, qualidades e defeitos, vulnerabilidades e virtudes de modo a classificar e qualificar cada profissional. 

Geralmente, essa avaliação não é usada apenas no processo seletivo, mas também é aplicada no ambiente interno da empresa. A partir disso, é possível identificar os comportamentos dos colaboradores e ter clareza sobre a rotina de cada indivíduo.

Além disso, esse método funciona como um estudo aprofundado de cada pessoa. Afinal, elas são moldadas de acordo com suas influências internas e externas, criação, religião, família, formas de entender e se relacionar com o mundo etc. Sendo assim, a entrevista comportamental serve para diferentes situações e proporciona benefícios como:

Como realizar uma entrevista comportamental com eficiência?

Hoje, a avaliação por competências pode ser feita por meio de softwares de gestão de pessoas. Nessas ferramentas, os dados são coletados e cruzados no sistema a fim de traçar os perfis dos candidatos de forma ágil e fácil.

Apesar dessa metodologia implementar o auxílio de softwares, é fundamental contar com uma equipe de Recursos Humanos qualificada e capacitada no processo. Assim, é possível evitar erros de interpretação e entre outros problemas.

Além disso, esse modelo de entrevista é realizado por meio de questionários impressos. Nesse caso, as respostas são obtidas, analisadas e transformadas em relatórios de modo a identificar o know-how dos talentos. A seguir, acompanhe algumas dicas de como realizar uma entrevista comportamental!

Mapeie habilidades e competências fundamentais

Listar as habilidades e competências necessárias para a função da empresa ajudará o entrevistador a identificar quais são as características necessárias para a vaga.

Nesse momento, é importante ter em mente que um talento com uma habilidade diferente da exigida pelo cargo impacta no desempenho de toda equipe, tanto de forma positiva quanto negativa. Ainda, tenha em mente que as habilidades técnicas são relevantes, mas muitas delas podem ser aprendidas.

Por isso, mapeie corretamente as necessidades do cargo, avalie com cuidado e observe as posturas dos candidatos. Dessa forma, é possível encontrar um indivíduo que combina com o perfil que você busca.

Considere situação da empresa

Outro ponto essencial para realizar uma entrevista comportamental é entender o contexto em que a organização está inserida. Para isso, analise os objetivos e metas a serem atingidos, tanto pelo setor do cargo em aberto quanto pela própria empresa.

A partir disso, fica mais simples descobrir quais características são adequadas e cumprirão todas as demandas do negócio. Como resultado, há uma melhor retenção de talentos.

Nova call to action

Estruture as perguntas

Na entrevista comportamental é fundamental o entrevistador questionar o candidato para descobrir se o seu perfil é o ideal. Então, desenvolva uma lista de perguntas e aborde-as, de forma natural, durante o processo seletivo.

Existem alguns modelos de questionários que os gestores utilizam na avaliação. O primeiro, diz respeito a criação de perguntas relacionadas à capacidade do profissional de assumir responsabilidades e se comprometer com um projeto. Para isso, crie situações fictícias ou pergunte se ele já vivenciou algum momento em que precisou lidar com dificuldades.

O segundo método envolve a capacidade de foco no resultado. Para isso, descubra se ele já trabalhou com tarefas difíceis de serem concluídas e se houve um desfecho satisfatório. Descubra qual era a sua responsabilidade no projeto, quais foram os seus problemas no processo e o que ele fez para enfrentar os contratempos.

Por último, pergunte sobre a capacidade de se relacionar com outras pessoas. Isso ajuda a descobrir se o talento gosta e é bom em trabalhar em equipe, e como são as suas interações sociais. Nesse momento, é interessante avaliar a dificuldade de tomar iniciativa da pessoa.

Utilize testes técnicos

Uma estratégia valiosa para os profissionais de gestão de Recursos Humanos é realizar a entrevista utilizando testes de perfil comportamental. Eles ajudam a identificar e reunir pessoas com traços similares de competências e habilidades.

Um deles, é a técnica STAR, que é a sigla para situação, tarefa, ação e resultado. Basicamente, ela apresenta um cenário real para o indivíduo e o time de recrutamento avalia os pontos a partir de suas respostas. Dessa forma, é possível descobrir como o candidato lidou com certos momentos no trabalho.

Outra avaliação é o teste DISC, uma metodologia que visa entender quatro fatores de comportamento do entrevistado: dominância, influência, estabilidade e conformidade.

Como fazer a análise das respostas dos candidatos?

Em uma entrevista comportamental há muitos processos envolvidos até a escolha do candidato ideal. Por isso, apresentamos algumas dicas para realizar essa tarefa com mais eficiência. No entanto, após coletar as respostas dos entrevistados, é o momento de analisá-las para tomar uma decisão.

Para isso, reúna todos os dados dos testes e entrevistas e faça uma análise profunda das competências do talento. Observe se elas se encaixam com as necessidades da equipe e da empresa. Além disso, entenda os pontos fortes dos entrevistados, as suas habilidades técnicas e o nível em que se encontram.

Nessa hora, muitos negócios contam com ferramentas que auxiliam na coleta e armazenamento de dados, como softwares de RH. Esse recurso contribui para a padronização dos processos e identifica os perfis mais adequados, agilizando o processo de recrutamento e seleção.

Agora que você entende como realizar uma entrevista comportamental, coloque em prática o que você aprendeu. Assim, as chances de contratar ao profissional correto para sua organização é maior, além de evitar problemas com novas contratações e formar times de alta performance. 

Gostou deste conteúdo? Siga a Gupy nas redes sociais e acompanhe tudo sobre RH no seu feed! Estamos no Instagram, LinkedIn e Facebook.

New Call-to-action
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →