Veja 6 tendências de talent acquisition 2020 para gestores de RH

0 minutos de leitura

Para quem acompanha as tendências dos Recursos Humanos, os esforços de talent acquisition deve se consolidar com uma das principais estratégias para a retenção de talentos dentro das empresas em 2020.

Mesmo com o crescimento dessa prática, ela ainda é desconhecida. Afinal, o que exatamente é o Talent Acquisition e como a empresa pode desenvolver essa estratégia de forma eficiente?

Para ajudar, explicamos tudo sobre essa prática, ressaltando a importância dela para a sua empresa. Além disso, devido ao seu crescimento, apresentamos as tendências de 2019 e o que esperar para 2020.

Quer entender benchmarks avançados do mercado de talentos? Então baixe agora o material:

Banner do ebook "10  pesquisas sobre o mercado de aquisição de talentos", com um botão escrito "baixe agora"

Definição de talent acquisition

A aquisição de talentos é uma prática relativamente moderna. Ela foi desenvolvida pelas empresas para acompanhar as transformações da sociedade.

Vamos fazer um percurso histórico: em 1960, quando o grande crescimento da economia mundial começou, a ideia de trabalho era encontrar uma colocação adequada, em uma boa empresa, e continuar ali até se aposentar ou encontrar uma colocação melhor.

Trabalhava-se um período fechado de tempo por dia, com horário de almoço determinado, folga semanal, ou seja, uma rotina contínua. Provavelmente, você reconheceu esse perfil nos seus avós e até mesmo pais.

Quando a revolução tecnológica começou, a maneira de estruturar o trabalho começou a sofrer alterações. Entrou o conceito de gestão de pessoas, que transformou a forma como os Recursos Humanos trabalham.

Nesse contexto, mais do que buscar perfis, iniciou-se uma busca por talentos. O funcionário precisa, mais do que tudo, ter o que a empresa procura. O processo de recrutamento e seleção começou a ser uma busca pelo melhor talento.

Foi dessa forma que o talent acquisition começou. Essa é uma forma estratégica de encontrar mão de obra qualificada. Nesse método, além da presença da equipe, há a preocupação com a construção de um relacionamento com os candidatos que não foram selecionados, criando um pool de talentos.

A importância de uma estratégia de talent acquisition

Para compreender melhor o funcionamento da aquisição de talentos, é preciso entender sua importância para a empresa. A primeira vantagem é contar com a escolha de profissionais diferenciados, alinhados com o negócio.

Além disso, quando se tem uma estratégia de talent acquisition, diminui-se a taxa de rotatividade de pessoal. O profissional selecionado se adéqua à proposta da empresa e tem uma identificação com a cultura empresarial, enxugando o turnover.

Principais práticas dessa estratégia

Entre as principais práticas envolvidas no talent acquisition, estão:

  • divulgação: aqui, vale uma perspectiva de marketing. É preciso fazer com que as pessoas saibam da vaga que está aberta. Vale publicação em redes sociais e em outros espaços nos quais o seu candidato se encontra;
  • foco nas pessoas: o candidato é uma pessoa e não apenas um currículo. Responda à proposta de candidatura com rapidez, sanando todas as dúvidas. Seja cordial e lembre-se de que do outro lado está uma pessoa esperançosa;
  • descrição da cargos: ignorada muitas vezes, ela deve ser ótima. A descrição da vaga precisa atrair o tipo certo de candidatos, considerando que será ela quem vai definir as pessoas que vão se candidatar.

Vale lembrar que o talent acquisition envolve foco na construção de uma equipe engajada e alinhada com os objetivos da empresa.

3 tendências de 2019 

Mesmo sendo uma prática que começou antes de 2019, foi nesse ano que a aquisição de talentos alcançou mais empresas. Por isso, é importante compreender quais foram as tendências e como elas foram aplicadas pelas organizações.

1) Soft skills

Em 2019, o LinkedIn liberou o Global Talent Trends Report, com as maiores tendências. Nesse documento, as soft skills (características sociocomportamentais) foram citadas por 92% dos entrevistados como essenciais para a contratação.

Aliás, para 89% deles, essas são as características decisivas para o sucesso na função. Para eles, o empregado que se sai bem é aquele que tem as soft skills que combinam com a cultura organizacional da empresa.

2) Trabalho flexível

A forma de trabalhar mudou e, com isso, surgiu a metodologia de trabalho flexível. Nele, em vez do método tradicional, inserido em um escritório por um período de tempo determinado, tem-se a opção de trabalhar de forma diferenciada.

Segundo o LinkedIn, as vagas que oferecem flexibilidade cresceram 78%, desde 2016. Este é um dado importante, pois mostra que o método  vem sendo adotado pelas empresas e tem resultados positivos.

3) Experiência do candidato

Aqui, não estamos falando dos trabalhos anteriores, mas sim, da relação do candidato com a sua empresa. Ela é essencial para o talent acquisition.

Afinal, quando a empresa não consegue ter um posicionamento positivo na sociedade, isso afeta a relação dela com os candidatos. Assim, a visão que as pessoas têm da empresa faz com ela aceite mais rapidamente, ou não, a proposta de emprego.

Estas três tendências se concretizaram em 2019. Vale destacar que elas devem permanecer em ação no próximo ano, em conjunto com as novidades a serem observadas.

Banner do ebook "Experiência do candidato: como encantar do começo ao fim?", com um botão escrito "baixe agora"

Talent acquisition: 6 tendências para 2020

1) Talento total

Para 2020, o foco será não apenas no currículo do candidato. A composição das empresas tem mudado e observar todas as oportunidades que a pessoa teve e como elas construíram o profissional que ela é hoje é permitir uma visão holística.

Essa observação vale para todos os tipos de emprego, até mesmo os temporários. Afinal, sempre há a chance de acontecer uma efetivação.

2) Velocidade

Com a sociedade cada vez mais acelerada, os resultados precisam ser rápidos. Por isso, um processo de recrutamento e seleção deve ser eficaz, no menor tempo possível, permitindo que os talentos sejam inseridos rapidamente na empresa.

Vale destacar que a rapidez também permite que o candidato ideal não escape. Segundo dados da Hiring Outlook, 55% dos candidatos têm pelo menos mais dois processos em andamento.

3) Tecnologia

A inteligência artificial já é uma realidade dentro do processo de seleção. Para 2020, os modelos de previsão, bem como a construção do perfil do candidato, vão consolidar a presença da tecnologia no RH.

Com esse avanço, a linguagem computacional tem se tornado cada vez mais desenvolvida. Assim, os programas que contam com IA já são capazes de atuar em diferentes frentes do recrutamento.

Banner do ebook "Tecnologia no RH: como a inteligência artificial gera mais resultados para a sua empresa", com um botão escrito "baixe o e-book"

4) Diversidade e inclusão

Segundo pesquisa da Yello, as gerações que estão entrando e assumindo a maioria do mercado de trabalho acreditam que ele deve ter diversidade e inclusão.

As empresas que não contam com um processo que considere estes dois fatores, com certeza, vão perder talentos. Aliás, essa tendência anda em conjunto com a identificação da marca. Por isso, mais do que apenas se dizer diversa, a empresa precisa se mostrar dessa forma.

Banner do infográfico "Recrutamento e diversidade nas empresas", com um botão escrito "baixar agora"

5) Transparência

O processo de recrutamento, normalmente, é cercado de muitos segredos. No talent acquisition, o candidato deve saber sobre o processo e a sua posição nele. Ou seja, se ele tem o perfil ideal, conte.

Mas se caso a empresa manter as informações reservadas, ela afasta o candidato. Por isso, vale lembrar: eles estão passando pelo mesmo processo em outras organizações. Seja honesto e não crie falsas esperanças.

6) Personalização

O candidato que está em busca de uma nova posição tem motivações únicas. Por isso, é preciso entender o que aquele talento busca e personalizar a vaga para ele.

Esse é um processo que pode acontecer em qualquer fase da seleção. Aqui, o objetivo é reter o profissional que tem o perfil que está sendo buscado pela empresa.

Como você viu, o talent acquisition é um método que só tem vantagens a oferecer para a empresa. Essa prática vem para ganhar ainda mais força nos próximos tempos. Você está preparado para ela? Comece a inserir suas ações ainda hoje.

Quer ficar por dentro das tendências e novidades do mercado de RH? Então inscreva-se na nossa newsletter e receba conteúdos transformadores!

Banner do ebook gratuito "Tendências de recrutamento para os próximos 5 anos", com um botão escrito "baixar e-book"

Inscreva-se na nossa Newsletter

New call-to-action
Participe do HR4results 2020 - o maior e melhor evento de inovação em RH na América Latina
Banner do calendário do RH 2020, com um botão escrito "baixe agora"
Bruna Guimarães | GUPY

Bruna Guimarães | GUPY

Formada em Administração de Empresas pela UFRRJ e com MBA executivo pela Coppead UFRJ, é COO & Co-founder da GUPY. Bruna é especialista em recrutamento e seleção e entende com profundidade as dores dessa área. Construiu sua carreira em uma grande multinacional onde era responsável pelo recrutamento de toda a organização através da sua paixão por RH, pessoas e foco em resultado.