O que é e como fazer um plano de desenvolvimento de líderes

Pessoas com potencial para liderança reúnem uma série de competências e habilidades comportamentais que podem ser trabalhadas e moldadas de acordo com as necessidades da empresa.

Nesse sentido, adotar um plano de desenvolvimento de líderes significa aplicar um conjunto de ações que visam trabalhar e desenvolver essas competências nos trabalhadores, de maneira contínua.

Após a empresa identificar quem são os líderes em potencial, por meio de posicionamentos e atitudes, eles assumem o posto e são continuamente treinados para fazer um trabalho cada vez melhor.

Este material vai abordar a importância de trabalhar a liderança dentro da empresa, explica como o planejamento deve ser feito e revela as principais características dos líderes, facilitando que os gestores identifiquem esses talentos em cada equipe.

Sendo assim, continue a leitura e confira as respostas para as seguintes perguntas:

  • O que é desenvolvimento de líderes?
  • Qual a importância do plano de desenvolvimento de líderes?
  • Quais os benefícios de um PDL eficiente?
  • Como elaborar o plano de desenvolvimento de líderes?
  • Como identificar possíveis líderes em uma equipe?
  • Por que é importante ter colaboradores satisfeitos?

Vamos lá!

O que é desenvolvimento de líderes?

A liderança é importante para toda organização que reconhece a força do seu capital humano para alcançar bons resultados.

Incentivar os colaboradores a se desenvolverem para alçar cargos mais elevados ajuda a impulsionar o sucesso.

Assim entra o plano de desenvolvimento de líderes: uma ação estratégica projetada para ajudar os colaboradores a obter e desenvolver competências de liderança.

Esse plano geralmente é estruturado, de longo prazo e personalizado para as necessidades exclusivas do perfil do colaborador, do setor em que atua e do planejamento estratégico da organização.

Dito isso, o plano deve descrever os objetivos de aprendizado e as atividades que devem ser realizadas durante a preparação, como treinamentos, palestras, cursos e até mesmo formação universitária nível graduação ou pós. 

Qual a importância do plano de desenvolvimento de líderes?

Quando uma empresa implementa o plano de desenvolvimento de líderes em seu negócio, os primeiros impactos na gestão de gente são sentidos na mudança de comportamento e engajamento dos profissionais.

Como citamos, as técnicas e estratégias aplicadas para desenvolver líderes envolvem trabalhar as habilidades e competências dos profissionais.

Contudo, não se trata apenas de oferecer treinamento a essas pessoas, mas de fazer com que melhorem sua performance e conquistem novas posições dentro da empresa a partir desses resultados.

Todas as ações adotadas devem estar em conformidade com as necessidades dos talentos humanos e do negócio como um todo.

Isso possibilita que a empresa conquiste melhores resultados, melhorando a imagem da marca perante a consumidores e profissionais.

Como o plano de desenvolvimento de líderes trabalha com a perspectiva de crescimento na carreira, isso interfere na atração e retenção de talentos. Consequentemente, trabalha o employer branding de maneira positiva.

A principal característica do plano de desenvolvimento de líderes é que ele começa como um programa a ser implementado, mas depois que o planejamento sai do papel, ele se transforma em uma ação contínua. Por isso, se transforma em um benefício contínuo para os negócios.

Nova call to action

Quais os benefícios de um PDL eficiente?

Para que a importância de estruturar um PDL eficiente fique ainda mais nítida, vamos ajudar você a compreender os benefícios deste método de desenvolvimento por meio de uma lista de vantagens. Vamos lá!

Benefícios financeiros

Precisamos falar sobre os impactos financeiros de uma empresa com lideranças bem estruturadas.

Custos reduzidos, maior satisfação do cliente, projetos concluídos, enxergar novas oportunidades impactam no crescimento da organização são exemplos de resultados comerciais positivos.

Melhorias na comunicação interna

A comunicação é uma soft skill que pode ser desenvolvida por meio de treinamentos. Sendo assim, colaboradores que participam de um plano de desenvolvimento de lideranças são fortes candidatos a melhorarem suas habilidades de comunicação.

Isso se reflete em melhorias na produtividade, condução eficiente de projetos e processos, além de facilitar a gestão de pessoas. Afinal, todo líder tem uma equipe para ser liderada.

Aumenta a satisfação do cliente

O que acontece nas relações internas se refletem nas externas. A forma como as lideranças conduzem seus liderados é notada pelos clientes.

Ótimo atendimento, rápida resolução dos problemas, inovação nos serviços e produtos oferecidos são alguns exemplos de melhorias com influência direta de uma boa liderança.

Além de aumentar a retenção de clientes, também é uma forma de estimular o marketing boca a boca. A tendência é que essas pessoas falem bem do atendimento recebido. 

Reforça os objetivos de longo prazo

Quando uma organização tem lideranças positivas, a tendência é que os liderados trabalhem mais motivados.

Esses líderes podem ser treinados para compartilhar a filosofia de trabalho focado no futuro, visando o crescimento da empresa, objetivo em comum de empresas que investe em planejamento estratégico e costuma ser alcançado em longo prazo.

Foco na resolução de problemas

É de interesse das empresas que seu capital humano seja resolutivo. Criatividade e estratégia na hora de resolver problemas é fundamental para que os resultados do negócio sejam positivos.

O plano de desenvolvimento de líderes, além de treinar as pessoas para resolver problemas de negócios, também estimula os interessados em prosperar em uma posição de liderança a ser mais proativo em sua rotina antes mesmo de iniciar o programa de desenvolvimento.

Aprender mais sobre estratégias de negócios para resolver problemas com eficiência, somado ao foco na manutenção de uma postura resolutiva, tende a elevar o desempenho de líderes atuais e aspirantes.

Como elaborar o plano de desenvolvimento de líderes?

Embora os programas de desenvolvimento de líderes sejam uma política contínua nas empresas, eles precisam ter um pontapé inicial.

O planejamento serve justamente para que eles sejam implementados com sucesso. Conheça as principais ações dentro desse processo.

1. Crie um plano de ação inicial

O início de um programa de desenvolvimento de líderes deve ser muito bem planejado. Todos os gestores devem estar cientes do trabalho que vai ser feito, das principais características que devem ser observadas nos colaboradores e o papel de cada um durante o processo.

Além disso, é preciso de um plano de comunicação e avaliação de resultados. Os profissionais devem ser comunicados que serão avaliados continuamente, para que entendam a importância de abraçar as políticas de feedbacks e outras ações realizadas para identificar e desenvolver habilidades.

2. Trabalhe com todos os níveis hierárquicos

Da mesma forma que todos os departamentos da empresa devem ter uma liderança, há líderes em potencial em todos os níveis hierárquicos.

Isso significa que todos os profissionais devem ser observados e incluídos no plano de desenvolvimento de líderes.

3. Determine os impactos

Todos os processos de uma empresa devem ter objetivos bem definidos. Nesse sentido, a empresa deve determinar quais resultados espera que os líderes entreguem, em 3 níveis:

  • organizacional;
  • pessoal;
  • prático.

A partir disso, os colaboradores devem ser testados em situações que serão comuns no dia a dia, para que seu desempenho seja avaliado.

No âmbito organizacional, a empresa deve preparar o futuro líder para entregar os resultados esperados.. Por isso, precisa definir quais são esses resultados e o prazo para que cada um seja alcançado.

Já no pessoal, o plano de desenvolvimento deve considerar a capacidade de trabalhar em equipe, gerir conflitos e a inteligência emocional. Dinâmicas e testes comportamentais podem ser aplicados para identificar essas competências.

Por fim, a parte prática — como o nome sugere — é o experimento da liderança no dia a dia. Estratégias como o job rotation podem contribuir para que a empresa faça uma degustação sobre o desempenho do profissional na liderança.

4. Identifique as lacunas

É necessário fazer um mapeamento das deficiências da empresa, bem como definir o que ela espera de cada líder e seus setores.

Questões como “o que a nossa empresa espera de seus líderes?”, “quais resultados devem ser entregues em curto, médio e longo prazo”, devem ser respondidas antes mesmo do programa começar a ser estruturado.

Essa análise, junto às outras atitudes, permite que a escolha dos próximos líderes seja ainda mais precisa.

Além disso, por ser um processo contínuo, identificar as lacunas da empresa e no perfil desses líderes — afinal, nenhum ser humano é dotado apenas de qualidades — contribui para que os treinamentos oferecidos após a implementação do plano estejam alinhados a necessidades reais tanto do negócio, como dos times.

5. Revise os plano

Como o desenvolvimento de lideranças é um programa contínuo, o plano deve ser revisado periodicamente.

Conforme as equipes vão evoluindo e as necessidades do mercado mudam, a empresa deve adequar seus times, apostar em recrutamentos internos e externos e outras medidas para garantir a sustentabilidade do negócio. Os programas devem acompanhar essas mudanças.

test

Como identificar possíveis líderes em uma equipe?

Agora que você já sabe como desenvolver líderes, vamos ao primeiro passo: como identificá-los dentro das equipes.

Separamos as principais características comportamentais que uma pessoa com perfil para liderança costuma apresentar. Conheça.

Proatividade

Pessoas proativas são aquelas que estão um passo à frente das situações, se antecipando aos problemas ou dispostos a ajudar com uma solução — mesmo que não seja função do seu cargo ou departamento.

Esses profissionais mostram interesse em desenvolver suas habilidades e adquirir novos conhecimentos.

Para identificar um bom líder, é importante ficar de olho nos talentos engajados, que mostram gostar e respeitar o que fazem, que se mostram satisfeitos com os treinamentos oferecidos e procura o gestor de gente para utilizar benefícios relacionados à educação corporativa.

Responsabilidade

Colaboradores com senso de liderança costumam ser responsáveis. Eles mostram facilidade para seguir prazos, normas e regimentos da empresa, entregando eficiência e resultados positivos.

Equipes também são direcionadas seguindo o exemplo de conduta de seus líderes. Ao escolher um líder responsável, a tendência é que esse comportamento se reflita em todo o time.

Agilidade

Falar de agilidade na liderança não se limita a rapidez. Na gestão de gente, ser ágil é tomar decisões certas no momento certo.

Saber escolher o melhor caminho entre várias alternativas apresentadas, enxergando as possíveis consequências de cada um.

Tudo é feito em tempo hábil para que o negócio não se prejudique e possa garantir os melhores resultados possíveis nesse processo.

Portanto, a forma na qual um profissional lida com os processos de tomada de decisão são um forte indicativo sobre a sua capacidade de assumir um posto de liderança. 

Comunicação

Habilidades em comunicação são um dos pilares que sustentam uma boa liderança. A função não se resume a delegar tarefas, bons líderes devem saber ouvir, falar e administrar sua equipe na base do diálogo e da comunicação não-violenta.

Os gestores devem ficar de olho nos colaboradores que têm facilidade para se comunicar com os colegas de trabalho.

Pessoas que explicam processos sobre a empresa que não ficaram bem-entendidos ou tentam mediar conflitos também merecem atenção.

Um bom líder, além de conseguir trocar mensagens de forma nítida e transparente, utilizando linguagem acessível, também atua na gestão de conflitos internos. Fique atento!

Feedback

Aliado à boa comunicação, está a capacidade em dar e receber feedback. Empresas cujo processo em suas políticas precisam observar como os profissionais reagem na hora de ouvir e falar, afinal, os líderes terão que repetir o processo com seus liderados.

De um lado, é importante perceber que o líder em potencial consegue ser objetivo nos seus apontamentos sobre a empresa.

Do outro lado, além de ser receptivo com as observações, é necessário perceber se o profissional está trabalhando nos pontos de melhoria. 

Por que é importante ter colaboradores satisfeitos?

Durante a leitura deste texto abordamos várias vezes o papel das lideranças na satisfação dos colaboradores.

Portanto, já não é novidade que aprender novas habilidades com o plano de desenvolvimentos de líderes pode inspirar os times a produzir mais para conquistar seus objetivos.

Uma vez que a empresa está focada em investir no crescimento — e oferece possibilidades reais para que isso aconteça, não apenas com o PDL mas incluindo um plano de progressão de carreira para seus colaboradores — ela está investindo na satisfação dos profissionais.

Você sabe por que é importante para os negócios ter colaboradores satisfeitos?

Manter as equipes felizes eleva a produtividade, a motivação e, consequentemente, a lucratividade. Mas nem tudo precisa girar em torno das finanças. Até chegar a rendimentos satisfatórios, há muitas outras vantagens. 

Menor rotatividade

Profissionais satisfeitos são menos propensos a deixar seus empregos atuais. Quanto mais realizados forem na função que exercem e com as políticas da empresa para qual trabalham, mais forte será o seu apego — e não apenas a organização, mas aos colegas de trabalho e a natureza do negócio.

O impacto da rotatividade não está só nos benefícios da diminuição do turnover. Respinga, também, na construção de um ambiente de trabalho agradável, na interação entre as pessoas e na construção de um time que se porte como embaixador da marca.

Lidam melhor com a pressão

Uma equipe orientada para resultados, uma hora ou outra, vai ter que lidar com a pressão. Se estiverem satisfeitos com o trabalho e focados em progredir na carreira, a tendência é que tenham mais facilidade em encarar essas situações.

Além disso, ao serem submetidos ao PDL, podem aprender a desenvolver mecanismos pessoas para gerir as emoções nesses momentos.

Colaboradores satisfeitos são mais aberto à desafios e colaboradores treinados atuam com profissionalismo e criatividade na resolução de problemas — não se esqueça disso. 

Público também se torna embaixador

Nos tópicos anteriores falamos sobre o comportamento da liderança se refletir no atendimento ao clientes, impactando na propaganda boca a boca. Citamos também que os colaboradores tornam-se embaixadores da marca.

Em geral (e não só quando são submetidos ao PDL), profissionais satisfeitos contribuem para que os clientes também se tornem embaixadores.

Enquanto os colaboradores são apaixonados pelo trabalho que fazem e pela empresa, os clientes são leais ao negócio por vários motivos.

Além de serem bem atendidos, encontrarem a solução para os seus problemas e perceberem que a empresa está interessada em manter relações comerciais com eles, são contagiados pela forma na qual os colaboradores compartilham sua experiência de trabalho.

Essa é uma atmosfera bastante positiva para os negócios, não só em termos financeiros, mas para a imagem da organização.

A partir do momento em que as pessoas gostam de trabalhar e consumir em determinado local, cria-se uma lealdade e a marca passa a ser lembrada e citada como referência no segmento de atuação.

Chegamos ao final do nosso material sobre o plano de desenvolvimento de líderes. Identificar e incentivar a postura de líder entre os colaboradores é um conselho frequente para gestores e profissionais de recursos humanos.

Entretanto, tudo começa com um planejamento estratégico bem estruturado, comum a todos os programas adotados por uma empresa.

No caso do desenvolvimento de lideranças, fica nítido que a percepção dos profissionais que ocupam o topo da hierarquia devem andar de mãos dadas com as ações de implementação do programa.

Afinal, quando se sabe as competências pessoais desejáveis para os cargos de liderança, fica mais fácil observar quais colaboradores têm potencial para ocupar o cargo ou estão evoluindo nesse processo.

O plano de desenvolvimento de líderes não se trata apenas de organizar o organograma e a escala hierárquica dos negócios, é uma forma de ajudar com a evolução dos profissionais. Neste processo, todos saem ganhando.

Se este texto foi útil para você, curta a nossa página no Facebook e confira outras publicações como essa. 

(Whitepaper) - Líderes de Vendas

Compartilhe

Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →

Receba conteúdos de RH e DP

Compartilhe

Link Copiado! :)