O que é psicologia organizacional, para que serve e quais as áreas de atuação?

Psicologia organizacional, também conhecida como comportamento organizacional, é um campo da psicologia relacionada ao estudo do comportamento humano dentro das empresas. A psicologia organizacional visa entender o comportamento de indivíduos, grupos  e instituições. 


5 minutos de leitura

A qualidade de vida é um aspecto cada vez mais valorizado no trabalho. Os CEOs e profissionais de RH já entenderam que, com um bom ambiente laboral, é possível ampliar a produtividade e o potencial competitivo da empresa.

A psicologia organizacional exerce um papel importante nesse sentido, contribuindo para o bem-estar dos funcionários.

Preparamos este post para explicar o que é a psicologia organizacional e porque ela faz a diferença para as empresas. Confira!

O que é psicologia organizacional?

A psicologia organizacional foca no estudo do comportamento humano, tendo o ambiente corporativo como cenário. 

Tendo isso em vista, os conhecimentos de psicologia são empregados na tentativa de compreender o comportamento individual e coletivo para aplicar recursos que melhorem a qualidade de vida e desempenho de atividades dentro da empresa.

Vale ressaltar que há uma diferença entre psicologia organizacional e do trabalho, elas são complementares, mas possuem enfoques diferentes.  

De modo geral, a primeira está relacionada à promoção do bem-estar dos funcionários dentro do ambiente de trabalho, enquanto a segunda refere-se à gestão de pessoas e possui um viés mais estratégico. 

Quais os benefícios da psicologia organizacional? 

O(a) psicólogo(a) organizacional tem o papel de promover o bem-estar dos funcionários. Ele pode fazer isso atuando em diferentes frentes do RH, que contribuem diretamente para uma cultura organizacional mais saudável. 

Entre as suas principais contribuições estão: 

1. Melhorar a produtividade

Problemas no ambiente de trabalho podem diminuir drasticamente a produtividade dos colaboradores. Um ambiente de trabalho estressante, por exemplo, é um deles.  

O estresse no ambiente de trabalho causa grandes prejuízos para empresas e funcionários. Os profissionais podem ter sua saúde física e mental prejudicadas pelo estresse crônico e, consequentemente, sua produtividade tende a diminuir. 

Com isso, o ambiente corporativo também pode ser prejudicado, pois os problemas causados pelo estresse prejudicam a relação dos funcionários com os colegas de trabalho, aumentam as taxas de absenteísmo e geram diversas outras adversidades.  

O profissional de psicologia organizacional pode atuar na resolução desse problema buscando entender o que torna o ambiente de trabalho estressante. Ele pode procurar estratégias para promover um ambiente corporativo mais tranquilo e, consequentemente, aumentar a produtividade dos funcionários. 

2. Reduzir o turnover

A aplicação da psicologia organizacional, tanto na contratação como na promoção de um ambiente mais favorável, diminui o turnover dentro da empresa. 

Os funcionários sentem-se satisfeitos com o trabalho e tornam-se capazes de produzir mais e melhor, permanecendo mais tempo na organização e diminuindo custos com demissões e novas contratações.

3. Aumentar a motivação

Além da promoção de um ambiente mais agradável, a psicologia organizacional pode ser aplicada em avaliações de desempenho

Quando bem aplicadas, essas avaliações apontam caminhos para o crescimento pessoal e profissional, aumentando o engajamento e oferecendo uma noção de propósito ao colaborador.

Quanto ganha um psicólogo organizacional? 

Um psicólogo organizacional ganha em média R$3.590,53. Mas o salário pode variar entre R$2.501,36 e R$8.693,90, dependendo do tamanho da empresa e experiência profissional. 

Contudo, em uma área de diretoria, o salário de um psicólogo pode chegar a R$24.000,00 por mês. 

Quais são as áreas de atuação da psicologia organizacional?

1. Recrutamento e seleção

Com a ajuda de entrevistas individuais, dinâmicas de grupo e testes psicológicos, os profissionais de RH têm condições de avaliar os candidatos e escolher os que mais se encaixam no perfil de uma vaga. 

Isso é feito levando em consideração não só os aspectos técnicos, mas as características de personalidade que possuem fit cultural da empresa.

Contrate a pessoa certa com o Teste de Perfil Comportamental da Gupy. Agende uma demonstração do produto.

2. Cultura organizacional

Como já abordado anteriormente, a cultura organizacional é fator determinante na produtividade e bem-estar dos funcionários. Portanto, é um ponto de forte atuação dos profissionais de psicologia organizacional. 

Por meio de pesquisas de clima organizacional e diversas outras ferramentas de diagnóstico, os profissionais de RH que atuam nessa frente conseguem identificar problemas e propor soluções para a promoção de um ambiente de trabalho saudável. 

3. Gestão de conflitos 

Conflitos podem atrapalhar a harmonia das equipes, gerar ruídos de comunicação, afetar o andamento das tarefas e prejudicar a saúde mental dos funcionários. Portanto, apaziguar conflitos e promover uma comunicação assertiva pode ajudar a manter um clima organizacional agradável. 

4. Benefícios 

Os benefícios podem afetar diretamente na saúde e bem-estar dos profissionais, portanto, também são atividades que o profissional de psicologia organizacional precisa estar atento. 

Existem diversos benefícios para além do vale refeição que ajudam a valorizar o funcionário. Além disso, são um diferencial competitivo em termos de atração e retenção de talentos

Auxílio para a prática de atividades físicas e sessões com psicólogos, por exemplo, podem ajudar ainda mais no bem-estar e valorização dos funcionários, melhorando o employer branding da empresa. 

5. Treinamento e desenvolvimento

Os treinamentos e capacitações ajudam não só a manter os profissionais atualizados, como também ajudam no desenvolvimento de carreira. 

Eles podem direcionar habilidades técnicas e comportamentais a serem desenvolvidas, promover o autoconhecimento e apontar caminhos profissionais. 

6. Cargos e salários 

A elaboração de um plano de cargos e salários também proporciona reconhecimento aos funcionários, além de oferecer uma perspectiva de crescimento na carreira. 

Uma psicóloga ou psicólogo organizacional deve ser o responsável por analisar o organograma da empresa e elaborar os benefícios, salários e funções de cada cargo. 

Qual a aplicação do comportamento organizacional? 

Os conceitos desse ramo da psicologia podem ser usados em testes comportamentais, pesquisas de clima organizacional, recrutamento de funcionários e processos de sucessão de liderança.

O estudo dos aspectos psicológicos incentiva a formação de um melhor ambiente de trabalho, a construção de uma equipe mais coesa e a formação de líderes com perfil agregador e capazes de ouvir seus colaboradores.

Apostar na psicologia organizacional, além de beneficiar amplamente a gestão de pessoas, ajuda na formação de uma empresa que favorece a saúde emocional dos colaboradores. Essa postura dá um diferencial competitivo, constrói uma imagem positiva da organização e atrai os melhores talentos do mercado.

Quer continuar aprendendo sobre esse assunto? Então confira agora mesmo o nosso e-book completo sobre Cultura Organizacional!

E-book Cultura Organizacional
Vamos juntos tranformar o RH da sua empresa?

Contrate a pessoa certa, sempre.

Os seus critérios de seleção, aplicados de maneira inteligente e rápida com a Gupy - o software de Recrutamento e Seleção favorito das grandes empresas do Brasil.

Solicitar demonstração →