Conheça o guia de indicadores de gestão para RH indispensável

6 minutos de leitura

Você sabe quais são os indicadores de gestão que não podem faltar no seu RH? Já dizia Galileu Galilei: “Meça o que pode ser medido e torne mensurável o que não pode ser medido”, frase que pode parecer uma premonição da importância atual da análise de métricas e dados. 

Ponto crucial para toda área de gente e gestão, usar indicadores ajuda a entender ações e processos, aprender e melhorar a capacidade de tomar decisões corretas e tirar conclusões e aprendizados.

Por isso, nesse artigo, vamos mostrar quais indicadores são mais úteis para a sua gestão e que possibilitam você fazer uma análise precisa dos resultados.

O que são indicadores de gestão?

São instrumentos usados para aprimorar a avaliação de aspectos relacionados ao quadro funcional e processual da empresa. Com os dados obtidos na aplicação dos indicadores, é possível analisar detalhadamente o desempenho organizacional como um todo.

Gerenciar pessoas é uma tarefa complexa que demanda certo critério para que bons resultados se sobressaiam e, no contexto geral, o objetivo dos indicadores de gestão é fornecer dados específicos para facilitar a análise do gestor de RH.

Com base nos indicadores, é possível avaliar cada situação individualmente e idealizar um plano de carreira e lapidar um talento que pode ser útil à organização ou até mesmo analisar os meios que deverão ser tomados para enfrentamento de um problema.

Os indicadores, em sua maioria, são quantitativos e provenientes de parâmetros que, por motivos diversos, exigem avaliação. 

Quais são os principais indicadores de gestão para líderes de RH?

A transformação digital, o novo comportamento de compras do consumidor, a experiência do cliente e o perfil profissional das últimas gerações fizeram com que a gestão de pessoas também mudasse.

Os métodos de contratação e valorização do capital humano já não se detêm ou se amparam nos indicadores tradicionais. Indicadores de RH, como turnover e absenteísmo ainda são relevantes, mas o surgimento de um RH moderno e tecnológico ampliou também a visão sobre outros aspectos a se mensurar.

Conheça 4 pilares de indicadores que têm gerado informações preciosas ao RH e saia na frente na sua empresa, otimizando sua forma de gestão de pessoas. 

Precisando ser mais estratégico no seu recrutamento e saber mais indicadores? baixe agora o e-book:

Banner do ebook "Enciclopédia do RH estratégico: recrutamento e seleção", com um botão escrito "confira agora"

☑️Indicadores de sucessão

imagem estilizada de duas pessoas, sobre indicadores de sucessão

Se a sua empresa, por um motivo qualquer, não puder contar com a mão de obra de um líder gestor importante, quem são os profissionais preparados para assumir esse papel, ainda que temporariamente?

Por isso mesmo, os indicadores de sucessão identificam, desenvolvem e retem funcionários de acordo com os objetivos de negócios atuais e projetados.

Com eles, você consegue evoluir grupos de talentos para preencher áreas e posições importantes. que são essenciais para as operações em andamento de uma organização e para os objetivos a longo prazo. 

Também ajudam os funcionários a adquirir as  competências e habilidades necessárias para competir por esses cargos quando estiverem disponíveis. 

Lembre-se, porém, que nem todos que desejam ocupar uma determinada vaga estão aptos a realmente assumir as responsabilidades inerentes. A gestão de RH deve estar preparada para feedbacks negativos sem, contudo, abalar o motivacional.

Assim, quantificar os funcionários em transição vai ajudar um gestor de RH às melhores práticas de estimulo para o crescimento, sem deixar lacunas que possam prejudicar os resultados da corporação.

Alguns indicadores de sucessão são:

  • Número de vagas que são posições-chave;
  • Dias médios decorridos para cada uma dessas posições;
  • Estatísticas de rotatividade em áreas-chave, para que você observe as mudanças ao longo do tempo;
  • A porcentagem de posições-chave preenchidas internamente;
  • Classificações médias de desempenho de novos funcionários em posições-chave.

☑️Indicadores de desenvolvimento de liderança

Imagem estilizada de um foguete, representando os indicadores de desenvolvimento de liderança

Se a empresa pretende promover talentos, deve também pensar na capacitação. Mesmo aqueles profissionais que são líderes natos e com habilidades para a gestão precisam de um direcionamento sobre seus métodos e perspectivas da empresa.

Qualquer ação que se tome para investir no desenvolvimento de grupos gerenciais deve ser mensurada para que o custo-benefício agregue, de fato, valor ao negócio.

Por isso, é fundamental compreender o quanto um líder bem treinado e capacitado pode contribuir para a produtividade efetiva da equipe.

Nesse cenário, a gestão do RH trabalha cotidianamente em uma linha tênue entre a produtividade e a motivação. É importante, portanto, ter cuidado nesse aspecto, pois os líderes ocupam cadeiras solitárias, muitas vezes correm o risco de más decisões e se perdem em meio aos processos.

Assim, levantar dados e identificar a necessidade de treinamento e desenvolvimento são ganhos que a empresa vai absorver, quando as lideranças retornarem aos seus postos de trabalho, mais dispostos e motivados.

Alguns indicadores de desenvolvimento de liderança são:

  • Feedback 360 graus;
  • Retorno do investimento em treinamento;
  • Custo do treinamento por líder;
  • Índice de gerenciamento de desempenho acima da média (Número de líderes classificados acima da média ÷ Todos os líderes).

☑️Indicadores financeiros

Imagem estilizada de indicadores financeiros

Como o RH vai utilizar indicadores financeiros para ajudar a empresa? É simples! Todo funcionário tem um custo e ele só tem valor real para a empresa se a produtividade sobressair o investimento que a empresa faz para mantê-lo empregado.

Todas as etapas da gestão de RH têm custo — um funcionário gera um custo antes mesmo de começar a trabalhar na empresa, afinal, existem despesas com recrutamento e seleção e posteriormente com o processo de admissão, exames médicos e onboarding.

Avaliar os números e o retorno financeiro de cada profissional é também uma tarefa da gestão de RH. Com resultados concisos é possível à gestão da empresa, tomadas de decisão mais confiáveis, inclusive se houver projeto de expansão da marca ou lançamento de um novo produto.

Alguns indicadores financeiros são:

☑️ Indicadores de estrutura organizacional

imagem representando indicadores organizacionais

A estrutura organizacional da empresa no momento está condizente com a sua representatividade no mercado? Em caso de um boom de crescimento, o quadro funcional está adequado para atender às demandas iminentes?

Essas são perguntas que um indicador pode ajudar a responder, baseando em números e resultados da empresa em comparação ás expectativas econômicas e mercadológicas.

Alguns indicadores de estrutura organizacional são:

  • Clima organizacional;
  • Comunicação interna;
  • Nível de visibilidade no mercado.

BSC: uma ferramenta indispensável

Para finalizar e sintetizar a importância de uso dos indicadores para a empresa, considere implantar uma ferramenta como o BSC (Balanced ScoreCard) para dar start às iniciativas apontadas e direcionar as ações corporativas.

A metodologia do BSC é simples e abrangente, estimulando o envolvimento e a participação de todos da empresa. Mesmo que as decisões se concentrem nas mãos dos gestores, o RH será fundamental ao apresentar o resultado dos indicadores e propostas de soluções de médio e longo prazo.

imagem da ferramenta de balanced scorecard

Essa é a melhor forma de fazer uso dos indicadores de gestão, mostrar o valor do RH estratégico dentro da empresa e reorganizar o ambiente organizacional para adequar números e exigências do mercado.

Se você gostou deste post e deseja saber mais sobre a atuação do RH e as mudanças pelas quais as empresas estão passando para adequar novos modelos de gestão, que tal se inscrever na nossa newsletter?

Banner do ebook "Planejamento do RH na prática: contexto, análise e estratégia", com um botão escrito "conferir agora"

Inscreva-se na nossa Newsletter

New call-to-action
New call-to-action
Banner do calendário do RH 2020, com um botão escrito "baixe agora"
Mariana Dias | GUPY

Mariana Dias | GUPY

Formada em Administração de Empresas pela USP e com especialização em Empreendedorismo e Inovação, Mariana é CEO & Co-founder da GUPY. Descobriu sua paixão por RH logo no início de sua carreira e foi Business Partner da área para toda a América Latina em uma multinacional do setor de bebidas. É apaixonada por desafios e por tudo relacionado a gestão de pessoas e inovação.